É vencer e torcer! Baeta pega Democrata-GV para ficar vivo no quadrangular!

Gustavo Brancão acredita na reação do Baeta

  Não tem outro jeito, se quiser permanecer com chances de acesso, só a vitória interessa ao Tupynambás nos próximos jogos do quadrangular decisivo do Módulo 2 do Campeonato Mineiro

  A começar pelo confronto deste domingo, dia 19, às 18h, contra o Democrata de Governador Valadares, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, o Baeta precisa engatar uma sequência de vitórias. Para ter chance de acesso ao final da segunda e decisiva fase da Segundona do Estadual, o ideal seria vencer os três compromissos que restam.

Sentiram

  Depois de passar os primeiros três jogos do quadrangular final do Módulo 2 sem vencer, com um empate e duas derrotas, o técnico do Baeta, Gustavo Brancão, confia que a equipe vai reagir no returno do quadrangular decisivo. Segundo o treinador, seus comandados sentiram os resultados negativos em sequência e vão buscar a reação.

  “A equipe sentiu essas duas derrotas fora. Mas por um lado positivo. Pode ter certeza, confio demais no elenco e nós temos que nos dar a resposta. Não chegamos no quadrangular para ser saco de pancadas. Nesses dois jogos dentro de casa, temos a obrigação de ganhar e vamos ganhar. Não vai ser fácil, mas temos que nos impor, atropelar mesmo. Independente de quem está do outro lado, agora somos nós contra nós mesmos. Senti isso no semblante, na raiva que os atletas estão. Se almejamos o acesso, precisamos dessas vitórias”, afirma Brancão.

Sem Fabinho?

Grupo do Baeta busca reação no quadrangular

  O início de reação em casa no quadrangular decisivo do Módulo 2 provavelmente deve ser sem uma das referências do elenco. No domingo, difcilmente o Baeta contará com o principal jogador da equipe nas duas últimas temporadas. O atacante Fabinho Alves voltou a sentir o músculo posterior da coxa esquerda e foi substituído ainda no primeiro tempo da derrota para o Democrata-GV.

  O jogador está em tratamento desde a saída de campo em Governador Valadares, mas não deve ter condições de jogar. Para o lugar de Fabinho, Brancão tem o também atacante Waschington Batata, que o substituiu contra a Pantera. Além dele, são opções o meia Nicholas, que reforçaria a armação do Baeta, ou o centroavante Guilherme Tevez, com o deslocamento de Cleber Pereira para a posição de Fabinho.

Para melhorar ou piorar

  Além da vitória neste domingo, o Baeta vai ter que contar com uma ajudinha dos oponentes para aumentar as chances de acesso. Por isso, o torcedor também vai ficar de olho no confronte entre Villa Nova e Nacional de Muriaé, em Nova Lima, que ocorre antes, às 16h. O resultado preferido para os alvirrubros de Juiz de Fora é um empate. Uma vitória do time da Zona da Mata também não seria de todo ruim.

Classificação do quadrangular final

  Mas, o Tupynambás precisará fazer sua parte caso o Nacional vença. Pois, com uma vitória do atual líder e um empate em Juiz de Fora, o Baeta estará praticamente eliminado. Se o time de Muriaé vencer e o Leão do Poço Rico for derrotado pela Pantera, adeus chance de acesso para os juiz-foranos.  

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: divulgação/Facebook Tupinambás FC

Wallace Mattos

Jornalista profissional, formado pela Faculdade de Comunicação Social (Facom) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), tem mais de 20 anos de carreira na qual já trabalhou em rádio, TV, jornal e mídias digitais. Além disso, tem experiência em gerenciamento esportivo, logística e administração de pequenos negócios. Entre as áreas de interesse e constante busca de aperfeiçoamento, destaca a busca pela discussão do papel da mídia no negócio do esporte e na construção de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento das dimensões participativa e profissional das modalidades. EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS: TUPI FOOTBALL CLUB, Juiz de Fora, Minas Gerais 2015: Consultor de comunicação/Chefe de delegação/Integrante do conselho consultivo. TRIBUNA DE MINAS, Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil 2004 – 2015 Repórter sênior (2009-2015) – Repórter júnior (2004-2008). TV ALTEROSA, Juiz de Fora/Varginha, Minas Gerais/Minas Gerais 2003 Assistente de Marketing/Repórter esportivo. TV ALTO LITORAL, Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro 2002 Estagiário/Repórter júnior. MOSTARDA PROPAGANDA, Juiz de Fora, Minas Gerais 2001 Estagiário/Redator. RÁDIO SOLAR, Juiz de Fora, Minas Gerais 2001 Estagiário.

Deixe seu comentário