Nos pênaltis, Flamengo é bi da Supercopa do Brasil!

Flamengo é conquista título da Supercopa do Brasil
Jogadores do Fla levantam a Supercopa do Brasil

  Depois de um bom jogo, que terminou em empate por 2 a 2, o Flamengo conquistou, nas penalidades, o bicampeonato da Supercopa do Brasil, neste domingo, dia 11.

  O Palmeiras saiu na frente, com um golaço do meia Rafael Veiga. Levou a virada do Flamengo, que marcou com o centroavante Gabriel Barbosa e o meia Arrascaeta ainda no primeiro tempo. O Verdão buscou a igualdade novamente com Veiga, de pênalti, já na reta final do jogo.

  Nos pênaltis, os paulistas tiveram chances de ficar com a taça. Mas brilhou a estrela do goleiro carioca Diego Alves, que defendeu três cobranças, para dar a vitória e o título em 6 a 5 para o Flamengo.  

Gol relâmpago e empate

  No primeiro minuto, aproveitando falha na saída do Flamengo em chutão de Diego Alves, Rafael Veiga deu um lindo drible em Willian Arão, e chutou por baixo de Diego Alves para fazer um golaço. O Palmeiras para abriu o placar e colocou fogo na decisão.

Gabriel fez o primeiro do Flamengo

  Atrás, o Flamengo não conseguia sair e só foi finalizar a primeira vez aos 17 minutos, com Diego da intermediária. Fechado e marcando forte, o Palmeiras apostava na velocidade de seus contra-ataques para ampliar a vantagem.

  Se o gol do Palmeiras foi bonito pela jogada individual de Veiga, o Flamengo não ficou atrás no empate. Após bobeira na saída pela direita palmeirense, Felipe Luís passou como quis por Gustavo Gomes e finalizou na trave. Bem colocado, Gabriel Barbosa ficou com a sobra e só tocou para o gol vazio, colocando o placar em 1 a 1 aos 22 minutos.

Nervos expostos

  O Fla continuou em cima, e abrindo espaços quando atacava. Aos 28 minutos, após cobrança de escanteio no ataque rubro-negro, no contra-ataque, Wesley deixou Breno Lopes cara a cara com Diego Alves. O atacante palmeirense driblou o goleiro flamenguista e finalizou. Diego Ribas tirou em cima da linha.

  Após muito reclamar, em menos de dois minutos, o técnico português do Palmeiras, Abel Ferreira, recebeu um amarelo e o vermelho, aos 38 minutos. Logo depois, aos 40, Isla derrubou Wesley próximo à linha da área.

Rafael Veiga fez os dois gols do Palmeiras

  O árbitro Leandro Pedro Vuaden chegou a marcar pênalti, mas, corrigido pelo VAR, deu falta. Na cobrança, Rafel Veiga chutou forte e Diego Alves defendeu.

Virada

  Aos 43 minutos, Gabriel deixou Bruno Henrique de frente com Weverton. E o goleiro palmeirense cresceu para cima do flamenguista e salvou o que seria o segundo dos cariocas.

  A virada do Flamengo veio aos 48 minutos. Após virada de Isla, Arrascaeta recebeu de Bruno Henrique, encontrou o espaço e bateu no canto direito baixo, sem chance de reação para Weverton. Assim, os cariocas foram em vantagem para o intervalo, 2 a 1.

Mudanças

  O Palmeiras voltou com Danilo e Gabriel Menino no lugar de Felipe Melo e Zé Rafael. Com volantes mais jovens e de mais talento, o Porco partiu para tentar o empate. Aos 15, mais trocas no Verdão em busca de dinâmica: Gabriel Veron no lugar de Wesley e Maike na vaga de Marcos Rocha.

  O técnico do Fla, Rogério Ceni, respondeu com as saídas de Diego e Isla, e as entradas João Gomes e Matheuzinho. Aos 18 minutos, Gabriel Veron teve chance cabeceando na pequena área em cruzamento de Maike, e a bola raspou o travessão.

Tudo igual de novo

Weverton salvou o Palmeiras no fim

  Aos 27 minutos do segundo tempo, Rodrigo Caio puxou Roni pela camisa dentro da área. Desta vez, o pênalti foi acertadamente marcado por Vuaden. Na cobrança, Rafael Veiga empatou, 2 a 2.

  No Fla, Vitinho substituiu Everton Ribeiro, enquanto o Palmeiras foçava para conseguir a vitória, levando a melhor em todas as bolas alçadas na área rubro-negra. Aos 39 minutos, Vitinho chutou forte, Weverton espalmou, a bola passou e o Verdão foi salvo pela trave. O goleiro palmeirense também salvo sua equipe nos acréscimos em chute de Gabriel quase sem ângulo, aos 49.

Confusão e pênaltis

  No fim do jogo, uma briga generalizada fez com que ambos os bancos de reservas corressem para o túnel de acesso aos vestiários. Após os ânimos acalmados, o apito final levou a decisão da Supercopa do Brasil para os pênaltis.

Diego Alves voa para defender um pênalti

  Nas cobranças, o Palmeiras abriu com Rafael Veiga marcando. Pelo Fla, Arrascaeta também fez. Gustavo Gomes colocou o Verdão de novo na frente, e Felipe Luís acertou o travessão, para alegria de Weverton.

Alternadas

  Gustavo Scarpa confirmou a vantagem palmeirense na terceira cobrança. Weverton pegou a batida de Matheuzinho e deixou o título mais perto do Palmeiras. Mas Luan parou nas mãos de Diego Alves. Vitinho manteve viva a chama flamenguista, e Danilo chutou para fora, às esquerda do goleiro do Flamengo. Gabriel deixou as cobranças fixas em 3 a 3.

  Viña abriu as alternadas com gol. Weverton tocou na cobrança de João Gomes, mas ela entrou. Diego Alves pegou mais uma, desta vez de Gabriel Menino. Mas o goleiro do Palmeiras também pegou a cobrança de Pepê.

  Gabriel Veron colocou o Palmeiras na frente com uma cobrança no ângulo. Michael igualou com um chute forte no meio. Diego Alves, defendendo sua terceira cobrança, evitou o gol de Maike, e Rodrigo Caio fez o gol do título, embora a festa pelo 6 a 5 nas penalidades tenha sido para o camisa 1 do Flamengo.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Wallace Mattos

Jornalista profissional, formado pela Faculdade de Comunicação Social (Facom) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), tem mais de 20 anos de carreira na qual já trabalhou em rádio, TV, jornal e mídias digitais. Além disso, tem experiência em gerenciamento esportivo, logística e administração de pequenos negócios. Entre as áreas de interesse e constante busca de aperfeiçoamento, destaca a busca pela discussão do papel da mídia no negócio do esporte e na construção de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento das dimensões participativa e profissional das modalidades. EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS: TUPI FOOTBALL CLUB, Juiz de Fora, Minas Gerais 2015: Consultor de comunicação/Chefe de delegação/Integrante do conselho consultivo. TRIBUNA DE MINAS, Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil 2004 – 2015 Repórter sênior (2009-2015) – Repórter júnior (2004-2008). TV ALTEROSA, Juiz de Fora/Varginha, Minas Gerais/Minas Gerais 2003 Assistente de Marketing/Repórter esportivo. TV ALTO LITORAL, Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro 2002 Estagiário/Repórter júnior. MOSTARDA PROPAGANDA, Juiz de Fora, Minas Gerais 2001 Estagiário/Redator. RÁDIO SOLAR, Juiz de Fora, Minas Gerais 2001 Estagiário.

Deixe seu comentário