Tupi tem boa atuação, mas cede empate no fim. Definida a “semana Aracruz”

  O Tupi teve uma boa atuação no jogo-treino contra o Duque de Caxias disputado no final da manhã deste sábado, 25. O resultado foi 1 a 1. Jogando com personalidade, a equipe juiz-forana criou várias de chances de marcar. Coube ao centroavante Ademilson balançar a rede do goleiro Henrique no único gol do Tupi. A vitória escapou no último minuto de jogo, quando o árbitro da partida marcou pênalti para o time da casa. Bruno Veiga bateu com categoria e decretou o empate.

  Na tarde desta segunda-feira, 27, foi divulgada a programação da “semana Aracruz”, voltada para a estreia da equipe na Série D do Campeonato Brasileiro,  prevista para sábado, dia primeiro, no campo do adversário.

  Veja a programação:

  Segunda-feira (27/05)

 10h – Treino físico-técnico em Santa Terezinha

15h30 – Atividade na Academia Higéia. Depois, complemento em Santa Terezinha

Terça-feira (28/05)

09h30 – Treino físico-técnico da UFJF

16h – Treino técnico-tático em Santa Terezinha

Quarta-feira (29/05)

14h30 – Atividade na Academia Higéia e posterior complemento em Santa Terezinha

Quinta-feira (30/05)

10h – Viagem para Vitória (ES)

 Sábado (01/06)

16h – Aracruz x Tupi no Estádio Eugênio Bitti, em Aracruz (ES)

 Empate em jogo-treino

O técnico Felipe Surian aprovou a movimentação da equipe em Duque de Caxias. “Foi muito bom o treino. No início tivemos algumas dificuldades, talvez por termos chegado bem na hora da partida. Criamos várias oportunidades e saímos do primeiro tempo com a vitória. No segundo tempo fiz várias modificações até mesmo para ritmo aos outros jogadores. O gol deles saiu quando a equipe já estava muito modificada. Agora é trabalhar para buscar a vitória na estreia da Série D contra o Aracruz”, expôs o treinador.

O jogo

Jogando em seus domínios, o Duque de Caxias iniciou a partida dominando as ações. Por pouco não abriu o placar com um belo de chute de fora da área do centroavante João, que acertou em cheio o travessão do goleiro Douglas Borges. Pouco a pouco o Tupi foi se acertando na partida e,contando com bom entrosamento entre o setor de criação e o ataque, passou a ter sucessivas chances de gol.

Na primeira delas, o lateral-esquerdo Rafael Estevam saiu de três marcadores e tocou para Dwann, que serviu Henrique. Ele cruzou para a área, deixando Ademílson de frente para o gol, mas o bandeirinha assinalou impedimento, motivo de reclamações por parte do grupo carijó.  Depois de roubada de bola na intermediária, Dwann avançou pelo meio de deu lindo passe para Michel, que se projetava entre os zagueiros. De frente para o gol, bateu cruzado para bela defesa de Henrique.

O gol carijó saiu aos 34 minutos. Núbio Flávio fez jogada pela direita e cruzou para a área. Ademilson não desperdiçou e tocou para o fundo da rede. Pouco depois, o centroavante carijó voltou a dar trabalho para a defesa adversária. Ele avançou pelo meio e, já próximo à área, bateu forte para boa defesa de Henrique.

Felipe Surian aproveitou o segundo tempo para mexer na equipe, promovendo as entradas do lateral-direito Magnum, do meia Renan e dos atacantes Wesley e Cassiano. Mário Marques também mexeu na equipe fluminense. A partida ficou mais pegada do que no primeiro. O sol de quase meio dia exigia bom preparo físico dos atletas. A primeira chance de gol do segundo tempo foi do Duque de Caixas. Após bela triangulação, o atacante chutou com perigo, mas para fora.

Surian continuou mexendo na equipe, promovendo a entrada do atacante Fernando Camargo, do goleiro Victor Souza e do volante Anderson Tôto. As chances de gol continuaram a ser criadas. Em bela de jogada pela direita,Magnum cruzou na cabeça de Cassiano. Ele cabeceou com estilo e o goleiro Henrique se esticou todo para colocar para escanteio. Após cobrança, foi a vez de Wesley quase marcar. Em outro lance, Cassiano foi a linha de fundo e cruzou para a área. Fernando Camargo tentou um voleio, mas não acertou a bola em cheio. Na continuação, Wesley raspou de cabeça e a bola, caprichosa, tocou a trave.

O Duque de Caxias não se dava por vencido. Michel fez boa jogada, invadiu a área e chutou por cima do gol de Victor Souza. A equipe da casa ameaçou fazer pressão sobre o Tupi, mas o Carijó não se intimidou. No final da partida, aos 44, o árbitro assinalou pênalti para o Duque de Caxias.Bruno Veiga foi para a cobrança e decretou o empate da equipe da casa.

Informações e foto: Assessoria Tupi 

Este post tem 2 comentários

Deixe seu comentário