Copa América: Seleção tem manifesto e convocação a poucos dias do início!

Brasil vai usar a base das Eliminatórias na Copa América

  Faltando menos de quatro dias para a estreia do Brasil, técnico Tite divulgou a lista de jogadores convocados da Seleção para a Copa América.

  A base que venceu as últimas duas partidas pelas Eliminatórias, por 2 a 0, contra Equador e Paraguai foi mantida. Apenas uma mudança foi feita: sai Rodrigo Caio, do Flamengo, e entra Thiago Silva, do Chelsea, que se contundiu na final da Liga dos Campeões e viu seu time vencer da arquibancada, mas já está em fase final de recuperação e deve voltar a treinar com o restante do elenco nos próximos dias.

Manifesto 

  Após a vitória sobre o Paraguai, por 2 a 0, em Assunção, pelas Eliminatórias, os jogadores brasileiro divulgaram um manifesto. No documento (leia na íntegra abaixo),  criticam a organização da Copa América – que foi transferida para o Brasil, há uma semana, após Argentina e Colômbia, as sedes originais, abrirem mão da competição. Apesar disso, garantiram que iriam jogar a competição.

  A Seleção é a atual campeã da Copa América, tendo vencido, de forma invicta, a última edição do torneio, também disputada no Brasil, em 2019. A estreia nesta edição está prevista para o próximo domingo, dia 13, contra a Venezuela, às 18h, em Brasília. Mas a competição ainda corre risco jurídico e pode ser impedida.

A tabela da Copa America no Brasil

Julgamento

  Nesta quinta, dia 10, o Supremo Tribunal Federal (STF) vai tratar do assunto em sessão extraordinária. A audiência é parte de um processo impetrado pelo PSB e o deputado federal juiz-forano, Júlio Delgado. Segundo o despacho da ministra Cármen Lúcia, os ministros da suprema côrte brasileira devem analisar e se manifestar ao longo de 24 horas, em plenário virtual, como proceder com a competição.

  Nos bastidores, o Palácio do Planalto, que garantiu à CBF apoio para oferecer o país à Conmebol como nova sede da Copa América, está otimista sobre a liberação do torneio. O argumento é que, como já estipulou anteriormente o STF, estados e municípios são legitimo para liberar ou não atividades esportivas de acordo com decretos e medidas de combate à pandemia. Por isso, foram escolhidas sedes que já têm decretos permitindo disputas esportivas.  

Pé atrás

  Algumas empresas começaram uma tentativa de distanciar-se da Copa América por conta das polêmicas. A Mastercard desistiu de fazer ações especiais durante o torneio, que será disputado no Brasil. A empresa confirmou que não fará mais ativações programadas para a competição. Apesar de limitar a exposição da marca, o nome da empresa será mantido nos estádios e materiais da competição, como banners e backdrops.

Jogadores se uniram em manifesto sobre a competição

  Além da Mastercard, a Ambev também anunciou que não vai aparecer na competição. Em nota, a fabricante das cervejas Brahma, Budweiser, Antártica, Corona, Stella Artois e Skol, diz que “segue com seu compromisso e apoio ao futebol brasileiro”. A Ambev não informou se continuará como patrocinadora da Copa América, como fez a Mastercard.

Confira a íntegra do manifesto dos jogadores da Seleção: 

“Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira.”

Final está prevista para o Maracanã

Os convocados para a Copa América:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras).

Laterais: Emerson (Barcelona), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus) e Renan Lodi (Atlético de Madrid).

Zagueiros: Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético de Madrid), Marquinhos (PSG) e Thiago Silva (Chelsea).

Meias: Casemiro (Real Madrid), Douglas Luiz (Aston Villa), Everton Ribeiro (Flamengo), Fabinho (Liverpool), Fred (Manchester United) e Lucas Paquetá (Lyon).

Atacantes: Everton Cebolinha (Benfica), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Barbosa (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City), Neymar (PSG), Richarlison (Everton) e Vinicius Jr (Real Madrid).

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos com informações da CBF, UOL, GE.globo e Veja

Fotos: Lucas Figueiredo/CBF; e divulgação/Twitter/Copa América 

Deixe um comentário