Depois do empate, Tupi folga na Série D

Em situação confortável em seu grupo na Série D, o Tupi está de folga na tabela deste final de semana. Nesta quinta-feira, a equipe recebeu o Volta Redonda em amistoso no Estádio Municipal radialista Mário Helênio.

Veja matéria publicada na Tribuna de Minas:

  Apesar de o embate entre Tupi e Volta Redonda ter sido apenas um jogo-treino nesta quinta-feira (25), os uniformes oficiais já davam o tom de que a partida seria encarada com seriedade por ambos os times desde o início. Mas mesmo com a dedicação dos dois elencos em buscar o gol, o empate de 0 a 0 persistiu até o fim dos 90 minutos. Agora, o elenco carijó ganha folga de três dias e só se reapresenta na próxima segunda-feira para fazer a preparação rumo ao duelo contra o Nova Iguaçu, dia 4 de julho, na Baixada Fluminense, na segunda rodada do returno do grupo A6 da Série D do Campeonato Brasileiro.

O técnico do clube juiz-forano, Felipe Surian, gostou da movimentação de sua equipe. “Foi um amistoso forte, contra uma equipe bem treinada, que nos trouxe dificuldades, e o objetivo é esse. Não adiantaria jogar contra amadores e fazer uma goleada que não nos acrescentaria nada. O jogo foi difícil, movimentamos dentro do que foi pedido e, na segunda etapa, consegui colocar os reservas para que eles ganhem ritmo também. Foi um bom teste”, avaliou o comandante alvinegro.

O jogo de quinta começou com o Tupi levando um susto. Com 1 minuto e meio de partida, o meia Zé Augusto chutou da entrada da área, e o goleiro Victor Souza tocou com a ponta dos dedos na bola, antes de ela explodir no travessão. Passado o primeiro aperto, o Carijó respondeu aos 7, quando o atacante Núbio Flávio cruzou, mas o centroavante Ademilson chegou atrasado no carrinho dentro da pequena área. Aos 20, nova chance criada pelo Voltaço, com o chute forte do camisa 9, Tiago Amaral, de fora da área, que o arqueiro alvinegro pegou firme.

Victor Souza continuou a ser o destaque do Carijó. Aos 25 minutos, Amaral recebeu frente a frente com o goleiro do Tupi, que saiu fechando ângulo e ficou com a bola. Nos minutos finais da primeira etapa, o Carijó teve chance aos 40: Núbio Flávio cabeceou para defesa de Gatti. Em uma pressão final, os visitantes obrigaram o camisa 1 alvinegro a mais uma boa defesa, colocando chute do meia Guilherme para escanteio.

O Volta Redonda entrou na segunda etapa com quatro alterações, enquanto o Tupi colocou em campo todo o time reserva. Com o tempo, o adversário também foi mudando suas peças, e a partida caiu em qualidade. Na base da vontade, o Tupi teve chances, mas não conseguiu finalizar com eficiência. Já o Voltaço ficou preso na marcação dos carijós e não criou oportunidades claras.

Texto: www.tribunademinas.com.br

Foto: Lucas Tavares – Tribuna de Minas

[wpfootball id_league=10 id_template=2]

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário