JF Vôlei foca “erro zero” para enfrentar o Niterói Vôlei Clube

  Confirmado: o adversário do JF Vôlei nas quartas de final da Superliga B será o Niterói Vôlei Clube (NVC). O time mineiro anunciou o confronto nas redes sociais na noite de sexta, 5.

  O time fluminense perdeu para o Vôlei Futuro por 3 sets a 2 em partida adiada da fase classificatória. Com dois pontos, empatado com Vila Nova e o próprio Vôlei Futuro, caiu para o oitavo lugar nos critérios de desempate. Como a equipe de Niterói não tem mais partidas pendentes, não terá chance de reverter o resultado.

  O JF Vôlei garantiu o primeiro lugar na Superliga B após o time misto ganhar do mesmo NVC há uma semana. Terminou invicto a primeira fase, com sete vitórias em sete jogos, conquistando 20 pontos em 21 possíveis e apenas cinco sets perdidos.

  A liderança traz um benefício para as próximas fases: jogar em casa a segunda e, caso seja necessária, a terceira partida da melhor de três.  As datas das partidas das quartas de final ainda não foram anunciadas, aguardando o Vôlei Futuro regularizar as partidas pendentes. 

  Por isso, o time juiz-forano dedicou os últimos dias aos trabalhos de recuperação física e treinos enquanto aguarda a hora de voltar às quadras. Alguns jogadores falaram sobre os preparativos e o técnico Marcão analisou o próximo adversário. O Toque de Bola antecipa um spoiler do que todos disseram: não tem nada fácil vindo pela frente.     

“Perigoso e difícil”, diz Marcão

  Logo após o anúncio do JF Vôlei sobre a definição do adversário, o técnico Marcão analisou o Niterói Vôlei Clube. Apontando as forças do time fluminense, ele espera um confronto complicado.

  “Niterói é um time novo, muitos jovens atletas, tem um quinteto de ponteiros interessantes, que sacam muito bem que tem uma linha de recepção equilibrada. [Tem] um levantador que joga muito com o oposto, que é o homem de segurança deles, e os centrais, muita velocidade. Jogo extremamente perigoso e difícil, vejo assim”, disse o treinador em áudio divulgado à imprensa. 

  Para Marcão, a prioridade é manter o melhor apresentado pelo JF Vôlei na Superliga até agora.

  “Nos playoffs, tudo zera. E vai ser de intensa importância que a gente entrar muito focado, imprimindo nosso ritmo de jogo e nossa velocidade. Ter paciência para controlar o saque, que é bem agressivo, para conseguir jogar com essa velocidade, fazer um grande jogo e conseguir vencer”, resumiu.

Sem margem para erro e melhorar sempre

 Heglison Toledo ao lado de Paolinetti

  Este é o resumo da mentalidade dos jogadores do JF Vôlei. Um passo de cada vez, aperfeiçoando sempre e tratando cada jogo como uma final, como disse o técnico Marcão na live com o Toque de Bola.

  O oposto Paolinetti apontou que a trajetória até agora deu confiança ao grupo. “A gente está se preparando bastante, porque o campeonato começa do zero de novo. O foco é no preparo físico, no treinamento, para estar preparado para quem aparecer nas quartas de final e dar nosso melhor para ir às semifinais”.

  Paolinetti lembrou que a campanha na primeira fase vai aumentar os desafios do grupo. “A gente tem que manter o pé no chão. Não podemos achar que ganhou de todo mundo e vai ser fácil, que não vai ser. Agora os times têm bastante vídeos sobre a gente para estudar nosso estilo de jogo. A gente tem que se preparar o melhor possível para esses play-offs e seguir ir bem”, resumiu.

  O ponteiro Celestino destacou que decidir as finais em casa é uma vantagem, mas o time não pode se acomodar. “A liderança na primeira fase foi muito boa porque vamos decidir as finais em casa, mas continuar nessa pegada para mais. Vamos melhorar sempre”, garantiu.

Bruno (centro) com o troféu Viva Vôlei  

  O central Bruno disse que a semana sem jogos foi produtiva para o time. “Estamos bastante focados no nosso grupo, aproveitando para recuperar fisicamente. [Estamos] usando lições aprendidas na primeira fase para aplicarmos as devidas correções e melhorar ainda mais o que nós já fizemos para os play-offs”, avaliou

  Quem concorda com a nova fase O ponteiro Thiago, melhor em quadra na vitória sobre o Niterói Vôlei Clube, também ressaltou o foco neste mês de março. “Agora é pensar nos play-offs, que já são outro campeonato, totalmente diferente. E não há chances para erro, qualquer deslize pode ser fatal para a nossa equipe”.

Maratona do Vôlei Futuro

  O fiel da balança para decidir da quinta à oitava posições na tabela da Superliga B é a equipe de Araçatuba, que passou por duas quarentenas nesta edição do torneio por causa de diagnósticos positivos de covid-19.

  Na quinta, 4, o Vôlei Futuro anunciou nas redes sociais que o time passou por nova bateria de exames e não houve registro de casos.  Portanto, jogadores e comissão técnica foram liberados para entrar em quadra três vezes em menos de uma semana. 

  A primeira foi a vitória em casa sobre o Niterói Vôlei Clube. Agora, o time viaja para Goiânia onde enfrenta na segunda-feira, 8, o Vila Nova, pela sétima rodada. A maratona termina no dia 10 de março, no confronto contra o UnimedAero em Natal em partida pendente da primeira rodada. Os dois jogos serão às 19h.

Classificação da Superliga B faltando dois jogos para terminar a fase classificatória.

Regulamento da Superliga B

  Como nos dois últimos anos, os oito times se enfrentam em turno único na primeira fase. A classificação final desta etapa define os cruzamentos nas fases seguintes.

  Nas quartas de final, o líder enfrenta o último colocado da fase inicial, o segundo pega o sétimo, o terceiro encara o sexto e o quarto joga contra o quinto.

  As quartas e as semifinais serão disputadas em um mata-mata em melhor de três partidas. Os melhores colocados têm o direito de sediar os dois últimos jogos do confronto.  Nas quartas de final, os dois piores classificados entre os quatro eliminados caem para a Superliga C em 2022.

  Os finalistas garantem o acesso à Superliga Masculina de Vôlei 2021/2022. Eles decidirão o título da Superliga B no dia 1º de abril, na casa da equipe de melhor campanha entre ambos.

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira
Fotos: @niteroivolei/reprodução; Canal Brasil Vôlei/TVNSports; Vôlei Futuro/Divulgação; CBV/ Reprodução; JF Vôlei/reprodução.

Deixe um comentário