Ranking de Corridas de Rua: SEL lança edital de chamamento público para 34ª edição

A Secretaria de Esportes e Lazer (SEL) publicou o edital para o credenciamento de propostas para a realização das etapas do 34º Ranking Prefeitura de Juiz de Fora de Corridas de Rua. O texto está disponível no Atos do Governo, o Diário Oficial Eletrônico do Município.

Conforme o edital podem concorrer pessoas jurídicas de direito privado, entidades públicas filantrópicas, sem fim lucrativos e pessoas jurídicas de direito privado com fins lucrativos legalmente constituídas. Empresas habilitadas com débitos referentes às edições anteriores não podem participar do Ranking 2022.

A competição está suspensa desde 2020, por causa da pandemia de covid-19. A expectativa da Secretaria é realizar o processo burocrático na primeira quinzena de abril. 

Expectativas

O gerente do Departamento de Ações Esportivas de Participação e Rendimento, Fernando Seixas, disse que a SEL está otimista com a retomada do tradicional calendário da competição, mesmo que tenha menos provas e participantes que antes da pandemia do novo coronavírus.

“Os corredores de Juiz de Fora e região que estão sedentos por voltar a correr e participar das confraternizações: teremos esse momento de volta em breve. As expectativas são as melhores. Porém, temos plena convicção de que o número de participantes, que era mais de 1 mil corredores por etapa, não deve acontecer nesse momento pós-isolamento. Também o número de etapas, em torno de 10, nesse momento esperamos fazer entre sete e oito etapas”, explica.

Datas, critérios e prazos 

As empresas deverão entregar a proposta e a documentação no dia 6 de abril, às 9h na sede da SEL, no Bairro Santa Terezinha. No mesmo dia, a comissão de seleção vai avaliar, classificar e divulgar o resultado. 

O edital indica os seguintes critérios para a escolha das empresas habilitadas: o tempo de experiência na execução de corrida de rua, reconhecida pela SEL ou por federação de atletismo; realização de corrida por número de participantes inscritos, nos últimos cinco anos; pontuação se a proposta contemplar a realização de uma corrida infantil e se oferecer itens além dos obrigatórios no kit corredor. Se houver igualdade de notas, a mesma ordem dos critérios será seguida para desempate. Em último caso, será feito sorteio. 

Os participantes poderão entrar com recurso no 7 de abril e a comissão tem prazo de um dia útil para analisar. Após o fim do prazo, seja da classificação ou do recurso, se houver, será realizada a reunião com os classificados para definir as etapas do Ranking em 2022.

34ª edição do Ranking deve ter oito etapas em 2022

Outras normas

O documento também indica que as etapas serão realizadas com o intervalo mínimo de três semanas entre elas. E estabelece as responsabilidades da Secretaria de Esportes e Lazer e da empresa habilitada a promover a corrida. 

Entre as normas técnicas, orienta sobre o conteúdo mínimo do kit do corredor e do kit lanche, além de destacar que é obrigatório haver postos de hidratação, com quantidade dependendo da distância de percurso. Devem ser fornecidos copos de água industrializada, não sendo permitidas garrafas plásticas. 

Todos os corredores participantes deverão receber uma medalha igual. Apenas para as corridas infantis é permitida medalha diferenciada. Devem ser confeccionados 18 troféus, para as premiações nas categorias masculino e feminino por equipes, PCD e para os cinco melhores no geral. 

Se a empresa habilitada por alguma razão cancelar a prova após a divulgação do Calendário Oficial de 2022, será multada em R$ 2 mil, além das demais punições previstas neste instrumento.

Taxas de inscrição

O edital de chamamento também indica os valores máximos de taxa de inscrição. há diferença se a prova vai oferecer ou não kits e no caso de vendas no 1º lote, até 14 dias antes da prova, ou 2º lote, uma semana antes. O documento informa que o aumento do valor no 2º lote é facultativo e não haverá inscrições na semana da prova.

Nas provas com kits e com percurso até 18 km, a inscrição no 1º lote deve custar até R$ 76 e no 2º lote, até R$ 101. Para percursos acima de 18 km, a taxa custará até R$ 101 no 1º lote e R$ 126 no 2º. Idosos pagam 50% dos valores e as crianças pagarão até R$ 38 e R$ 63, respectivamente.

Nas corridas sem kits, com trajeto até 18 km, o valor do 1º lote deve ser até R$ 50 e o do 2º lote, R$ 76. Se o percurso tiver mais de 18 km, os limites são R$ 76 e R$ 101. Crianças pagam R$ 25 e R$ 38, respectivamente.

Nos dois casos, os atletas com deficiência que forem cadastrados no Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência da Secretaria de Desenvolvimento Social são isentos.

Corrida da Fogueira

Igualmente interrompida por causa da pandemia da covid-19, a Secretaria de Esportes e Lazer também espera voltar neste ano com a tradicional Corrida da Fogueira. No entanto, a organização da prova não está prevista neste edital do 34º Ranking de Corridas de Rua de Juiz de Fora.

“A Corrida da Fogueira, como de costume, não entra no Ranking de Corridas de Rua. Ela é uma corrida à parte e teremos outro chamamento público especificamente para interessados em organizar e em realizar a Corrida da Fogueira”, reforça o  gerente do Departamento de Ações Esportivas de Participação e Rendimento, Fernando Seixas, em entrevista ao Toque de Bola.

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira

Foto: arquivo/Toque de Bola; e divulgação

Deixe seu comentário