Raios-X: tudo sobre as quartas de final da Série D 2020

  Em janeiro, o Campeonato Brasileiro vai conhecer os quatro times semifinalistas. Eles já terão alcançado o primeiro objetivo: o acesso para a série C. E permanecerão na briga para o segundo: o título da quarta divisão do futebol nacional.

  Oito clubes estão na briga por estas duas metas de 2020 estendidas para 2021, por causa do impacto da pandemia no calendário do futebol no país.

  Por isso, o Toque de Bola preparou esta matéria especial com curiosidades e a campanha das equipes que chegaram às quartas de final.

Curiosidades

  Todas as regiões do país ainda possuem representantes no torneio. Altos (PI), América (RN) e Floresta (CE) são o Nordeste. Mirassol e Novorizontino, ambos de SP, são os times do Sudeste. Fast Clube (AM) é o Norte, Aparecidense (GO) é o Centro-Oeste e Marcílio Dias (SC) é o Sul na competição.

Todas as regiões do país estão representadas nas 4as de final 

  Com a eliminação do Brasiliense nas oitavas de final, nenhum time que disputou a fase preliminar chegou às quartas de final.

  Das oito chaves da primeira fase, duas já tiveram os oito times totalmente eliminados. Todos do grupo A4 pararam na segunda fase. E o Brasiliense foi o último representante do grupo A6 a cair.

  Duas chaves possuem dois clubes ainda no páreo: América (RN) e Floresta (CE) se enfrentaram na chave A3. E Novorizontino (SP) e Marcílio Dias (SC) estavam na chave A8. Fast Club esteve na A1; Altos (PI), na A2; Aparecidense (GO), na A5 e Mirassol (SP), na A7.

  Na primeira fase, quatro clubes terminaram em primeiro lugar nas respectivas chaves: Altos (PI), América (RN), Aparecidense (GO) e Novorizontino (SP). Dois ficaram em segundo lugar: Fast Club (AM) e Mirassol (SP). O Floresta (CE) terminou em terceiro e o Marcílio Dias (SC) em quarto.

Definição dos confrontos

  Os times foram classificados por campanha, com a soma dos pontos conquistados em todas as fases.

  A tabela só foi conhecida na segunda, 28, porque Aparecidense (GO) e América (RN) estavam com campanhas iguais em todos os critérios de desempate: 35 pontos; 10 vitórias e 24 gols de saldo.

  Nesta fase, ao contrário das anteriores, o número de gols marcados não foi fator de desempate – se fosse, o terceiro lugar seria da Aparecidense, que marcou 41, contra 35 do América (RN).

  Por isso, houve um sorteio na sede da CBF, que definiu a ordem das equipes para as oitavas de final.

  1. Altos (PI);
  2. Novorizontino (SP);
  3. América (RN);
  4. Aparecidense (GO);
  5. Mirassol (SP);
  6. Floresta (CE);
  7. Fast Club (AM) e
  8. Marcílio Dias (SC).

Em seguida, os confrontos foram definidos a partir do cruzamento olímpico: 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º. As equipes com melhor campanha terão a vantagem de decidir em casa nos jogos de ida em 2 e 3 de janeiro e as partidas de volta nos dias 9 e 10.

As campanhas das equipes que chegaram às quartas de final:

Marcílio Dias (SC) vai enfrentar o Altos (PI)

Marcílio Dias (SC) x Altos (PI)

  O Marcílio Dias foi o quarto colocado no Grupo A8, com 21 pontos em cinco vitórias, seis empates e três derrotas: aproveitamento de 50%. Marcou 14 gols e levou oito.
  Na segunda fase, avançou após empatar com a Ferroviária em casa e vencer como visitante.
   Nas oitavas, avançou ao vencer em casa e empatar fora com o Goianésia.

O Altos (PI) foi o melhor time do Grupo A2. Somou 30 pontos em dez vitórias e quatro derrotas: aproveitamento de 71%. Marcou 27 gols e sofreu 16.

  Na segunda fase, eliminou o Rio Branco (AC), com duas vitórias.

  Nas oitavas, após dois empates em 1 a 1, avançou ao vencer o Salgueiro (PE) nos pênaltis.

 

Mirassol (SP) x Aparecidense (GO)

  O Mirassol foi o segundo colocado no grupo A7 com 26 pontos em sete vitórias, cinco empates e duas derrotas, aproveitamento de 61%. Marcou 31 gols e sofreu nove.

  Na segunda fase, venceu o Caxias nos pênaltis.

  Nas oitavas, avançou mesmo após perder na volta para o Brasiliense, porque goleou em casa.

 

  A Aparecidense foi a melhor equipe do grupo A5, com 28 pontos em oito vitórias, quatro empates e duas derrotas: 66% de aproveitamento. Marcou 31 gols e sofreu 14.

  Na segunda fase, empatou a primeira e goleou o Tupynambás na segunda.

  Nas oitavas, avançou ao golear como visitante e perder em casa para o São Luiz (RS).

 

Fast Club (AM) x Novorizontino (SP)

 O Fast Club ficou em segundo lugar no grupo A1, com 26 pontos em sete vitórias, cinco empates e duas derrotas: 61% de aproveitamento. Marcou 26 gols e sofreu 13.

  A partir disso, só se classificou com vitórias nos pênaltis: na segunda fase, contra o Moto Club (MA) e, nas oitavas, contra o Globo (RN).

Foto: Maria Paula Laguna/Novorizontino

 

  O Novorizontino foi o melhor time do grupo A8, com 31 pontos, sendo nove vitórias quatro empates e uma derrota: 73% de aproveitamento. Marcou 17 gols marcados e levou sete.

  Na segunda fase, perdeu a primeira, venceu a segunda e avançou no saldo de gols contra o Cascavel.

  Nas oitavas, empatou a primeira e carimbou a vaga ao golear em casa o Goiânia.

 

 

Floresta (CE) x América (RN)

  As quartas de final terão reencontro. As duas equipes estavam no grupo A3 e se enfrentaram duas vezes na primeira fase: na segunda rodada, terminou 1 a 1 no Estádio Domingão, em Horizonte (CE) e na 13ª rodada, vitória do América por 2 a 1, na Arena das Dunas, em Natal (RN).

Na primeira fase, o América foi o melhor time do grupo A3 com 28 pontos em oito vitórias, quatro empates e duas derrotas: 66% de aproveitamento. Marcou 24 gols e levou oito.

Na segunda fase, avançou após golear o Coruripe (AL) após derrota no primeiro jogo. Nas oitavas, empatou na ida e goleou o Galvez (AC) na volta.

  O Floresta (CE), comandado por Leston Júnior que treinou o Tupi na campanha do acesso em 2015,  terminou em terceiro no mesmo grupo, com 24 pontos em seis vitórias, seis empates e duas derrotas: 57% de aproveitamento.

  Marcou 22 gols e levou nove. Na segunda fase, venceu em casa e empatou na volta contra o Itabaiana (SE).

  Nas oitavas, passou pela Sociedade Esportiva Juventude (MA) com um empate e uma vitória.

 

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira – com informações da CBF e do ge.globo.

Fotos: Aparecidense/Instagram; Mirassol/Instagram; Marcílio Dias/Instagram; Ronaldo Oliveira/ASCOM; Maria Paula Laguna/Novorizontino; Altos/Instagram; @nanda_lima20/Instagram; Mycujoo CBFTV/reprodução.

Artes: Toque de Bola com informações da CBF.

Deixe um comentário