Rumo ao futuro: Uberabinha anuncia profissionalização!

  Um dos mais tradicionais clubes de formação de jogadores de Juiz de Fora, o Uberabinha vai ter futebol profissional dentro de alguns anos.

  O anúncio foi feito na última quinta, dia 11, pelo presidente da associação, Sergio Eduardo “Dudu” Rezende. Em live nas redes sociais do Auri-negro, o mandatário foi direto. “O Ubearabinha se junta a Tupi, Tupynambás e Sport, e é o mais novo clube profissional de Juiz de Fora.”

Gradativamente 

  A entrada do Auri-negro no cenário profissional ainda não será imediata. E a formação de atletas, que revelou jogadores como o ex-centroavante Kim (Atlético-MG, Nancy-FRA e Vasco) e o atual centroavante do West Ham-ING, Wesley Moraes, continuará sendo o foco do time nos próximos anos. 

  “Continuamo com as categorias de base sub-14, sub-15 e sub-17. Sub-20 ainda não, porque teríamos que ter disputado algumas competições  de profissionais no ano anterior (2020). O planejamento é subir com a geração 2001 (atualmente com 20 anos) e disputar os profissionais em 2025, quando será o último ano deles de sub-23”, conta o presidente.

Trâmites 

  Segundo Dudu, o processo de profissionalização está adiantado. Mas ainda há trâmites burocráticos e um caminho a ser seguido, embora o pagamento dos R$ 600 mil para filiação à Federação Mineira de Futebol (FMF) tenha sido feito. 

Uberabinha revelou Wesley Moraes, do West Ham

  “Esta semana tivemos o aval da Federação para anunciarmos a profissionalização. Encaminhamos a documentação e o pagamento. Agora, estamos providenciando a alteração no estatuto da associação para fazer constar a possibilidade de fazer futebol profissional”, explica Dudu.

Investimento é bem vindo

  A ideia e investir em talentos locais. “A intenção é disputar, desde este ano, competições regionais com o sub-20, para irem ganhando experiência. Garimpar atletas de Juiz de Fora e região para, em 2025, estarem conosco. Valorizar jogadores de Juiz de Fora e seu entorno”, pretende Dudu.

  Mas, mesmo que pense em algo mais gradativo, o presidente do Uberabinha deixa as portas abertas para possíveis investidores que possam encurtar o caminho até a formação de um time profissional. “Caso surja um investidor viável, podemos antecipar a entrada nas competições profissionais. Vamos avaliar o projeto, a proposta e, se agradar e der segurança, podemos adiantar”, explica Dudu.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Artes: divulgação/Uberabinha 

Wallace Mattos

Jornalista profissional, formado pela Faculdade de Comunicação Social (Facom) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), tem mais de 20 anos de carreira na qual já trabalhou em rádio, TV, jornal e mídias digitais. Além disso, tem experiência em gerenciamento esportivo, logística e administração de pequenos negócios. Entre as áreas de interesse e constante busca de aperfeiçoamento, destaca a busca pela discussão do papel da mídia no negócio do esporte e na construção de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento das dimensões participativa e profissional das modalidades. EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS: TUPI FOOTBALL CLUB, Juiz de Fora, Minas Gerais 2015: Consultor de comunicação/Chefe de delegação/Integrante do conselho consultivo. TRIBUNA DE MINAS, Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil 2004 – 2015 Repórter sênior (2009-2015) – Repórter júnior (2004-2008). TV ALTEROSA, Juiz de Fora/Varginha, Minas Gerais/Minas Gerais 2003 Assistente de Marketing/Repórter esportivo. TV ALTO LITORAL, Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro 2002 Estagiário/Repórter júnior. MOSTARDA PROPAGANDA, Juiz de Fora, Minas Gerais 2001 Estagiário/Redator. RÁDIO SOLAR, Juiz de Fora, Minas Gerais 2001 Estagiário.

Deixe seu comentário