Empate complica luta do Baeta pelo acesso!

Empate em casa torna mais difícil o acesso do Baeta

  O resultado na abertura do returno do quadrangular decisivo do Módulo 2 do Campeonato Mineiro foi um empate, mas pode-se interpretar como derrota para o Tupynambás.  

  Jogando em casa na noite deste domingo, dia 19, o Baeta precisava da vitória para manter boas chances de acesso. Mas, o 0 a 0 com o Democrata de Governador Valadares diminuiu ainda mais as possibilidades de o Leão do Poço Rico subir ao final das seis rodadas da luta por uma das duas vagas do Módulo 2 na elite do futebol de Minas Gerais em 2022.

Como fica?

  Com o ponto somado, o Tupynambás agora tem dois. O Baeta terá que torcer por uma combinação de resultados, além de vencer o Villa Nova, dia 25, às 18h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio; e o Nacional, fora de casa, na última rodada do quadrangular. 

   Na outra partida da rodada, o resultado não foi ruim para os juiz-foranos. O Villa Nova derrotou o Nacional de Muriaé, por 2 a 0, em Nova Lima. Assim, chegou aos sete pontos, assim como o Democrata-GV. O time da Zona da Mata permaneceu com cinco pontos.  

Villa venceu o Nacional em Nova Lima

Pantera animada

  O Baeta começou o jogo com a posse de bola. Mas sem penetrar na defesa da Pantera com perigo.Os visitantes, depois dos minutos iniciais, adiantou suas marcação.

  Já o time de Governador Valadares também tinha pressa em finalizar. Com isso, os primeiros chutes a gol, para fora, aos 11 minutos com Matheuzinho, e aos 15 com Nael, foram da Pantera.

  Aos 25 minutos, quase pinta o primeiro gol do jogo. Em chegada pela direita do Democrata-GV, a zaga do Baeta tentou cortar o cruzamento, mas jogou contra o próprio gol. Renan Rinaldi salvou fazendo uma defesa no contrapé.

Chances

  A Pantera aumentou a pressão, e o Tupynambás não conseguia mais ficar com a bola. Somente aos 48 minutos veio a primeira grande chance do Baeta, meio sem querer. Lucas Rodrigues chutou de fora, a bola desviou na zaga e caiu na cabeça de Cleber Pereira que forçou Lucão a se esticar para fazer ótima defesa no canto direito. O lance fechou o primeiro tempo que teve o placar em branco.

Melhores chances do Baeta foram pelo alto

  No segundo tempo, com alterações do técnico Gustavo Brancão, que colocou todos os atacantes disponíveis para o jogo em campo no segundo tempo, o Baeta se lançou completamente. Mas as chances só surgiram na bola parada a princípio.

  Aos 10 minutos, Yuri Ferraz cabeceou cobrança de falta da esquerda e assustou o goleiro Lucão. Já o Democrata-GV, congestionava a frente da área e apostava nos contra-ataques rápidos. Aos 27, em jogada rápida, Rael finalizou e Davi salvou na pequena área.

Não deu

  Travado na marcação e sem conseguir criar, o Baeta levantava a bola na área. Mas a zaga do Democrata-GV estava atenta. Quando a partida já se encaminhava para o fim, o zagueiro Davi virou centroavante, mas nem a ajuda extra deu a vitória ao Baeta.   

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: reprodução/TVN Sports

Deixe um comentário