Anderson Sperin: na várzea, é o dono da bola

O Toque de Bola acompanha, na manhã fria e às vezes com chuva, neste domingo, 19, no campo do bairro São Benedito, a decisão da categoria veterana da Copa Caem de Futebol Amador. Anderson Sperin, que já havia marcado o único gol no “jogo de ida” do Sub 20 sobre RR Turismo, volta a abrir o placar.

(Leia também: Anderson Cristiano, o gol mais bonito da rodada)

No segundo tempo, Nilsão perde a chance do empate, após Rodrigo ajeitar de cabeça. Marcos José Ferreira amplia, em seguida, para o Sub 20: no placar, 2 a 0. Ricardo Alves de Souza, cobrando pênalti, ainda diminui em 2 a 1 mas Alexsandro Gasparete Pompom acaba com qualquer chance de nova reação, ao assinalar o terceiro gol do Sub 20 e “fechar a conta”.

Entre os Veteranos, tudo definido: o campeão da Copa Caem é o Sub 20 F.C. O vice é o RR Turismo.   Anderson Marcelino Hérico é o principal artilheiro, com 06 (seis) gols. A defesa menos vazada também é do Sub 20 –  a média é de apenas 0,25 gol sofrido por partida. A Taça Disciplina foi conquistada pelo RR Turismo.

Não foi a primeira, nem será a última vez que Anderson “Sperin”, como é chamado no campo ou na arquibancada, deixa o campo consagrado como herói. O Toque de Bola aproveita para conversar com ele, que admite: não vai dar tempo para trocar de roupa. Do antigo campo da Empav ele segue direto para Ubá.  Lá, em instantes, vai defender o Cruzeiro de Guidoval pela Copa Integração de Futebol Regional.

Será que ele se considera um ídolo? Por ter experimentado a carreira de atleta profissional, será que é válido aquele comentário da beira do campo da várzea, do tipo “ah, se o Tupi olhasse mais para a nossa  várzea, pegaria muitos jogadores de talento…”.

 Acompanhe a íntegra da entrevista do Toque de Bola com Anderson Sperin.

 Toque de BolaVocê se considera um ídolo do futebol amador? 

 Anderson Sperin: Primeiro eu queria ressaltar que na minha vida toda honra e toda glória sejam dadas ao Senhor Jesus. É o que eu creio, é a fé que eu tenho como prioridade. E segundo, eu tenho o carinho dessas pessoas que estão sempre por perto. Tem vários jogadores bons, mas esse carinho me acompanha ao longo do tempo e eu procuro ser o mais simples possível e é na simplicidade que as coisas dão certo, que as coisas fluem. Individualmente, não me considero um ídolo, mas eu tenho o carinho das pessoas, isso eu percebo.

Toque de  Bola: Há quanto tempo você está no futebol amador?

Anderson Sperin: O último contrato que eu fiz, se não me engano, foi em 2005, no Princesa Solimões. Disputei a Copa do Brasil pelo Tupi em 2004. Logo depois estive encerrando a minha carreira profissional.

Toque de Bola: Quais as diferenças entre o futebol amador e o profissional, você que viveu os dois lados e ainda está no amador?

Anderson Sperin: Eu respeito muito a opinião pública, mas eu já passei pelo amador e pelo profissional, e sei que é totalmente diferente. O ritmo do profissional é totalmente contrário do amador, por isso, particularmente falando, eu me cuido, durante a semana faço minhas corridas, faço reforço muscular com um professor particular. Já não levo a coisa muito a sério, mas eu me mantenho, e por isso vou me destacando.

 Tem outra atividade fora do futebol?

Anderson Sperin: Eu estou desempregado, não tenho vergonha de falar. Tenho vivido com o dinheiro que eu ganho no futebol. Saindo daqui eu já vou para Ubá, defender as cores do Cruzeiro de Guidoval (partida pela Copa Integração). É assim que eu tenho vivido. Mas eu sou formado em um curso de vigilante, curso de segurança. Vou começar a fazer um curso técnico de segurança, para galgar lugares melhores, porque quando a gente encerra a carreira, fica meio perdido, meio aéreo, mas graças a Deus o dinheiro que eu tenho ganho no futebol está me mantendo, mas estou sempre atrás de um emprego para viver uma vida mais tranquila.

  Muitas vezes não dá nem para comemorar… Pegou o troféu de artilheiro e já vai para o outro jogo?

Anderson Sperin: Não vai dar nem tempo de trocar de roupa agora, estamos trocando uma ideia mas faço isso com prazer.

Veja, abaixo, a galeria de fotos de Sub 20 3×1 RR Turismo, com a premiação

Este post tem um comentário

Deixe seu comentário