Fla dispensa Renato Abreu: ´Uma surpresa e uma tristeza´

O Flamengo informou em seu site oficial no fim da tarde desta segunda-feira a rescisão do contrato do volante Renato Abreu, que iria até o fim desse ano de 2013.

O empresário do jogador, Cláudio Guadagno, foi surpreendido com o comunicado da diretoria e avisou a Renato, que chegou de uma viagem internacional e foi pego de surpresa.

– Ainda não sei o que aconteceu. Quero ouvir da diretoria a justificativa. Eu não rescindi com o Flamengo. Essa decisão é deles – desabafou Renato, ainda assustado com a informação. – Não esperava por isso. Voltei para me apresentar normalmente. Sempre fui profissional, não tenho inimigos no clube. É uma surpresa e uma tristeza.

A nota foi divulgada depois da coletiva de apresentação do técnico Mano Menezes, onde estavam o presidente Eduardo Bandeira de Mello, o vice de futebol Wallim Vasconcellos e o diretor Paulo Pelaipe, que não tocaram no assunto. Em reunião depois do evento, a direção tomou a decisão sem a participação do técnico Mano Menezes.

“O Clube de Regatas do Flamengo acertou, na tarde desta segunda-feira, a rescisão de contrato do jogador Renato Abreu, que iria até o final do ano. A diretoria rubro-negra agradece a Renato pelos serviços prestados e deseja ao atleta sucesso na continuidade de sua carreira” diz a nota.

O elenco do Flamengo se reapresenta nesta terça-feira, às 15h, no Centro de Treinamento George Helal (Ninho do Urubu), e o jogador de 34 anos não deverá se reapresentar.

Se com jogadores como Vagner Love, Ibson e Alex Silva o problema foi o alto custo, desta vez as questões disciplinares pesaram para a decisão da diretoria. Renato chegou a reclamar de ser substituído pelo técnico Jorginho e não reagiu bem às vaias em outra partida neste Campeonato Brasileiro.

A diretoria ficou de pagar os seis meses de salários restantes do jogador, até dezembro. Vale lembrar que Renato aceitou redução salarial ao ter seu contrato renovado na virada do ano, quando a nova administração assumiu.

Na cidade

Renato Abreu participou dos dois jogos que o Flamengo disputou recentemente em Juiz de Fora, diante do Campinense, pela Copa do Brasil, e da Ponte Preta, pelo Campeonato Brasileiro, ambas sob comando do então treinador Jorginho.

Diante da Ponte, desperdiçou um pênalti quando o placar estava em 1 a 0 – a equipe de Campinas venceu por 2 a 0, únicos pontos conquistados pela Macaca em cinco rodadas do Brasileirão. Depois da partida, Renato disse que não precisava mais ser o cobrador oficial das penalidades máximas. Jorginho respondeu, na coletiva, que seguia confiando na capacidade do meia.

Nesta mesma partida, na saída para o vestiário, no intervalo, Renato foi deselegante quando abordado por repórteres de rádio, que simplesmente lhe pediam uma opinião sobre os 45 minutos iniciais.

Texto principal: site do jornal Extra

Deixe seu comentário