Manchester perde de virada para o Boston City na Segunda Divisão

Manchester saiu na frente, mas perdeu para o Boston City Foto: Daniel Braga/Manchester

Ainda não foi desta vez que o Manchester anotou a primeira vitória da história. O time de Juiz de Fora saiu na frente do líder Boston City, mas levou a virada e perdeu por 2 a 1 neste sábado, 25, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

A partida foi pela pela terceira rodada da Segunda Divisão do Mineiro, conhecida como Terceirinha.

O atacante Júlio marcou o primeiro gol da história do Manchester aos 9 do primeiro tempo. O time foi para o intervalo com a vantagem.

No entanto, aos 12 da etapa final, Jordan Kaique empatou para o time de Ricardo Drubscky. Aos 45, Rafael marcou o gol da vitória dos visitantes. O juiz ainda deu cinco minutos de acréscimo, mas o placar não foi alterado.

Pelo grupo C, América e Bétis jogam às 10h, neste domingo, 26, em Teófilo Otoni. O Contagem folga nesta rodada.

Após três rodadas da Segunda Divisão, em dois jogos, o Manchester é o terceiro colocado no grupo C com 1 ponto em dois jogos. O líder é o Boston City, com 9 pontos em três jogos, seguido pelo América de Teófilo Otoni, com 6 pontos em 3 jogos. Contagem é o quarto com 1 ponto, perdendo para o Manchester no desempate e o Bétis está na lanterna, ainda sem pontuar.

O Manchester vai buscar a primeira vitória no próximo sábado, 2, às 14h, contra o Bétis, em Ouro Branco, pela quarta rodada da competição. 

“Conjunto de emoções”, diz atacante Júlio

  O sábado começou especial para o atacante do Manchester. No entanto, Júlio confessa que ficou chateado com o placar final do jogo.

Júlio marcou o 1º gol da história do Manchester e da carreira dele como profissional
Foto: Daniel Braga/Manchester

  “Foi um conjunto de emoções. Muito feliz pelo primeiro gol da história do clube, meu primeiro gol também como profissional, mas triste pelo resultado. A gente trabalhou muito durante a semana, a gente sabe o que fez, como o trabalho está sendo bem feito”.

Júlio afirmou que o time vai se esforçar ainda mais para conseguir os objetivos esperados nos próximos jogos.

“A gente sabe que não era esse o resultado. A gente trabalhou muito e, durante essa semana vamos continuar trabalhando muito. porque a gente sabe o potencial que tem dentro do clube e todo o trabalho que está sendo feito por trás dessa camisa”, garantiu.

Treinador destaca alguns pontos positivos

   Apesar da derrota, nem tudo foi ruim na apresentação deste sábado do Manchester contra o Boston City. Quem garante é o treinador Eduardo Luersen.

“Uma atuação muito boa, evoluímos em relação ao jogo de Ouro Branco contra o Contagem. Nós nos defendemos bem, taticamente tivemos um bom jogo, fomos coesos na marcação, teve um suporte muito bom todo o processo defensivo. Apesar da derrota, estou muito satisfeito com o que vi, a maturidade que a equipe apresentou tanto taticamente quanto tecnicamente”, comentou.

Manchester tem 1 ponto em 2 jogos na Terceirinha
Foto: Daniel Braga/Manchester

Na avaliação do técnico, as oportunidades perdidas pelo Manchester custaram os 3 pontos no apagar das luzes.

“Um primeiro tempo muito bom da nossa equipe, fizemos um gol e tivemos outras chances. Deixamos de matar o jogo no primeiro tempo. No segundo tempo, era esperado e até normal que o Boston adiantasse um pouquinho as linhas. Infelizmente no finalzinho do jogo numa falha individual sofremos o segundo gol”, disse.

Luersen disse que o grupo formado por muitos meninos novos que estão tendo essa primeira experiência profissional deve receber reforços nesta semana para a disputa da Terceirinha. “Vamos receber algumas peças, para encorpar um pouquinho o grupo. Dar uma melhorada não na qualidade, mas no suporte todo da equipe”, comentou.

Ele destacou que os lamentos terminam no fim de semana. Na segunda-feira, o grupo vai virar a chave e focar na preparação no próximo compromisso.

“Não tem tempo para lamentar, segunda-feira a gente inicia novo processo, já pensa no Bétis que é o nosso próximo jogo. Faz parte do processo, trabalhar para minimizar os erros. Então é bola para frente, seguir trabalhando, erguer a cabeça porque nada está perdido”, finalizou.

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira com informações da assessoria do Manchester
Imagens: Daniel Braga/Manchester

Este post tem um comentário

  1. Eurico Moura

    Enquanto o Manchester pensa em meninos novos, outros times levam jogadores conhecidos como Salino, Núbio e até o técnico Ricardo Drubscky. Eu não sabia até ker sreportagem do Toque. No fundo, mais uma vez a sombra do Ipiranga de Manhuaçu, se impondo dobre clubes de JF. ELES PELO JEITO, ENTRARAM PRA SUBIR eo futebol de JF…. Difícil motivar s cidade esportiva. Que Virem a chave imediatamente.
    Neste instante 25 do segundo tempo no MH e a chave do Tupynambás não vira. A continuar assim se encontrarem um chaveiro, só no ano que vem.

Deixe um comentário