Toque nos Estaduais: você já conhecia o União Frederiquense?

Toque de Bola nos Estaduais

Os estaduais de todas as regiões do Brasil sempre apresentam equipes bem diferentes e, muitas vezes, desconhecidas do grande público. Muitos desses nomes estão relacionados às cidades, à cultura e até mesmo com a boa criatividade de seus fundadores.

O Toque de Bola, na série Toque nos Estaduais, elaborou uma lista de clubes com denominações bem diferentes, em distintas regiões do País.

O primeiro clube a ser pesquisado é o União Frederiquense, do Rio Grande do Sul.

 História: dois clubes em um

Fundado em 03 de agosto de 2010, o União Frederiquense de Futebol é o primeiro clube profissional da história de Frederico Westphalen, cidade localizada no noroeste do Rio Grande do Sul, distante aproximadamente 365 quilômetros de Porto Alegre.

O nome União diz respeito ao motivo de sua fundação. O plano foi acabar com uma rivalidade local entre os clubes Ipiranga e Itapagé, ambos amadores. Da junção deles nasceu o União Frederiquense. Na camisa, ambos estão representados. As cores foram escolhidas para acabar com qualquer resquício de rivalidade local. Unem-se o verde do Ipiranga, o branco que é neutro e o vermelho do Itapagé.

O time foi filiado na Federação Gaúcha de Futebol em setembro de 2010 e disputou a Divisão de Acesso do Gauchão de 2011 a 2014. Em 04 de junho de 2014 o clube chegou à sua primeira grande conquista, quando obteve uma das três vagas à elite do futebol gaúcho em 2015. Na disputa, o clube alcançou somente a 15ª colocação entre 16 clubes e, assim, regressou à Divisão de Acesso. Foi campeão da segunda divisão em 2021 e retornou recentemente à elite em 2022.

Estádio

 

Estádio do clube: no momento, capacidade para 1.400 torcedores

A Arena União foi inaugurada em 2017 e tem capacidade para apenas 1.400 torcedores. O plano é fazer, de acordo com o avanço do clube, o estádio aumentar de tamanho. Mas receber número maior de torcedores não é a única melhoria do campo de jogo da cidade de pouco mais de 30 mil habitantes. A sustentabilidade é a meta principal. No início deste ano, foi firmada parceria com o grupo Creluz para instalação de uma usina fotovoltaica nas dependências do estádio. O acordo firmou a cedência do local para obra da usina e permanência pelos próximos 25 anos, com possibilidade de renovação.

Curiosidades

Dentro de campo, o União Frederiquense manteve boa parte do elenco que subiu para a elite do futebol gaúcho. O técnico do título de 2021 foi mantido. É Daniel Franco, jogador histórico do Internacional, que pendurou as chuteiras em 2003. Foi ele quem guiou o Leão ao título do ano passado e participou da montagem do elenco atual.

O treinador, em entrevista coletiva, afirmou que “O União está com mais experiência, mais estruturado e consciente de como proceder e como deve fazer para que as coisas aconteçam. Temos uma expectativa muito grande na permanência e estou feliz de fazer parte deste retorno. Buscamos, jogo a jogo, a permanência na elite do futebol gaúcho”

Ele também acrescentou que jogar contra a dupla Gre-Nal é algo fascinante para os times do interior e que vencer o Grêmio é diferente (na quarta-feira, 16, a equipe do interior marcou 3 a 1 sobre o tricolor gaúcho). “Um jogo que nos trouxe muita emoção, motivação, inspiração, um dos maiores do país e reconhecido mundialmente, fizemos nosso papel e conquistamos pontos muito importante para nós”

Frederiquense tem como mascote leão da colina

O mascote oficial é um leão, denominado Leão da Colina, e o Hino Oficial do clube tem por título “Heróico filho do Barril”, ambos escolhidos em concurso aberto aos torcedores em geral. O atual presidente é Vinícius Ortigara Girardi.

Um trecho do hino para você conhecer melhor:
União Frederiquense / Glorioso, time guerreiro / Orgulho de nossa terra/ Gaúcho e brasileiro/ Dentro e fora da Colina/ Heróico filho do Barril/ Ser campeão é tua sina/ Em todos os cantos do Brasil

  Como é o Campeonato Gaúcho

Em 2022, o União Frederiquense disputa a primeira divisão do gaúcho, está, até a oitava rodada (marcada para sábado, 19, e domingo, 20 de fevereiro) em 9° lugar, com 7 pontos. No Campeonato Gaúcho, a primeira fase reúne 12 equipes: Grêmio, Internacional, São Luiz, Ypiranga, Novo Hamburgo, Aimoré, Brasil de Pelotas, Caxias, São José, Juventude e Guarany de Bagé.

 

 

União Frederiquense comemora no vestiário triunfo sobre o Grêmio

O torneio é disputado em apenas um turno com as 12 equipes se enfrentando no sistema de todos contra todos. Os quatro primeiros se classificam para as semifinais e os dois últimos são rebaixados. Tanto na semifinal como na grande decisão, os confrontos serão de ida e volta.

As três melhores equipes do Campeonato Gaúcho estarão classificadas para a Copa do Brasil e também para o Campeonato Brasileiro da Série D em 2023.

Fontes: Site e Instagram do clube, ge.com e agências

Fotos: site e redes sociais do clube

Pesquisa: Lara Valentim

Edição: Ivan Elias

Arte: Toque de Bola

Ivan Elias

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário