Marcelina do Nascimento, do jiu-jítsu paradesportivo, participa do Garotas no Toque

Marcelina do Nascimento é a entrevistada no Garotas no Toque

  “Se eu não posso usar os meus pés, então vou voar”. Nesta semana, o Garotas no Toque vai falar sobre a rotina, os sonhos e os desafios de uma paratleta: a juiz-forana Marcelina do Nascimento, atleta do jiu-jítsu paradesportivo. Ela atualmente está qualificada no ranking nacional e sul-americano.  Ela conta a própria história na terça, 27, às 18h na webradio Nas Ondas do Toque.

  Marcelina do Nascimento é a única representante de Juiz de Fora nas competições para atletas com sequelas de paralisia cerebral. Apesar de sempre ter sonhado em praticar um esporte, este encontro só ocorreu em 2017, quando a vida estava no pior momento.

  Antes de se tornar uma paratleta, ela enfrentou a morte da mãe e a perda dos movimentos. Ouviu do médico que pararia de andar – e, depois de uma “briga” com Deus, encontrou a dica para o jiu-jítsu. E foi acolhida no esporte.

   “Enquanto houver vida e ar nos pulmões, teremos oportunidade. Cuide de você, cuide do seu corpo, porque você mora nele”, comentou na entrevista.

A busca por patrocínio

Medalhas que Marcelina conquistou no 1º brasileiro de jiu-jítsu paradesportivo
Foto: Marcelina do Nascimento/arquivo pessoal

    Na conversa com a jornalista do Toque de Bola, Roberta Oliveira, Marcelina destacou que lida com os desafios do corpo, da busca pela condição de treinamento e a falta de patrocínio para viabilizar as participações nos torneios.

  Ela está entre as convocadas para o II Campeonato Brasileiro de Jiu-Jítsu Paradesportivo, no Rio de Janeiro, em agosto. Por não ter patrocinador direto, Marcelina ainda não conseguiu os recursos necessários para competir. O valor: R$ 1 mil reais.

    “Quando você investe parte do seu dinheiro na pessoa com deficiência, no paradesporto que representa a sua cidade, o seu estado o seu país. Você vai ser visto e vai ser lembrado por apoiar o atleta nesta causa que é apoiar o atleta nesta causa que é a inclusão e a valorização do esporte paradesportivo de luta em alto nível”, desabafou.

    A programação da webradio Nas Ondas do Toque tem apoio de Plasc, Santa Casa de Juiz de Fora, Drogaria Santo Antônio, Projeto Cidadão Consciente (Hiperroll Embalagens) e Master Telecom JF – agente autorizado Claro.

Como acessar/ouvir a web radio Nas Ondas do Toque

   Pode ser acessada pelo www.nasondasdotoque.esp.br ou pelo aplicativo, que pode ser baixado seja qual for o seu celular. É muito rápido e fácil.

  Baixe aqui no Google Play https://play.google.com/store/apps/details?id=com.portalapper.meuapp.androidtoquedebola

Baixe aqui na Apple Store: https://apps.apple.com/de/app/app-toque-de-bola/id1460707910

Este post tem 2 comentários

  1. SUSANA PEREIRA DE SOUZA

    Marcelina meus parabéns, vc me representa, oss

  2. DANIEL

    Falem mais do paradesporto. É o momento de virar essa chave

Deixe um comentário