Toque Notícias 14h – dia 06-09-2021

DIVERGÊNCIAS MARCAM BRASIL E ARGENTINA PELAS ELIMINATÓRIAS

Após pouco mais de 5 minutos de bola rolando, o jogo entre Brasil e Argentina, na Neo Química Arena foi interrompido. Funcionários da Anvisa entraram no campo dizendo que alguns jogadores argentinos descumpriram regras sanitárias do país em meio à pandemia de coronavírus. O goleiro Emiliano Martínez, o zagueiro Cristian Romero, o volante Lo Celso e o meia Emiliano Buendía . Eles vieram da Inglaterra, o que pelas normas é obrigatória uma quarentena de 14 dias. Mas o que aconteceu até aquela paralisação é contado em uma série de versões contraditórias.

———————

Os jogadores argentinos chegaram ao país na manhã de sexta-feira. De acordo com a Anvisa, prestaram declarações falsas em sua chegada. Ou seja, não informaram que tinham estado na Inglaterra no prazo anterior de 14 dias. É esse o ponto inicial.

———————

O Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde recebeu a primeira denúncia no caso dos quatro jogadores argentinos ainda na noite de sexta-feira.  O denunciante ainda informou ao órgão que os atletas omitiram a passagem pelo Reino Unido e que todas as declarações foram preenchidas por uma única pessoa, Fernando Ariel Batista, treinador das seleções de base da Associação de Futebol Argentino (AFA).

———————-

No sábado de manhã, os membros do Centro de Vigilância Epidemiológica se reuniram com a CBF para informar o ocorrido e articular a situação com a Conmebol. A agência recebeu os passaportes dos atletas para verificação e confirmou a origem no Reino Unido em um período inferior a 14 dias.

——————–

A partir daí, a Vigilância diz que notificou a AFA sobre o caso e orientou os quatro atletas a permanecerem em seus quartos e cumprirem quarentena, não podendo nem participar do treino na Arena Neo Química, previsto para 18h30 de sábado. A orientação era de que os jogadores envolvidos não saíssem do hotel. Era necessário que fosse feito o pedido formal de de circulação no Brasil, solicitação uma análise pelo Ministério da Saúde e pela Casa Civil. A seleção argentina, porém, ignorou a recomendação.

——————–

Por fim, a Anvisa diz que com o descumprimento da orientação de não ir ao treino, a delegação argentina deveria ser autuada no hotel até que os demais órgãos competentes, como a própria Anvisa, o Ministério da Saúde e a Casa Civil, pudessem emitir um posicionamento final.

————————-

Na versão da Conmebol e da CBF, não houve um veto claro. Argumentam que, na manhã e tarde de domingo, funcionários da Anvisa e da Polícia Federal acompanhavam a delegação argentina e não fizeram menção a impedi-los de ir para o jogo. O entendimento da Conmebol é de que havia um acordo com o governo brasileiro para seguir a partida, com autorização do Ministério da Saúde.

———————

Em nota, a posição da Anvisa é contrária: diz que suas “tentativas foram frustradas” de exigir a quarentena dos jogadores. Uma nota do órgão, três horas antes do jogo, dizia que os quatro atletas estavam irregulares sob o ponto de vista sanitário. Não fica claro como policiais federais se mostraram incapazes de cumprir a lei no território nacional. O técnico argentino Scaloni afirmou que não houve notificação em nenhum momento de que os quatro atletas não poderiam atuar.

——————

Quando foi interrompido o jogo, houve iniciativas para tentar retoma-lo com a saída dos jogadores irregulares pelas regras sanitárias, os argentinos não toparam. A partir daí, a AFA e a CBF passam a ter posições divergentes.

————————

Dentro da confederação, o entendimento é de que poderia haver jogo pois apenas quatro jogadores estavam impedidos de atuar. Ou seja, havia condições de jogo. Oficialmente, a CBF lamentou por que a Anvisa poderia ter atuado nos momentos ou dias antes do jogo. E afirmou não ter interferido nos protocolos sanitários.

——————–

Do lado da AFA, há o entendimento de que havia um acordo nos países do Mercosul para se jogar. Portanto, houve uma interrupção indevida na partida. Não houve chance de adiar o jogo para o dia seguinte porque os argentinos recusaram.

==========================================================================================

A Comissão Disciplinar da Fifa vai decidir a questão já que a competição é de eliminatórias da Copa. Na CBF, apostam que, quando sair a decisão, é possível que o jogo já não tenha importância na tabela pois Brasil e Argentina lideram a competição e podem já estar classificados para o Mundial do Qatar.

—————-

A Fifa não deve dar uma decisão rápida sobre o caso de Brasil x Argentina. A questão é tratada como sensível e, portanto, será preciso aprofundar a apuração do caso. Não há prazo.

——————

Nesta segunda-feira, a entidade soltou uma primeira nota sobre o assunto. Além de lamentar o ocorrido, informou: “Os primeiros relatórios oficiais da partida foram enviados à FIFA. Estas informações serão analisadas pelos órgãos disciplinares competentes e uma decisão será tomada no devido tempo.”

———————–

Ainda não existe um procedimento disciplinar aberto para apurar o caso. A ideia é já ouvir os lados envolvidos na questão, isto é, a AFA (Associação de Futebol Argentina) e a CBF. A confederação entende que o jogo poderia ter ocorrido e que bastava que a Argentina não escalasse os quatro jogadores. Segundo o Clarín, a AFA tem uma compreensão contrária: pode responsabilizar a CBF pela suspensão, com a alegação de que a federação dona da casa é responsável por dar condições ao jogo.

—————

Por isso, é provável a instalação de um procedimento disciplinar para ter julgamento dentro da Fifa. O que se tentará estabelecer é se houve um motivo de força maior para a interrupção do jogo, ou se uma das duas federações deu causa à interrupção.

==========================================================================================

Cristian Romero e Giovani Lo Celso, ambos jogadores do Tottenham, poderão ser punidos pelo clube após a confusão na partida entre Brasil e Argentina. Segundo a imprensa inglesa, o clube londrino se desagradou com o episódio, já que se opôs inicialmente à viagem dos jogadores. Lo Celso e Romero ainda não sabem seu próximo destino. O planejado era viajar para a Croácia, a fim de evitar a quarentena obrigatória de dez dias em hotéis no Reino Unido.

—————————

Este será o caminho de Emiliano Martínez e Buendía, que foram liberados pela Associação do Futebol Argentino. Os dois jogadores do Aston Villa estão a caminho de Madrid, de onde partirão para terras croatas.

==========================================================================================

A CBF convocou os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro para uma reunião extraordinária sobre a volta de público aos estádios. O encontro foi marcado para quarta-feira DIA 8. Nos bastidores é tratada como concreta a chance de liberação para abertura de portões, com protocolos sanitários e percentual de capacidade, já nas partidas da 20ª rodada, ou seja, início do returno do Brasileirão.

O returno tem jogos previstos para 11, 12 e 13 de setembro.

==========================================================================================

Pela série A do Brasileiro, com direito a 4 gols de RODALLEGA, o Bahia venceu por 4 a 2 o Fortaleza no Pituaçu. Cuiabá venceu o Santos por 2 a 1 na Arena Pantanal. Fechando os jogos do final de semana, Athletico Paranaense e Santos empataram em 0 a 0.

——————–

Completando os jogos, Corinthians e Juventude se enfrentam nesta terça, dia 7, às 9 E MEIA DA NOITE. No mesmo horário, Chapecoense e Fluminense jogam na Arena Condá.

——————-

Lembrando que 5 jogos da DÉCIMA NONA rodada foram adiados por conta dos jogos das Eliminatórias de 2022.

==========================================================================================

Fernando Diniz não é mais técnico do Santos. O treinador foi demitido após a derrota por 2 a 1 para o Cuiabá, na Arena Pantanal.

————————

Sem vencer há seis jogos, desde o dia 12 de agosto, o Peixe se aproxima da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Os auxiliares Eduardo Zuma e Yan Razera e o preparador físico Wagner Bertelli também deixam o clube. Por enquanto, o auxiliar fixo Marcelo Fernandes é quem comandará as atividades no CT Rei Pelé.

——————–

O Santos é o 13º colocado no Campeonato Brasileiro, com 22 pontos, só quatro à frente do América-MG, o primeiro time da zona de rebaixamento. Fernando Diniz teve 27 jogos pelo Santos, com 10 vitórias, sete empates e 10 derrotas.

==========================================================================================

Pela Série B, na VIGÉSIMA SEGUNDA RODADA, O CRB venceu o Confiança no Batistão por 2 a1. O Coritiba venceu o Londrina no Estádio do Café por 3 a 2. A Ponte Preta venceu em casa o Sampaio Côrrea por a 3 a 2.

—————

Vasco e Basil de Pelotas ficaram no 1 a 1 em São Januário. Assim como CSA e Villa Nova, 1 a 1. Brusque e Avai empataram em 0 a 0 no Augusto Bauer.

————

O Vitória venceu fora de casa o time do Operário por 1 a 0. Náutico e gUrani empataram em 1 a 1 nos Aflitos. O Botafogo venceu o Remo fora de casa por 1 a 0.

—————-

Goiás e Cruzeiro se enfrentam nesta terça, NOVE E MEIA DA NOITE no fechamento da rodada.

==========================================================================================

A seleção brasileira masculina de vôlei conquistou o Campeonato Sul-Americano. Jogando em Brasília, o time de Renan Dal Zotto bateu os hermanos por 3 sets a 1, com parciais de 25/17, 24/26, 25/18 e 25/18. Para a decisão, Renan escalou Bruninho, Lucão, Lucarelli, Vaccari, Isaco, Alan e o líbero Maique.

——————–

O Campeonato Sul-Americano contou com as seleções do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru. Ao chegar à final, brasileiros e argentinos garantiram vagas no Mundial de 2022, na Rússia.

Ivan Elias

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário