07 jul 2018

Ameaçado! Tupi perde para o Cuiabá, dá adeus ao G4 e fica perto do Z2



Goleiro do Cuiabá, Victor Souza, sobre para agarrar a bola na derrota de ontem do Tupi

  Lutar contra o rebaixamento será mesmo a realidade do Tupi nas rodadas que faltam no grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro. Isso porque, no sábado, dia 7, o Carijó sofreu mais um revés em casa, desta vez para o Cuiabá, por 3 a 1, ficando a dez pontos do último colocado do G4.

  Matematicamente ainda é possível a classificação, mas torcedores, comissão técnica e jogadores já ser preocupam mais com evitar o Z2, que agora está a um ponto, com a vitória do Volta Redonda sobre o Botafogo-SP, justamente o próximo compromisso do Tupi, fora de casa, no sábado, dia 14.  

Início diferente

  Com o desfalque de última hora do centroavante e artilheiro do time, Patrick, negociado pelo Fluminense – dono de seus direitos – com o exterior, o Tupi começou o jogo com Marcel reforçando a marcação no meio de campo. Sem  ataque mais leve e de movimentação com João William, Paulinho e Potita escalados.

Classificação do grupo B sem contar o resultado de Joinville x Operário-PR

  Logo aos 5 minutos, a zaga cortou errado o lançamento para Léo Salino, mas Potita, da entrada da área, finalizou para fora. O Tupi tentou colocar pressão, mas sem uma referência na área, ficou difícil jogar em cima do Cuiabá.

  Na base da movimentação, a melhor chance surgiu aos 19. Potita achou Rodrigo Dias infiltrado dentro da área, mas o lateral, depois de dividir com a zaga e ganhar, finalizou fraco, fácil para o goleiro cuiabano. O Cuiabá, tentava se segurar e usar o porte físico de seus atletas para se impor nas jogadas aéreas e sair em velocidade.

Primeiro gol

  Com o Tupi adiantado, o Dourado aproveitou o espaço para abrir o marcador. Depois de pressão do Carijó no ataque, o Cuiabá saiu rápido pela esquerda e Eduardo Ramos, em posição duvidosa, foi acionado entrando pelo meio. Na saída do goleiro Vila, o camisa 10 tocou e fez 1 a 0 para os visitantes.

  Melhor do Tupi na primeira etapa, Léo Salino teve uma grande chance aos 33 minutos. Lançado na direita, o volante entrou na área e chutou cruzado, mas a bola saiu rente à trave após passar em frente ao gol do Cuiabá. O Durado respondeu aos 37, quando Bruno Sávio tentou uma puxeta de dentro da pequena área, mas encobriu a meta alvinegra.

Vilar pegou o pênalti e ainda defendeu o rebote

Defendeu o goleiro

  Aos 41 minutos, o Cuiabá teve a chance de ampliar. O goleiro Vilar derrubou João Carlos na área. Pênalti que Bruno Sávio cobrou fraco, após caminhar devagar para a bola, e o camisa 1 do Tupi defendeu. No rebote, o atacante do Dourado ainda finalizou novamente para outra grande defesa de Vilar, garantindo a diferença de apenas um gol até o intervalo.

  Na volta para o segundo tempo, sob protestos da arquibancada, o técnico do Tupi, Eugênio Souza, tirou Léo Salino e Paulinho, para as entradas de Wellington Batista e João Vítor. Mais à frente, o Carijó conseguiu um pênalti, aos 10 minutos, quando Potita foi derrubado na área. Mas João Vítor cobrou e Victor Souza, ex-Tupi, foi buscar no canto esquerdo.

Paulinho tenta se livrar da marcação do Cuiabá

Jogo aberto

  Empolgado, o Tupi partiu para cima, mas deu espaços. Aos 17 minutos, o goleiro Vilar teve que fazer não um, mas quatro milagres em sequência para evitar o segundo do Cuiabá. Aos 19, não teve jeito. Em contra-ataque pela esquerda, Bruno Sávio achou Eduardo Ramos livre e ele fez mais um para os visitantes.

  O Tupi ensaiou uma reação quando João William tirou o zero carijó do marcador, em bela cobrança de falta de dentro da meia-lua, aos 22 minutos. Mas ela durou pouco. No primeiro ataque com o placar em 2 a 1, o Cuiabá marcou novamente. Após cobrança de escanteio, Bruno Sávio dominou na área e esperou a movimentação de Marino, que apareceu livre, com o gol vazio, completando para a rede aos 25.

  Aos 29 minutos, Léo Costa acertou o travessão pelo Tupi. Mas aos 38, Alê também balançou a moldura pelo Cuiabá. Assim, o placar ficou mesmo no 3 a 1 para os visitantes.

 

Jogo foi marcado por disputas intensas

TUPI 1 X 3 CUIABÁ

Estádio Municipal Radialista Mário Helênio – 07/07/2018

Público: 510 (195 pagantes)

Renda: R$ 3.780,00

Gols: Eduardo Ramos aos 22 minutos do primeiro tempo e aos 19 do segundo tempo, e Marino aos 25 minutos do segundo tempo (Cuiabá); João William aos 22 minutos do segundo tempo (Tupi)

Tupi

1 – Vilar

2 – Rodrigo Dias

3 – Sidimar

4 – Wellington (Mateus aos 6 minutos do segundo tempo)

6 – Magalhães

5 – Léo Costa

7 – Marcel

8 – Léo Salino (João Vítor intervalo)

10 – Paulinho (Wellington Batista intervalo)

11 – João William

9 – Potita

Técnico: Eugênio Souza

Cuiabá

1 – Victor Souza

2 – Jefferson Feijão

3 – Ednei

4 – Edson Borges

6 – Danilo

5 – Escobar (Josimar aos 47 minutos do segundo tempo)

8 – Marino

7 – Alê

10 – Eduardo Ramos (Marcos aos 47 minutos do segundo tempo)

11 – Bruno Sávio

9 – João Carlos (Adriano aos 30 minutos do segundo tempo)

Técnico: Itamar Schülle

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Arte: Toque de Bola com informações do Futebol Interior

Fotos: Nina Proton/Tupi FC


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 ago 2018
Fripai campeã geral, masculino e feminino. Veja números finais dos Jogos SESI JF

17 ago 2018
Tite convoca Seleção para amistosos e desfalca times brasileiros

17 ago 2018
Fora de casa, Uberabinha/Tupi enfrenta ADMH

17 ago 2018
Para ficar em cima! UFJF/Asepel encara o Boston em Manhuaçu

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse