Série C: Após empate em casa, só a vitória interessa ao Tombense

Everton Galdino comemorando o gol que abriu o placar do Tombense contra o Ituano na decisão da série C

“Vai ser um jogo muito difícil”. A previsão do goleiro Felipe em entrevista à webradio Nas Ondas do Toque se confirmou e Tombense e Ituano terminaram a primeira parte da decisão da série C do Campeonato Brasileiro em igualdade. O duelo entre Carcará e Galo, no estádio Antônio Guimarães de Almeida, ficou 1 a 1 neste sábado, 13 de novembro.

Os times se reencontram no próximo sábado, 20, a partir das 17h, no Estádio Novelli Júnior em Itu. Quem vencer o jogo 206, o último da competição, fica com a Taça.  Se houver novo empate, a decisão vai ser na cobrança de penalidades.

Goleiros levam a melhor no 1º tempo

No primeiro tempo, as duas equipes deixaram claro porque se tornaram finalistas. O Tombense tinha todos os jogadores à disposição do técnico Rafael Guanaes. Já o técnico Mazola Jr. não pode contar com o atacante João Victor, que cumpriu suspensão.

Nos 45 minutos iniciais, várias chances foram criadas. O placar não foi aberto pelas intervenções dos goleiros Felipe, do Tombense e Pegorari, do Ituano.

Os clubes trocavam iniciativas no ataque. O chute de Igor Henrique, do Ituano, passou perto. A finalização de Luiz Otávio passou por cima. Igor Henrique, aos 33, insistiu de fora da área, mas o travessão defendeu o Tombense. Os donos da casa responderam com um chute de Jean Lucas, que foi espalmado por Pegorari.

Um ponto a se destacar é que a partida foi intensa, mas não foi marcada por lances violentos. O árbitro Antonio Dib Moraes de Sousa usou o cartão amarelo pela primeira vez aos 44 do primeiro tempo para advertir o goleiro Pegorari por fazer cera para cobrar uma falta e retardar o reinício da partida. Nos acréscimos, Eduardo Neto, do Tombense, levou amarelo por dar um carrinho em Igor Henrique

Artilheiros marcam presença

Os dois times mantiveram a pegada e, de tanto insistir, os gols saíram. Aos 6 minutos do segundo tempo, Everton Galdino aproveitou a bola mal afastada pela defesa, que sobrou na entrada da área e bateu sem chances para Pegorari impedir a alegria da torcida do Carcará no Almeidão.

A felicidade foi tanta que Everton Galdino subiu no alambrado para comemorar com os torcedores presentes no estádio. Por isso, ele foi o terceiro amarelado já no início da noite na Zona da Mata, em Minas Gerais. Agora, Everton Galdino está empatado no segundo lugar da artilharia, com 8 gols, assim como Manoel Cristino do já eliminado Altos-PI e dois atrás de Diego, do Ypiranga-RS, que parou na segunda fase.

Ituano partiu para a pressão, mas o Tombense conseguiu segurar a vantagem por mais de meia hora. Mas na reta final do jogo, a persistência do Ituano foi premiada. Mário Sérgio cruzou na área do Carcará e Igor Henrique cabeceou para o empate, aos 38 do segundo tempo.

A partir daí, nem Galo nem Carcará conseguiram mexer no placar. Ainda deu tempo do juiz aplicar mais dois amarelos ao Ituano. Leonardo foi punido por cometer uma falta. E, aos 45 do segundo tempo, Lucas Nathan, que entrou na etapa final, levou amarelo por fazer cera. Depois de três minutos de acréscimos, fim de jogo. E o título segue em aberto até o jogo de semana que vem.

Ficha técnica

Tombense 1 x 1 Ituano
Estádio Antônio Guimarães de Almeida. o Almeidão, em Tombos.

Gols: Everton Galdino (6 do 2º tempo) e Igor Henrique (aos 38 do segundo tempo)

Arbitragem: Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga  e Márcio Iglésias Araújo Silva., todos do Piauí, assim como o quarto árbitro, Diego da Silva Castro. A mineira Helen Aparecida Gonçalves Silva Araujo foi a quinta árbitra. O analista de campo foi Rogério Pereira da Costa, de Minas Gerais. Completam a equipe o árbitro de vídeo Pathrice Wallace Corrêa Maia, e o AVAR, Diogo Carvalho Silva, ambos do Rio de Janeiro.

Escalações:


TOMBENSE
: Felipe, David, Moisés, Roger, Luiz Otávio(Lucas), Manoel, Marquinhos (Edson), Eduardo Neto (Rodrigo), Rubens, Jean Lucas e Everton (Jefferson). Técnico: Rafael Guanaes

ITUANO: Pegorari; Pacheco, Mateus Silva, Matheus Mancini e Mário Sérgio; Jiménez, Kaio (Leonardo), Igor Henrique e Gérson Magrão; Fernandinho (Lucas Nathan) e Tiago Marques (Iago). Técnico: Mazola Jr.

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira com informações do Tombense e da CBF
Foto: Victor Souza/Tombense

Deixe um comentário