Adiou! Avaliação de novos atletas no Tupi só começa dia 13

Parte do campo do Tupi estava com poças d’água

A intenção era que as primeiras observações de novos atletas fossem feitas nesta segunda, dia 10. Mas, as chuvas que castiga Minas Gerais desde o dia 26 de dezembro frustraram os planos.

A observação dos jovens foi adiada por conta de pouco mais da metade do campo do Estádio Salles Oliveira, em Santa Terezinha, estar encharcada. Pela manhã, cerca de 70 dos 300 pré-inscritos na peneira carijó, para nascido entre 2000 e 2004, compareceram ao local para apresentarem a documentação exigida.

Só quem já foi

Coordenação da peneira avisa participantes do adiamento

Como explica o vice-presidente de futebol do Tupi, Jeferson Vítor, o adiamento foi decidido para que se possa avaliar com justiça os atletas. O dirigente destaca que somente quem compareceu ao Salles Oliveira com a documentação nesta segunda está apto a retornar na quinta, dia 13, às 13h para ser avaliados.

“A expectativa nossa era que o primeiro grupo fizesse a avaliação nesta segunda. Mas, reunidos com a comissão técnica e observando a condição do gramado, verificamos que seria impossível fazer uma avaliação justa. Fizemos o adiamento. Passamos esse grupo que veio, e está selecionado para, na quinta possa fazer a avaliação”, explica.

Adiou! Avaliação de novos atletas no Tupi só começa dia 13
Jeferson Vítor, vice-presidente de futebol do Tupi

Não há como avaliar

Um dos observadores técnicos chamado pela direção carijó, o ex-lateral direito e ex-treinador das categorias de base do clube, Evaldo Carolino, atesta que não seria justo com os jovens uma avaliação em um campo encharcado. O ex-atleta alvinegro também fez questão de destacar a iniciativa do clube com as avaliações.

“Realmente não tem como o garoto mostrar seu talento em um campo onde a bola vai agarra toda hora, seja na grama, seja na poça d’água. Mas é importante essa avaliação porque dá oportunidade para quem é da cidade e região, o Tupi resgatar esses valores que temos por aqui”, considera Evaldo.

Olho clínico

Evaldo será um dos observadores técnicos

Ao lado de outras feras que já vestiram a camisa alvinegra, como Manoel Português, Léo Devanir e Adil Pimenta, além do ex-preparador físico do clube Paulo Henrique “Lica” Toledo, Evaldo irá compor o conselho técnico da avaliação. O ex-lateral destaca o que se pode observar nos dois dias de treinos que os candidatos a jogador terão.

“Não temos olho mágico, mas quem já jogou, conhece. Vamos avaliar a qualidade, porque a parte física não tem como, então vamos avaliar a parte técnica e dar mais uma oportunidade. A partir do momento que ele for selecionado, vai ter mais chances de mostrar seu talento. O jogador só dele bater na bola você já vê se tem qualidade”, explica Carolino.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Toque de Bola

Deixe um comentário