Futsal: os títulos de Baladeiros, Inter de Vilão, Sport e Bom Pastor

   A tarde de sábado, 2 de julho, foi intensa. As quatro últimas decisões da Copa Prefeitura Bahamas de Futsal levaram um grande público e proporcionaram bastante emoção no ginásio Francisco Queiroz Caputo, do Sport Club Juiz de Fora. Ginásio cheio, duas goleadas e dois jogaços formaram o roteiro.

Os quatro títulos finais ficaram com Inter de Vilão (categoria sub-20 masculino), Sport Club Juiz de Fora (categoria sub-13 masculino), Clube Bom Pastor (categoria Adulta feminino) e Baladeiros (categoria Adulta masculino). As taças foram entregues aos capitães pelo Gerente de Marketing do Bahamas, João Paulo Rodrigues, e pelo Secretário de Esporte e Lazer, Marcelo Matta.

Na parceria entre a Prefeitura de Juiz de Fora e o Bahamas, ganharam as equipes, o esporte local e regional e os torcedores. Com organização da Secretaria de Esporte e Lazer, patrocínio de Bahamas e Bahamas Cred e apoio das marcas Hellmann`s, Nescau e Rexona, a edição 2022 reuniu 143 equipes, em diversas categorias.

  (nota da redação: a cobertura do Toque de Bola não se limita ao Portal. Está no Instagram toquedebolajf, Twitter toquedebolajf, canal no Youtube (Portal Toque de Bola), Spotify e aplicativo, que pode ser baixado em qualquer celular. O apoio a esta cobertura é de Prefeitura de Juiz de Fora, Plasc, Santa Casa de Juiz de Fora e Projeto Cidadão Consciente, da Hiperroll Embalagens)

Final Categoria sub-20 masculino 

INTER DE VILÃO 4×0  RIVER PLATE SA

Na primeira final do sábado, o Inter de Vilão superou o River Plate. Num primeiro tempo mais equilibrado, Yago Alexandre abriu o placar. Na etapa final, com dois gols, Lucas Faria tornou-se o destaque da partida pela equipe campeã. Pedro Henrique também marcou, e o placar ficou em 4 a 0. O destaque de River Plate na final foi Welbert Teixeira.

Capitão Inter de Vilão: Hugo Leonardo (camisa 8)

Capitão River Plate: Welbert Teixeira (camisa 8)

Destaque de Inter de Vilão na final: Lucas Faria (camisa 7)

Destaque de River Plate na final:   Welbert Teixeira (camisa 8)

Gols: No primeiro tempo, Yago Alexandre (camisa 9). No segundo tempo, dois gols de Lucas Faria (camisa 7) e um de Pedro Henrique (camisa 5)

Arbitragem: Joedson Pinto e Breno Azalim. Anotador: Alexandre Oliveira. Delegado: Adonise José Ribeiro

CENTRO DE FUTEBOL ZICO JF 0x6  SPORT CLUB JUIZ DE FORA

O segundo jogo decisivo do dia apontou vitória da equipe alvi-verde. Desde o primeiro tempo, o Sport encontrou mais espaços para finalizar. Foram três gols na etapa inicial e mais três na complementar.

No primeiro tempo, os gols foram de Rafael Pontes (camisa 14), Gabriel Sabino (camisa 9) e Miguel Santos (camisa 7). Na etapa final, marcaram Rafael Pontes (camisa 14), Davi Matozo (camisa 11) e Henry Gabriel (camisa 2)

Receberam os brindes os destaques de cada equipe na partida final. Pelo  Centro de Futebol Zico JF na final,  Cauã Resende.  Pelo Sport Club Juiz de Fora, o destaque na final, Rafael Pontes, concedeu entrevista e dividiu os méritos com toda a equipe. “É para todo mundo. Para o Sport. Vou comemorar com os amigos porque é tudo uma família. Dedico também aos meus pais”.

Final sub-13 masculino

CENTRO DE FUTEBOL ZICO JF 0x6  SPORT CLUB JUIZ DE FORA

Capitão Centro de Futebol Zico JF: Rafael Bechara (camisa 10)

Capitão Sport Club Juiz de Fora: Gabriel Sabino (camisa 9)

Destaque do Centro de Futebol Zico JF na final: Cauã Resende (camisa 8)

Destaque Sport Club Juiz de Fora na final: Rafael Pontes (camisa 14)

Gols:  no primeiro tempo, Rafael Pontes (camisa 14), Gabriel Sabino (camisa 9) e Miguel Santos (camisa 7); no segundo tempo, Rafael Pontes (camisa 14), Davi Matozo (camisa 11) e Henry Gabriel (camisa 2)

Arbitragem: Tales Carvalho e Júlio Cesar

ALPHA BIQUENSE  1×2  CLUBE BOM PASTOR

Alpha Biquense e Clube Bom Pastor fizeram uma final adulta feminino disputadíssima, o que reafirma o crescimento da modalidade entre as mulheres na cidade e região.

Com muito equilíbrio na etapa inicial, Ana Beatriz abriu o placar para o Clube Bom Pastor, numa jogada que inicialmente seria uma assistência mas a movimentação do ataque acabou confundindo a goleira Jamilla. O time de Bicas alcançou a igualdade ainda na primeira metade do jogo. Rafaela, em jogada pela direita de ataque, chutou firme para marcar.

O gol do título surgiu no segundo tempo. O Bom Pastor não desperdiçou a oportunidade criada numa cobrança de falta. A camisa 13, Fernanda Gabriela, arrematou forte: 2 a 1, placar final.

Foram eleitas destaques de cada equipe na partida final: pelo Alpha Biquense, Rafaela Aline, e pelo Clube Bom Pastor, Ana Beatriz. Na entrevista, Ana Beatriz dedicou o título à mãe, que também se chama Ana, e definiu o sentimento dela e das companheiras pela conquista do título: “Gratidão. Treinamos e trabalhamos muito para isso. Treino intenso. Agora é colher os frutos”, comemorou.

Final Adulta Feminino

ALPHA BIQUENSE  1×2  CLUBE BOM PASTOR

Capitã Alpha Biquense: Rafaela Aline (camisa 12)

Capitão Clube Bom Pastor: Renatinha Chaves (camisa 1)

Destaque de Alpha Biquense na final: Rafaela Aline (camisa 12)

Destaque de Clube Bom Pastor na final:  Ana Beatriz (camisa 12)

Gols: primeiro tempo, Ana Beatriz (camisa 12) fes 1 a 0 para o Clube Bom Pastor, Rafaela Açine (camisa 12) empatou para Alpha Biquense. No segundo tempo, Fernanda Gabriela (camisa 13) marcou o gol da vitória do Bom Pastor.

Arbitragem: Adilson Mattos e Tales Carvalho

BALADEIROS FC 3×3 GOIANÁ  (nos pênaltis, vitória do Baladeiros por 5 a 4)

Foi um “jogaço”, com participação intensa de torcedores das duas equipes finalistas. Goianá tocou melhor a bola na etapa inicial e encontrou duas vezes o caminho do gol. Placar do primeiro tempo: Goianá 2 a 0, gols de Rafael Dornelas e Lucas Tibério.

No segundo tempo, Baladeiros emplacou uma reação espetacular e virou para 3 a 2. Leonardo Ferreira e Vinícius Paiva assinalaram os gols que levaram ao empate. O goleiro Marcus Vinícius “Mancha” iniciou e concluiu a jogada do gol da virada do Baladeiros: 3 a 2. Goianá respirou fundo e encontrou forças para igualar o placar. Jean Pedro fez 3 a 3.

Nos pênaltis, só uma das dez cobranças não terminou em gol. Odilon, na segunda cobrança de Goianá, parou no goleiro reserva do Baladeiros, Arthur Eugênio, que entrou e teve participação direta na vitória nos pênaltis.

Receberam a taça os capitães de cada equipe: pelo Baladeiros,  Lucas Seta, e por Goianá,  Rafael Dorneles.

Os destaques de cada equipe na partida final eleitos foram os goleiros: pelo Baladeiros,  Marcus Vinícius “Mancha”  e, de Goianá, Hércules Fernandes (camisa 1).

Mancha disse que tentar jogadas na linha é uma característica dele, para tentar o contra-ataque. “Conversamos no intervalo, colocar a bola no chão e não ter erros individuais que a gente conseguiria sair com a vitória”, revelou, sobre a virada da equipe no início do segundo tempo. O goleiro-artilheiro dedicou a vitória à esposa Lídia, uma vez que eles completavam dez meses de casado no dia da grande decisão.

Nos pênaltis, para o time de Goianá, cobraram: Jean Pedro (camisa 22), Odilon Moreira Jr (camisa 14), Diogo Sousa (camisa 12), Héercules (camisa 01) e Lucas Tibério (camisa 7).

Pelo Baladeiros, cobraram: Leonardo Ferreira (camisa 05), Vinícius Gasparete (camisa 10), Wellington Oliveira (camisa 15), Lucas Seta (camisa 09) e Iago Tomaz (camisa 13). Todos converteram as cobranças

Arbitragem da final adulta masculino: Fábio Pereira e Júlio César.

Final Adulta masculino

BALADEIROS FC 3×3 GOIANÁ  (nos pênaltis, vitória do Baladeiros por 5 a 4)

Capitão Baladeiros: Lucas Seta (camisa 9)

Capitão Goianá: Rafael Dorneles (camisa 20)

Destaque do Baladeiros na final:  Marcus Vinícius “Mancha” (camisa 1)

Destaque do Goianá na final: Hércules Fernandes (camisa 1)

Gols: no primeiro tempo, Rafael Dornelas(camisa 20) e Lucas Tibério (camisa 07) para Goianá. No segundo tempo, Baladeiros virou o placar com gols de Leonardo Ferreira (camisa 5),  Vinícius Paiva (camisa 10) e Marcus Vinícius Mancha (camisa 01). Goianá empatou com gol de Jean Pedro (camisa 22)

Nos pênaltis, pelo Goianá cobraram:  Jean Pedro (camisa 22), Odilon Moreira Jr (camisa 14), Diogo Sousa (camisa 12), Héercules (camisa 01) e Lucas Tibério (camisa 7).

Pelo Baladeiros, cobraram: Leonardo Ferreira (camisa 05), Vinícius Gasparete (camisa 10), Wellington Oliveira (camisa 15), Lucas Seta (camisa 09) e Iago Tomaz (camisa 13). Todos converteram as cobranças

Arbitragem: Fábio Pereira e Júlio César

Texto: Misto Quente Comunicação

Fotos: Mário Polidoro e Misto Quente Comunicação

 

 

 

Ivan Elias

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário