“Sacudir a poeira”: clássico é chance de Tupi apagar impressão ruim da estreia

Ipatinga x Tupi print Elevensports 27-04-22

O clássico deste domingo, dia 1º, 11h, diante do Tupynambás, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, pela segunda rodada do Módulo 2 do Campeonato Mineiro, é a chance apresentada ao Tupi para apagar a péssima impressão deixada na estreia, quando, em menos de 20 minutos, já perdia fora de casa por 2 a 0 para o Ipatinga, resultado que se manteve até o final, na noite de quarta-feira, dia 27.

Fora de campo, os bastidores estão movimentados com a saída do dirigente Cloves Santos e a chegada de novos jogadores. O torcedor alvinegro quer saber, no clássico, se o time tem condições de fazer um bom papel na divisão de acesso ou se irá lutar contra o rebaixamento.

Não haverá, segundo informações do Tupi, mandante, venda de bebida alcoólica no estádio no clássico.

  Veja aqui pontos de venda de ingressos pelo Tupi neste sábado

  Sacudir a poeira

O treinador Ademir Fonseca sabe da responsabilidade: “Temos que sacudir a poeira. Perdemos a primeira batalha de uma guerra. O campeonato vai ser muito difícil, várias equipes acostumadas a disputarem Módulo I e Módulo II, Uberaba, Ipatinga, Coimbra, equipes fortes candidatas ao acesso. Nós precisamos nos organizar para colher bons resultados”, afirmou.

  Só aquele chute

Sobre a atuação na estreia, o treinador lamentou o início de jogo de seu time: “Nós começamos o jogo sabendo da dificuldade, tínhamos informações da equipe do Ipatinga, a gente não tinha se surpreendido com isso, tinha mapeado jogadores, sabíamos que o atacante deles (Vitinho Ruas) tinha uma jogada tradicional que é cortar para dentro e bater. Ele só deu aquele chute no gol e foi muito feliz. Logo em seguida, nós tomamos o segundo gol em uma saída de bola errada nossa e nessa hora o time deu uma desarrumada. Isso fez com que a gente perdesse o jogo, aos 16 minutos do primeiro tempo”.

  Sem criação

Escalação Tupi estreia 27-04-22

A sequência da partida já mereceu outra avaliação do treinador carijó: “Nós consertamos mas não tivemos força ofensiva. Não conseguimos criar, eles também não conseguiram chegar e o jogo ficou muito disputado no setor de intermediária, como tem sido a tônica dos jogos. Infelizmente erramos muito no início do jogo e fomos penalizados por isso. A defesa muito aberta, a gente estava errando muito passe na entrada da área, precisava ter uma proteção para depois construir e no final tentou abrir o time mais um pouco para tentar o gol. Tentamos um 3-5-2 mais conservador e tivemos mais controle do jogo mas não levamos perigo no gol do Ipatinga.”

Ademir também citou a impossibilidade de contar com alguns atletas que não foram regularizados a tempo: “Romarinho lateral-esquerdo não veio, não teve tempo de regularizar e precisamos improvisar. Perdemos também o Pedro que é uma opção de ataque. Mas isso não serve como desculpa. Os jogadores que lá estavam poderiam ter feito um resultado melhor”.

Antes da estreia, não haviam sido regularizados Sávio, Pedro Vítor e Romarinho.

Nesta sexta-feira, o Tupi divulgou, nas redes sociais, a volta de dois jogadores ao clube: o lateral-direito Adson e o lateral-esquerdo Elder.

De acordo com a assessoria (informação atualizada na manhã de sábado, dia 3o), “dos atletas contratados apenas Romarinho, Davyd e o Elder, que chegou agora, ainda nêo tem condições de jogo”.

 Saída de Cloves: sem novos comentários

Na manhã de sexta-feira, o dirigente Cloves  Santos anunciou sua saída do clube com uma postagem nas redes sociais. O ambiente nos bastidores estava conturbado, principalmente depois que o presidente do Tupi fez uma dura cobrança aos jogadores durante o jogo-treino diante do Olaria, dia 16, aberto ao público, em Santa Terezinha. A cobrança pública desagradou Cloves e ele não escondeu sua insatisfação com o episódio. Não foi este o único motivo, mas talvez tenha sido a gota d´água.

Depois de publicar a informação nas redes, o dirigente preferiu não falar mais sobre a sua saída, na sexta-feira.

O Tupi divulgou a seguinte posição oficial: “sobre a publicação do Cloves em sua rede social, o clube não se posicionará no momento, pois o mesmo não comunicou nada ao clube, apenas em seu perfil no Instagram, além de existirem algumas pendências a serem sanadas entre as partes”.

Texto: Toque de Bola

Fotos: prints Elevensports e redes sociais

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário