“São novos desafios, eu não tive como negar”, diz Marcão sobre saída do JF Vôlei

Foto: Douglas Magno/Divulgação JF Vôlei

  Após quatro temporadas, Marcão não é mais o técnico do JF Vôlei. O gestor do projeto, Maurício Bara e o próprio treinador confirmaram a informação ao Portal de Notícias Toque de Bola e à webradio Nas Ondas do Toque nesta tarde de terça, 24.

  Por conta de questões contratuais, Marcão ainda não pode revelar qual será o próximo clube. Ele destacou que se apresenta nesta quarta para iniciar os trabalhos.

  O JF Vôlei ainda não tem previsão de quando irá anunciar o substituto.

  Antes de deixar Juiz de Fora, conversou com a reportagem e falou sobre os motivos da decisão e o desejo de representar a cidade e o projeto onde estiver.

“Maurício me deu força”

  O clube interessado entrou em contato com Maurício Bara Filho, que autorizou a conversa com o treinador. Nos últimos dias, a negociação se desenrolou para o acerto e Marcão destacou que a proposta oferecia um novo desafio.

  “Uma equipe me procurou para trabalhar em um projeto um pouquinho maior do que a Superliga B. Eu estou lutando tanto para trabalhar em um mercado um pouco mais forte. Não que a Liga B seja fraca, pelo contrário, ela me ensinou muito e eu sou muito grato por isso. Mas são novos desafios, desafios maiores e eu não tive como negar. O próprio Mauricio me deu toda força, está me dando todo respaldo”, disse o treinador.

  Marcão destacou que vai encarar o novo trabalho sabendo da responsabilidade de representar o projeto JF Vôlei e a cidade onde passou as últimas quatro temporadas. “Eu tenho que ir e fazer meu melhor para representar bem Juiz de Fora. Como técnico formado aqui eu tenho essa incumbência, essa missão”, afirmou.

“Saio com cabeça erguida”

 

  O treinador campeão invicto da Superliga B 2020/2021 ressaltou que os laços com Juiz de Fora seguirão inabaláveis.

  “Tenho grandes amigos aqui. Tenho um mentor fora de série que é o Maurício. É meio difícil falar. Saio com cabeça erguida, muito feliz pelas pessoas que me apoiaram, que tiveram sempre comigo. Tendo certeza de que dei o meu melhor, que tentei dar o meu melhor para cada vez mais levar esse projeto tão vitorioso e tão bonito, como é o JF Vôlei”, finalizou.

Passagem de Marcão no JF Vôlei

  O treinador de 32 anos nascido em Santos chegou ao JF Vôlei na temporada 2018/2019. Trazia na bagagem a experiência como estatístico, técnico de categorias de base e auxiliar em outras equipes.

  Em Juiz de Fora, recebeu de Bara a missão de comandar o time na Superliga B. Nas quatro temporadas, aperfeiçoou o time, a escolha de jogadores e passou a entender o projeto como ninguém antes, na definição do próprio Maurício Bara.

Imagem: Canal Brasil Vôlei/TVNSports

   O resultado veio na temporada 2020/2021, quando a equipe com orçamento inferior às concorrentes, mas com atletas escolhidos de forma a dedo, se tornou a primeira campeã invicta da Superliga B e conquistou uma das vagas à Superliga 2021/2022.

  No entanto, o time não conseguiu patrocínios suficientes para viabilizar a participação da equipe na competição e os gestores optaram por declinar da vaga.

  Enquanto os atletas do grupo campeão foram reforçar outras equipes, Marcão acertou a renovação para a próxima temporada, motivado em trabalhar também com as categorias de base, além do comando da equipe adulta.  A proposta que chegou encerra um ciclo, mas não é um final definitivo.

  “É um até logo, eu acho”, disse Marcão ao Toque de Bola.

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira 
Fotos: Douglas Magno/Divulgação JF Vôlei; JF Vôlei/Divulgação; Canal Brasil Vôlei/TVNSports

Deixe um comentário