No reencontro com Fábio Paes, JF Vôlei espera grande jogo em Natal

JF Vôlei treinou para o jogo contra o Unimed/Aero em Natal

  Nesta quarta, às 19h, o JF Vôlei realiza a primeira de duas partidas chamadas pelo treinador Marcos Henrique Nascimento de “uma sequência dura”. Enfrenta o Unimed/Aero, em Natal, na segunda rodada da Superliga B, planejando um bom resultado para se manter na liderança.

Em entrevista à Rádio Nas Ondas do Toque, o técnico Alessandro Fadul manifestou expectativa semelhante na estreia do time potiguar no torneio, que teve o primeiro jogo adiado por causa de casos de covid-19.

E no “esquenta” para a partida, o Toque de Bola traz as expectativas do técnico do JF Vôlei e do líbero Fábio Paes, que atualmente defende o Unimed/Aero, para a partida no ginásio Aero/Sesi.

JF Vôlei: trabalhar para vencer

  Em busca da segunda vitória na Superliga B, o técnico Marcos Henrique Nascimento ressaltou que a equipe chegou mais cedo em Natal para se concentrar para desempenhar o melhor papel possível. Inclusive realizou um treino nesta terça, 26, no local da partida.

  “Vai ser um grande jogo. Jogar contra uma equipe qualificada, com uma boa comissão técnica do outro lado é sempre um desafio motivador, onde a gente sempre entra muito bem preparado. Treinando bem, estamos com um ritmo de jogo interessante. Confiante na vitória, sempre respeitando o adversário, mas trabalhar para vencer. No meu modo de ver, tem tudo para ser um jogo espetacular”, analisou.

  O time não terá desfalques para a partida contra o Unimed/Aero. Após o jogo em Natal, o JF Vôlei segue na estrada para o segundo jogo da “sequência dura”, contra o UPIS Brasília no Distrito Federal. Só depois disso, estreia em “casa”, no ginásio do Riacho, em Contagem, por não poder jogar em Juiz de Fora devido às restrições sanitárias decorrentes da pandemia da covid-19.

Fábio Paes: prazer no reencontro e altas expectativas para o Unimed/Aero 

Fábio Paes é o líbero do Unimed/Aero

  Para o líbero Fábio Paes, o jogo desta quarta será especial em dose tripla. Além do reencontro com o JF Vôlei, equipe da qual fez parte, ele também volta a treinar e a jogar em alto nível, após lesão no menisco e no colateral medial, além da ruptura do ligamento cruzado anterior no joelho esquerdo.

  “É uma vitória para mim, pois no decorrer do tratamento as incertezas e inseguranças bateram, mas nunca deixei de acreditar que voltaria a jogar! Encarei tudo como um desafio, como outros que já enfrentei ao longo da minha carreira. Reencontrar o JF Vôlei será um prazer enorme, vivi momentos únicos e especiais vestindo essa camisa. Tenho um carinho e respeito enorme por todos os profissionais que fazem esse projeto acontecer”, disse.

  O terceiro motivo é estrear pelo Unimed/Aero, ao lado do experiente levantador Marlon, do central Robert, do ponta Pedro Cardoso e da base que classificou a equipe para a disputa da Superliga B, sob o comando de Alessandro Fadul.

Na foto de arquivo do Toque de Bola, o treinador Fadul em primeiro plano e Paes ao fundo pelo JF Vôlei. Dupla agora defende equipe de Natal

  “Montamos um elenco qualificado, um misto de atletas experientes com atletas mais novos que estão buscando seu espaço dentro do cenário nacional. Minha filosofia dentro do vôlei chama-se trabalho. Para mim uma equipe vitoriosa é uma equipe que trabalha, que busca evolução, que busca a excelência, que busca se superar. Todos nós do Unimed/Aero estamos trabalhando forte e focados em busca da nossa evolução como equipe para alcançarmos nossos objetivos”, afirmou ao Toque de Bola.

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira
Fotos: Foto: JF Vôlei/Divulgação; Instagram/reprodução; 

Deixe seu comentário