Mirassol sai na frente na decisão da Série D

Netto marcou o gol da vitória do Mirassol contra o Floresta

  O Mirassol venceu o Floresta por 1 a 0 na primeira partida da final da Série D 2020, na tarde deste sábado, 30.

  Netto marcou o gol que manteve a fama do Leão conquistar o resultado positivo na metade inicial do mata-mata, desde as oitavas da competição.

  O dia começou agitado em Fortaleza. Um incêndio em uma cabine de rádio levou os Bombeiros à Arena Castelão nesta manhã.

Foram três horas de combate às chamas. Não houve feridos. Por isso, a partida foi transferida para o Estádio Carlos de Alencar Pinto, o Vovozão, que fica na sede do Ceará.

Iniciativas sem gol

  Fazendo jus às campanhas que os levaram à final, Floresta e Mirassol buscaram o gol desde o início. O time cearense realizou uma blitz, assustou com chutes de Thalison, cabeçada de Alisson e finalização de Núbio Flávio. No entanto, não conseguiu marcar.

  O Mirassol começou a ganhar espaço e se fazer presente na área do Floresta. Mesmo isolado no ataque, João Carlos, conseguiu duas chances defendidas por Douglas Lima.

  Lobo e Leão estavam com defesas bem postadas. Ambos tentaram quebrar a marcação adversária usando passes em profundidade. Mirassol preferiu descidas rápidas pela esquerda. No entanto, houve impedimento e finalizações defendidas ou isoladas.

  Com passe longo também pela esquerda, o Floresta também tentou encontrar os atacantes, mas parou na defesa. E neste jogo de forças iguais, o primeiro tempo chegou ao final sem mexer no placar.

Tem gol!

  As equipes voltaram para a etapa final sem alterações. O Mirassol foi o primeiro a ameaçar, com Netto cabeceando um cruzamento de Fabrício. Douglas defendeu. O Floresta não se intimidou, desceu pela esquerda, mas Jefferson se antecipou ao atacante e isolou a bola. 

Netto chutou de fora da área e marcou para o Mirassol
Foto: reprodução CBF TV/My Cujoo

  Nesse confronto, novas chances foram criadas, com os goleiros levando a melhor. Até os 19 minutos, quando Netto limpou pela direita e arriscou de fora da área. O chute passou por vários jogadores e parou no canto esquerdo do goleiro Douglas. Mirassol em vantagem.

  Os dois técnicos mexeram após o gol. Eduardo Baptista foi forçado a substituir Fabrício, lesionado, por Lucas Silva. Leston Júnior mudou o ataque, colocando Ítalo e Luís Soares nos lugares de Thalison e Núbio Flávio.

  O Floresta tentou o empate, mas só conseguiu criar uma chance perigosa com uma cobrança de falta aos 27, que Alisson ao cabecear para fora, por pouco. O Mirassol estava mais presente na área do Floresta, ainda mais depois da entrada de Oliveira no lugar do amarelado Moraes, que levou perigo em vários lances pela esquerda.

  Apesar das chances criadas e da entrega dos jogadores, a primeira parte da decisão terminou com a vitória do Mirassol.

E agora?

Mirassol decide em casa, com vantagem do empate

  Foi na conta do chá? Foi. Mesmo assim, o Mirassol volta de Fortaleza com a vantagem do empate no confronto decisivo, no dia 6 de fevereiro, no Estádio José Maria de Campos Maia.

  No entanto, o Floresta foi o visitante que eliminou os adversários das quartas e da semifinal no jogo de volta. Para isso, precisa vencer por dois ou mais gols de diferença.

  Outro 1 a 0, desta vez para os cearenses, leva a decisão será nas penalidades. 

Floresta (CE) 0 x 1 Mirassol (SP)

30/01/2021 – Estádio Carlos de Alencar Pinto, Fortaleza

Floresta: Douglas, Lito (Ronaldo), Alisson, Willian, Joedson, Fabio, Marconi, Flávio Torres, Thalison (Italo), Andrey (René), Núbio Flavio (Luis Soares)
Técnico: Leston Júnior

Mirassol: Jefferson, Vinicius, Danilo, Heitor, Moraes (Oliveira), Daniel, Cassinho (Eduardo), Rafa (Alison), Fabricio (Lucas Silva), Netto, João Carlos (Felipe)
Técnico: Eduardo Baptista

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira, com informações dos perfis oficiais dos times, CBF e G1.
Foto: reprodução CBF TV/My Cujoo

Ivan Elias

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário