Toque Notícia 17h dia 11-11

Conselho do Tupi termina reunião sem votar sanções a Juninho

O encontro dos conselheiros convocada pelo presidente do Conselho Deliberativo do clube, Jarbas Raphael da Cruz para tratar de denúncias de possíveis irregularidades na administração do clube pelo presidente licenciado José Luís Mauler Júnior, o Juninho, terminou sem ser colocada em votação alguma possível sanção. Único veículo de imprensa de Juiz de Fora presente na sede social do Tupi, o Toque acompanhou o desenrolar no Carijó.

A reunião foi realizada sob tensão entre o presidente em exercício do Tupi, Eloísio “Tiquinho” Siqueira, sua diretoria e conselheiros favoráveis ao afastamento de Juninho do clube e os apoiadores do mandatário licenciado.A pressão vinha também de fora dos muros da sede social. Um grupo de cerca de 20 torcedores carijós não se intimidou nem mesmo com a chuva e protestou em frente à sala na qual era realizado o encontro do Conselho Deliberativo.

Em relato à reportagem do Toque de Bola logo após o tenso encontro, o presidente do Conselho, Jarbas Cruz, disse que não foi possível abrir votação para possíveis sanções ao presidente licenciado. Segundo ele, há um caminho regimental a se seguir.

Cruz explicou que “diante do material levantado, o presidente Tiquinho deve notificar o Conselho e este notificará o Juninho. Há no estatuto um prazo de 15 dias para este apresentar sua defesa”. Só então poderá ser feita uma votação inicial, tendo as denúncias e as argumentações do presidente licenciado como base para decisão de uma possível sanção.

Logo após a reunião do Conselho, o Toque ouviu os envolvidos. O presidente em exercício do clube, Tiquinho, lamentou não ter havido votação das possíveis sanções, mas disse que seguirá os trâmites. “Apresentei todas as provas que tinha de má gestão do clube. Mas o presidente afastado disse ter direito a um prazo de 15 dias para apresentar a defesa. Vamos notificar o presidente do Conselho e seguir os trâmites legais”, explicou.Juninho se disse vítima de uma perseguição. “Foi uma reunião totalmente ilegal. Eles querem me caçar sem me dar o direito de defesa. Não existe. Primeiro eles têm que me notificar, apresentar provas e me dar o direito de defesa. Aí sim, marcar outra reunião do Conselho para julgar isso.”

Licenciado da presidência do Tupi desde setembro deste ano, quando chegou a ser preso em flagrante pela posse ilegal de armas de fogo e conseguiu liberdade condicional, Juninho permanece fora do cargo. Atual mandatário em exercício, Tiquinho vai distribuir notificação com cópia do material levantado ao presidente do Conselho, Jarbas Cruz, que em seguida notificará o próprio Juninho. Em até 15 dias, o presidente licenciado deve apresentar sua defesa e uma nova reunião do Conselho marcada para votação sobre possíveis sanções. Caso seja definida alguma punição, que pode ir de advertência até exclusão do quadro social do Tupi, cabe recurso de Juninho ao próprio Conselho.

========== ========== ========== ==========

O Flamengo já tem definida a programação para a disputa da final da Libertadores, dia 27 de novembro, no estádio Centenário, no Uruguai, contra o Palmeiras. A delegação viaja para Porto Alegre dia 19 para jogos contra o Internacional e Grêmio e não retornará ao Rio de Janeiro antes da ida para Montevidéu. Todos os treinamentos no período em que o Flamengo ficar no Rio Grande do Sul serão realizados no CT do Grêmio.O jogo contra o Internacional será no dia 20, e o duelo com Grêmio, 23. A ida para o Uruguai será no dia 24. De acordo com o regulamento da Libertadores, os times finalistas precisam realizar os treinos de quinta e sexta na cidade da decisão.

========== ========== ========== ==========

O Comitê Olímpico Brasileiro anunciou os indicados ao Prêmio Brasil Olímpico 2021, que elege o melhor atleta do ano. Os vencedores serão revelados em cerimônia no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju, no dia 7 de dezembro. Ana Marcela Cunha nas maratonas aquáticas, Rayssa Leal no skate e Rebeca Andrade na ginástica artística estão entre os nomes na categoria feminina. No masculino, Hebert Conceição Souza do boxe, Isaquias Queiroz da canoagem velocidade e Italo Ferreira no surfe disputam o prêmio.

Destaque do esporte no ano, a ginasta Rebeca Andrade também fez história ao levar a primeira medalha de ouro no salto e a primeira medalha olímpica da modalidade, com a prata no individual geral. A atleta do Flamengo fez a melhor campanha do país em uma única edição dos Jogos.

Conhecida como ‘Fadinha’, Rayssa Leal foi prata em Tóquio, no skate street, aos 13 anos,a brasileira mais jovem a conquistar uma medalha olímpica. Depois dos Jogos do Japão, ela ainda foi campeã das duas etapas do circuito mundial.

Hebert Conceição foi campeão no boxe, na categoria até 75kg, ao nocautear o ucraniano Oleksander Kyniak e virar a batalha contra o atual campeão mundial. Na canoagem C1 1000m, Isaquias Queiroz sobrou na final que o garantiu o primeiro ouro olímpico do Brasil na modalidade. Já o surfista Ítalo Ferreira conquistou o primeiro ouro da modalidade, que estreou nos Jogos Olímpicos em Tóquio, ao vencer o japonês Kanoa Igarashi.

O COB anunciou também o nome dos 51 melhores atletas em cada modalidade esportiva olímpica. O processo para a escolha dos indicados a Melhor Atleta do Ano e dos melhores das modalidades foi realizado por um colégio eleitoral formado por jornalistas, dirigentes, Comissão de Atletas do COB, patrocinadores, ex-atletas e personalidades do esporte.

Além disso, também vai ter indicação dos candidatos ao prêmio de Atleta da Torcida, cujo vencedor será escolhido por votação popular pela internet. Em 2019, última edição do evento, os melhores do ano foram o ginasta Arthur Nory e a pugilista Bia Ferreira.

========== ========== ========== ==========

Com o fim da turnê da ginástica artística nos Estados Unidos, Simone Biles encerrou sua temporada 2021 e já pensa nos próximos passos. A medalhista olímpica revelou que deseja seguir nos ginásios, mas destaca que sua saúde mental virá sempre em primeiro lugar, caso precise optar pela aposentadoria. Biles é a maior campeã da ginástica artística, entre homens e mulheres. Aos 24 anos, conquistou 7 medalhas olímpicas e 25 em Mundiais da modalidade. No entanto, depois de ter tido que se afastar das Olimpíadas de Tóquio, ela ainda não sabia se iria seguir no esporte.

No Japão, a ginasta passou por episódio de twisties, um tipo bloqueio mental que faz com que os atletas percam a orientação no ar. Com isso, teve um desempenho abaixo do esperado na competição e considerou essa edição dos Jogos como sua última competição de alto nível, decisão que agora reconsidera.

 ========== ========== ========== ==========

A Associação Internacional de Boxe anunciou o adiamento do Campeonato Mundial de Boxe Feminino, por conta da Covid-19. O torneio aconteceria entre os dias 6 e 19 de dezembro deste ano, em Istambul, na Turquia. Em acordo com a Federação Nacional da Turquia, a Associação decidiu adiar o Mundial para março de 2022.

“Embora a AIBA tenha trabalhado para manter a programação deste evento, o feedback recebido é que muitas federações estão enfrentando situações difíceis e restrições em seus países”, escreveu a organização em comunicado. Umar Kremlev, presidente da AIBA, afirmou que a prioridade é a segurança e o bem-estar de nossos atletas, oficiais e envolvidos, e por isso o adiamento é a melhor opção.

Ivan Elias

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Participou de centenas de transmissões esportivas ao vivo (futebol, vôlei, etc). Apresentou diversos programas de esporte e de humor, incluindo a criação de personagens. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). Criou, em 2010, ao lado de Mônica Valentim, o então blog Toque de Bola que hoje é Portal, aplicativo, Spotify, Canal no Youtube e está no Twitter, Instagram e Facebook, formando a maior vitrine de exposição do esporte local É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário