Presença de torcida nos jogos do Manchester em JF depende de último laudo!

Estádio Municipal não recebeu público em 2021

A intenção do retorno do público ao Estádio Municipal Radialista Mário Helênio é compartilhada pela Prefeitura e o Manchester, mas esbarra em um último entrave.

Única equipe de esporte profissional em atividade no momento na cidade, o Manchester já deixou clara a vontade de contar com torcida no Estádio o mais rápido possível. Em postagem no Instagram na quarta, dia 13, a Prefeitura destacou que a fase atual do programa JF Viva – Cidade em Movimento já autoriza o retorno do público às arquibancadas da arena local.

Mas, a volta da torcida aguarda a superação de um último obstáculo burocrático para se concretizar: a obtenção do laudo de prevenção e combate a incêndio e pânico.

Falta um

O Toque de Bola apurou que, para que o Manchester possa comercializar ingressos para as partidas que fará em casa no returno da primeira fase da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro, é necessária a entrega deste último documento à Federação Mineira de Futebol (FMF). Segundo o site oficial da entidade, nenhum dos laudos exigidos para o Estádio Municipal está em vigor.

Laudos constam como vencidos no site da FMF

Mas a reportagem apurou ainda que os demais documentos necessários já foram recebidos pelo Departamento Técnico da Federação. Só resta pendente, portanto, o laudo de prevenção e combate a incêndio e pânico. Assim que este for encaminhado à entidade em Belo Horizonte, representantes do setor responsável da FMF marcarão uma audiência com o Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) para a liberação do Estadio Municipal Radialista Mário Helênio.

Em breve

Segundo o secretário de Esporte e Lazer, Marcelo Matta, o documento está sendo providenciado. “Os laudos de segurança, engenharia e de condições sanitárias e higiene já foram entregues e estão OK. Realmente temos essa questão do laudo de prevenção e combate a incêndio e pânico, mas vamos resolver em breve, no mais curto espaço de tempo possível.”

Presença de torcida nos jogos do Manchester em JF depende laudo!
Manchester já jogou duas vezes sem público em JF

Depois da vitória fora de casa deste sábado, dia 16, contra o Boston City, em Manhuaçu, o Manchester recebe o Betis, no dia 23 de outubro, às 11h. Esta seria a primeira possibilidade de o time local ter público nas arquibancadas do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio de acordo com as novas regras de retomada das atividades em Juiz de Fora.

O segundo e último jogo da equipe juiz-forana, em casa, pelo returno da primeira fase da Terceirinha está previsto para o dia 7 de novembro, às 11h, contra o Contagem. Caso a situação não seja resolvida até lá, os Capivaras só poderão vender ingressos caso se classifiquem para a segunda etapa da competição.

Sem púbico

Na última sexta-feira, dia 9, o Executivo juiz-forano divulgou orientações para a presença de torcedores no Estádio Municipal. Desde março de 2020 e até então, Tupi e Tupynambás, que disputaram o Módulo 2 do Campeonato Mineiro este ano, não manifestaram a intenção de receberem torcedores no local. Assim, os laudos, incluindo o de prevenção e combate a incêndio e pânico, não eram uma exigência para a realização dos jogos do Carijó e do Baeta.

Presença de torcida nos jogos do Manchester em JF depende laudo!
Volta da torcida depende de último laudo

Com as novas orientações do JF Viva – Cidade em Movimento e a intenção do Manchester de ter público nas arquibancadas a situação mudou. Por isso, os laudos passaram a ser condição para a volta do torcedor às arquibancadas.

A expectativa é que a vistoria ocorra nos próximos dias, e o laudo de prevenção e combate a incêndio e pânico seja emitido. Isso daria tempo para o Departamento Técnico da Federação deliberar com o MP-MG e conseguir a liberação do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio pelo menos para a próxima fase da Terceirinha.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Toque de Bola; reprodução/site oficial FMF; e Daniel Braga/Manchester

Wallace Mattos

Jornalista profissional, formado pela Faculdade de Comunicação Social (Facom) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), tem mais de 20 anos de carreira na qual já trabalhou em rádio, TV, jornal e mídias digitais. Além disso, tem experiência em gerenciamento esportivo, logística e administração de pequenos negócios. Entre as áreas de interesse e constante busca de aperfeiçoamento, destaca a busca pela discussão do papel da mídia no negócio do esporte e na construção de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento das dimensões participativa e profissional das modalidades. EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS: TUPI FOOTBALL CLUB, Juiz de Fora, Minas Gerais 2015: Consultor de comunicação/Chefe de delegação/Integrante do conselho consultivo. TRIBUNA DE MINAS, Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil 2004 – 2015 Repórter sênior (2009-2015) – Repórter júnior (2004-2008). TV ALTEROSA, Juiz de Fora/Varginha, Minas Gerais/Minas Gerais 2003 Assistente de Marketing/Repórter esportivo. TV ALTO LITORAL, Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro 2002 Estagiário/Repórter júnior. MOSTARDA PROPAGANDA, Juiz de Fora, Minas Gerais 2001 Estagiário/Redator. RÁDIO SOLAR, Juiz de Fora, Minas Gerais 2001 Estagiário.

Este post tem um comentário

  1. Basileu

    Temos de torcer para o Manchester classificar para segunda fase da competição, para vê se teremos a possibilidade de presenciar um jogo do novo time profissional da cidade em nossa cidade.
    Vamos aguardar novembro chegar…

Deixe um comentário