Toque Notícia 17h dia 02-08-2021

BAETA COMEMORA CHEGADA AO G4 E APROVEITA FOLGA FORÇADA; NO TUPI, DERROTA AUMENTA PRESSÃO NA SEQUÊNCIA DO MÓDULO 2

 

Sem nem mesmo precisar entrar em campo, o Baeta chegou à vice liderança do Modulo 2 do Campeonato Mineiro. A vitória por W.O. sobre o Serranense no fim de semana colocou de vez os juiz-foranos no G4 do torneio e deixou o técnico, Gustavo Brancão, feliz. Apesar da situação inusitada, Brancão ressaltou à Nas Ondas do Toque que o Tupynambás não teve nada a ver com a punição. Além de comemorar a chegada ao G4 pela vitória e os gols do placar de 3 a 0, determinado pela Federação Mineira obedecendo ao regulamento do Módulo 2, o treinador fez questão de dizer que o Baeta gostaria de ter buscado o resultado dentro de campo. 

—————————

O treinador lembra que, agora, o Leão do Poço Rico inicia uma sequência de quatro partidas em Juiz de Fora. Para Brancão, um bom desempenho nesses próximos jogos pode concretizar a classificação do Tupynambás ao quadrangular final do Módulo 2. O primeiro dos quatro jogos em sequência do Baeta em Juiz de Fora está marcado para a próxima sexta, dia 6 de agosto, contra o União Luziense, às três da tarde, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. Esta é a última rodada antes do clássico juiz-forano contra o Tupi, marcado para o dia 11 de agosto

================

No Carijó, o técnico Rafael Novaes lamentou as chances perdidas no primeiro tempo. Segundo o comandante do Tupi avaliou à Rádio Web Nas Ondas do Toque, na segunda etapa, o União Luziense soube aproveitar o maior conhecimento do Campo do Frimiza para se impor, até mesmo fisicamente, sobre o time de Juiz de Fora. Embora lamente a derrota e a atual posição de seu time na tabela do Módulo 2, Novaes lembra que a competição tem demonstrado equilíbrio. Com as duas próximas partidas em casa, sendo uma delas o clássico contra o Tupynambás, o Carijó vai em busca da recuperação. Esse jogo, citado por Rafael Novaes como divisor de águas, contra o Betim, será no próximo sábado, dia 7 de agosto, em Juiz de Fora. O Tupi entra em campo às três da tarde para enfrentar os betinenses, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

================

Todas as partidas da sexta rodada estavam marcadas para o sábado, dia 31 de julho. Além do confronto que não houve, entre Serranense e Tupynambás, que terminou com vitória do Baeta por 3 a 0 por W.O., e da derrota do Tupi para o União Luziense, por 2 a 0, em Santa Luzia, outros quatro embates completaram a série. Na região metropolitana de Belo Horizonte, o Betim ficou no empate em 1 a 1 com o Democrata de Governador Valadares. O Nacional de Muriaé, em casa, também empatou com o mesmo placar com o Villa Nova. E o Ipatinga venceu a primeira no Módulo 2 2021, batendo o Democrata de Sete Lagoas, por 1 a 0, no Ipatingão. Já o Aymorés recebeu o Guarani de Divinópolis, em Ubá. E os visitantes foram folgados, vencendo os donos da casa por 2 a 0, em pleno Estádio Affonso de Carvalho, que teve presença de público nas arquibancadas.

================

A campanha ruim no Módulo 2 levou à saída do técnico Bruno Barros do Aymorés, de Ubá. O clube divulgou o desligamento em nota oficial neste domingo, explicando que a decisão foi em comum acordo com a diretoria. No texto, o clube agradeceu ao treinador pela dedicação, pela contribuição no processo de profissionalização do Aymores. A diretoria destacou que Bruno Barros terá o nome na história por causa da principal conquista do Aymorés, a Segunda Divisão, e deseja sorte na carreira. O clube ainda não divulgou quem vai substituir Bruno Barros. O Aymorés está na lanterna do Módulo 2 com 3 pontos. Até o momento, em seis jogos, foram três derrotas, três empates e nenhuma vitória na competição. Na próxima rodada, o time vai à Nova Lima, enfrentar o vice-líder Villa Nova, no sábado, dia 7, às 4 da tarde.

========

Com os resultados da sexta rodada no fim de semana, o Nacional de Muriaé se manteve na liderança do Módulo 2, com 12 pontos. Mas agora o perseguidor mais próximo é o Baeta, que tem 11 pontos, e está à frente do Villa Nova por conta do saldo de gols. O Guarani de Divinópolis fecha o G4, com 10 pontos. Com 9, Betim e Democrata estão em quinto e sexto, com o time de Governador Valadares levando desvantagem no saldo de gols. O União Luzinese é o oitavo, com 7 pontos e nenhum gol de saldo. Com a mesma pontuação, O Tupi tem saldo de menos um e é o oitavo, com o Serranense também empatado em pontuação, mas devendo dois gols, em nono lugar

—————————-

O Democrata de Sete Lagoas, com cinco pontos, está em décimo, fora da zona de rebaixamento. Já o Ipatinga, também com cinco pontos, fica na faixa do desespero pelo saldo de gols. O lanterna da competição agora é o Aymorés, com três pontos somados e ainda sem vencer no Módulo 2. A sétima rodada do Módulo 2 do Campeonato Mineiro começa na sexta, dia 6 de agosto e terá outros cinco jogos no sábado, dia 7. Todas as informações sobre o Módulo 2 do Campeonato Mineiro você pode conferir no nosso portal: www.toquedebola.esp.br.

========

Pela décima quinta rodada da série B, o duelo entre as duas melhores equipes do campeonato terminou em vitória do Coritiba: 3 a 1 sobre o Náutico. O Goiás venceu o Operário por 1 a 0. Cruzeiro e Londrina empataram em 2 a 2, resultado que levou o técnico Mozart a pedir demissão. O Guarani perdeu em casa para o Vila Nova por 4 a 1. Vitória e Avaí ficaram no 0 a 0. Sampaio Correa venceu fora de casa o Brasil de Pelotas por 2 a 1. O Brusque passou pelo Confiança por 3 a 0. No clássico carioca, o Botafogo venceu o Vasco por 2 a 0. Outro mandante que levou a melhor foi o Remo, venceu o CSA por 1 a 0. E encerrando a rodada, CRB e Ponte Preta empataram em 1 a 1.

————–

A derrota não tirou a liderança do Náutico que tem 30 pontos. Mas o Coritiba subiu para 28 pontos e reduziu a diferença de 5 para 2 pontos. Goiás e Avaí fecham a G4 com 26 pontos. O CRB é o quinto com 25 pontos. Brusque, Sampaio Correa e Guarani vem em seguida com 23 pontos. Botafogo passou o Vasco, os dois completam a lista dos dez primeiros com 22 pontos. O Operário está em décimo primeiro com 21 pontos, seguido pelo Remo com 19. Remo e CSA estão com 18. Vitória e Ponte Preta estão fora da zona de rebaixamento com 13 pontos. Com os mesmos 13 pontos, Londrina e Cruzeiro estão na Z4. Brasil de Pelotas é o décimo nono com 12 e Confiança é o lanterna com dez pontos.

========

E continua a gangorra no grupo A da série C. O Tombense perdeu para o Paysandu por 1 a 0 no Curuzu na abertura do returno e saiu do G4, caindo para o sexto lugar, com 14 pontos. Os paraenses subiram para 16 pontos e entraram na zona de classificação no terceiro lugar. O grupo é liderado pelo Volta Redonda com 17 pontos. O Botafogo da Paraíba é o segundo e o Ferroviário é o quarto, com os mesmos 16 pontos do Paysandu.

—————-

No grupo B, o Novorizontino perdeu para o Figueirense por 2 a 1. O time de Léo Condé torce para o Ypiranga perder para o Paraná, às 8 da noite no Durival Britto. Os paulistas e os gaúchos dividem a liderança do grupo com 19 pontos. A décima rodada termina na quarta, dia 4, com o jogo entre Ituano e Criciúma no Novelli Júnior, às 5 da tarde.

========

A Copa do Brasil já conhece seu primeiro classificado para as quartas de final, com a vitória do Fluminense no confronto com o Criciúma. A partir desta terça, o Tricolor vai saber quem estará com ele na próxima fase da competição. Na terça, às sete da noite, Grêmio e Vitória se enfrentam em Porto Alegre, com ampla vantagem dos tricolores. Os gremistas podem até perder por dois gols de diferença que avançam às quartas de final. A quarta terá quatro jogos. Às quatro e meia da tarde, no Rei Pelé, o Fortaleza tem vantagem de poder empatar com o CRB para se classificar. Os alagoanos têm que vencer por dois ou mais gols para se classificarem. Se baterem os cearenses por um gols de diferença, teremos pênaltis em Maceió. As sete e quinze da noite, tem Atlético Goianiense e Athletico Paranaense em Goiânia. O time do Paraná venceu o primeiro jogo por 2 a 1 em casa, e a situação é a mesma do confronto entre Fortaleza e CRB, com os goianos precisando reverter a vantagem dos paranaenses. Tranquilo, o Atlético Mineiro vai à Bahia, jogar no Joia da Princesa, contra o Bahia, às nove e meia da noite. Os baiano têm que reverter o 2 a 0 que levaram na ida, em Belo Horizonte. O alvinegro da capital mineira pode perder por um gols de diferença que avança na Copa do Brasil.

———————–

Também às nove e meia da quarta, o Vasco recebe o São Paulo que, como o Atlético, tem a vantagem de ter vencido a ida, no Morumbi, por 2 a 0. Aos vascaínos, resta vencer por três ou mais gols para avançarem direto ou por dois e levarem a decisão da vaga nas quartas para os pênaltis. Na quinta, os confrontos entre Santos e Juazeirense; e Flamengo e ABC serão definidos. Ambos os clubes da Série A golearam seus oponentes nos jogos de ida, e só perdem a vaga na sequência da Copa do Brasil em caso de zebras históricas. 

=========

TOQUE OLÍMPICO

=========

Se os juiz-foranos Thiagus Petrus, do handebol, e Larissa Oliveira, da natação, já terminaram sua participação nos Jogos Olímpicos. Quem continua sua caminhada em Tóquio levando a torcida especial daqui da cidade é a boxeadora baiana radicada em Juiz de Fora, Beatriz Ferreira. Ela volta a subir no ringue na manhã desta terça, às cinco da madrugada, horário de Brasília, para sua segunda luta na chave das pugilistas peso leve, de 57 a 60 quilos. Após vencer a atleta de Taiwan, Shih-Yi Wu, na estreia nos Jogos Olímpicos, Bia faz sua segunda luta do torneio. A adversária é Raykhona Kodirova, do Uzbequistão, que derrotou Naomie Yumba, da República Democrática do Congo. A luta entre Bia e Kodirova vale pelas quartas de final da categoria. Assim, se vencer, a boxeadora que vive em Juiz de Fora já garante pelo menos o bronze. No boxe olímpico não há disputa pelo terceiro lugar. Assim, todos os atletas que chegam às semifinais já fazem jus a uma medalha.

=========

A seleção masculina de vôlei entrou para a história como vencedora do jogo de maior pontuação das Olimpíadas: os 3 sets a 2 contra a França no encerramento da fase de grupos dos Jogos de Tóquio. Exclusivamente para a webradio Nas Ondas do Toque, o técnico do JF Vôlei, Marcão, analisou os motivos que levaram Brasil e França a fazerem a melhor apresentação no torneio olímpico até agora. Marcão também apontou que o time de Renan dal Zotto mostrou estar pronto para se adaptar aos desafios impostos pelos adversários nas Olimpíadas.

————————————

A partir de agora, a derrota significa fim do sonho de medalha. E nas quartas de final, o Brasil enfrenta o Japão à UMA da manhã, no horário de Brasília. Marcão ressalta que tanto o jogo quanto o adversário são perigosos. Para o técnico do JF Vôlei, a paciência é uma das estratégias necessárias para o Brasil superar a defesa, boa recepção e volume de jogo dos japoneses. Quem vencer entre Brasil e Japão enfrenta o ganhador entre Rússia e Canadá. Na outra chave, Itália e Argentina além de Polônia e França lutam pelas duas vagas na semifinal.

=========

Rebeca Andrade se despediu de Tóquio com a apresentação no solo. Ao som de Baile de Favela, a ginasta saiu do tablado em uma aterrissagem e ficou fora da disputa por medalha. A brasileira terminou com a quinta colocação no aparelhoAinda na ginástica, no masculino, as quedas marcaram as apresentações de Arthur Zanetti nas argolas e Caio Souza no salto.Zanetti fez uma apresentação segura nas argolas, mas arriscou na saída, se desequilibrou e caiu, ficando fora da luta por medalha. Já Caio, em sua primeira final olímpica, competiu com dores por uma lesão no pé no salto sobre a mesa. No primeiro voo, o brasileiro conseguiu finalizar bem. Mas, no segundo, teve uma queda no momento da aterrissagem e não teve chance de pódio, terminando na oitava colocação da final.

=========

O vôlei de praia masculino ficou com apenas uma dupla representante na briga por medalha. Depois da eliminação precoce de Bruno Schmidt e Evandro, Alison e Álvaro Filho asseguraram vaga entre os oito melhores do torneio. Em apenas 38 minutos, a dupla brasileira fez 2 sets a 0 sobre os mexicanos Gaxiola e Rubio, parciais de 21/14 e 21/13. Alison e Álvaro Filho encaram Plavins e Tocs, da Letônia, justamente os algozes de Bruno e Evandro.

=========

A seleção brasileira feminina de vôlei dominou as quenianas e venceu por 3 sets a 0 no encerramento da fase de grupos – parciais de 25/10, 25/16 e 25/8. Diante do cenário absolutamente favorável, Zé Roberto Guimarães ainda promoveu a entrada de Ana Cristina, jogadora de apenas 17 anos e que atuou no terceiro set. A levantadora Macris, embora tenha participado do aquecimento, seguiu resguardada. Com a vitória, o Brasil confirmou a liderança do grupo A. A seleção fechou a fase de classificação com cinco vitórias e apenas três sets cedidos. Foi a única equipe invicta tanto no torneio feminino como no masculino das Olimpíadas. O Brasil vai encarar nas quartas de final a Rússia, que acabou na quarta colocação do Grupo B depois de sofrer uma derrota para a Turquia. O confronto vai ser na quarta-feira, às nove e meia da manhã, horário de Brasília.

=========

Novak Djokovic chegou em Tóquio com a expectativa de conquistar o ouro para seguir sonhando em igualar Steffi Graff e vencer os maiores torneios do ano e as Olimpíadas. No entanto, ele volta para casa sem medalhas. Ele perdeu a semifinal para o alemão para Alexander Zverev e foi derrotado pelo espanhol Pablo Carreno Busta na disputa pelo bronze. E desistiu de disputar a decisão do bronze ao lado de Nina Stojanovic, alegando que o corpo desistiu porque jogou a base de medicamentos, uma dor “inacreditável” e estava exausto. Com a desistência, o bronze ficou com a dupla australiana Barty/Peers, que venceu por WO. O alemão Alexander Zverev, número 5 do mundo, ficou com o ouro ao derrotar o russo Karen Khachanov na decisão.

=========

O governo da Polônia confirmou que ofereceu asilo humanitário à corredora de Belarus Krystsina Tsimanouskaya, que recorreu à polícia e acusou sua própria comissão técnica de forçá-la a ir embora de Tóquio após ter realizado críticas aos seus treinadores. Marido da corredora, Arseni Zhdanevich irá juntar-se a ela na Polônia. A velocista está em Tóquio para a disputa das Olimpíadas 2020. Ela iria correr as classificatórias dos 200m rasos e do revezamento 4x400m rasos, mas foi retirada das disputas. Segundo ela, a comissão de Belarus a puniu por críticas a seus treinadores e estava tentando forçá-la a voltar para casa. O Comitê Olímpico do país, por sua vez, garante que a decisão se deu pelo”estado emocional e psicológico da atleta.

——————————–

Ao saber que havia sido incluída na prova do revezamento 4×400, Krystsina fez uma publicação nas redes sociais alegando que não havia sido consultada previamente. Ela não gostou da maneira como o assunto foi tratado, sem comunicação ou explicação dos motivos. No domingo, Krystsina contou que foi acordada cedo e retirada de seu quarto na Vila Olímpica. Levada para o aeroporto, onde pegaria um avião de volta a Belarus, ela acionou a polícia do aeroporto, gravou um vídeo paras as redes sociais e causou comoção. O avião partiu sem ela, que pediu socorro à polícia local.

==========

Hoje, às seis da tarde, tem Live de Segunda com toda a equipe do Portal Toque de Bola. Não perca, às seis da tarde, aqui Nas Ondas do Toque!

 

O Toque Notícia é sempre de segunda a sexta, ao vivo, às duas e às cinco da tarde. Apoio: Plasc, Santa Casa de Juiz de Fora, Drogaria Santo Antônio, Projeto Cidadão Consciente da Hiperroll Embalagens e agente autorizado Claro Juiz de Fora.   

 

Este foi o Toque Notícia. Continue ligado na webradio Nas ondas do Toque, aqui é 100% esporte

 

Deixe um comentário