Solidariedade em campo na Copa Prefeitura Bahamas de Futebol

Competição convoca equipes para ajudar em ações de solidariedade

  A pandemia impediu que todos os eventos esportivos tradicionais de Juiz de Fora fossem realizados. No entanto, as equipes podem participar da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Solidário.

  Até 16 de dezembro, os jogadores, comissão técnica, torcedores das equipes da Copa JF de Futebol Amador, Prefeitura Bahamas de Futsal, 60+ de Fut7, Prefeitura Bahamas de Futebol Amador, União das Vilas Feminino e Masculino além do campeonato interno da Prefeitura foram convocados para se mobilizarem em prol de quem precisa.

  A tradicional doação de alimentos, que já era realizada nas inscrições, valerá pontos para as equipes. Tudo será entregue a instituições filantrópicas do município, escolhidas pela coordenação do evento. E também serão computadas doações de sangue feitas em nome da equipe na Hemominas em Juiz de Fora. 

  O resultado será divulgado assim que a contagem dos pontos dos alimentos e das doações de sangue for concluída. 

Participantes

Inscrições terminam em 16 de dezembro

Segundo a Secretaria de Esportes e Lazer (SEL), dez equipes já estão competindo no evento:

  1. Associação Atlética Ajax (Bela Aurora);
  2. Alpha Futebol Feminino (Centro);
  3. ABC Esporte Clube (Mariano Procópio);
  4. Associação Esportiva Uberabinha JF (Bairro Industrial);
  5. Bortezzine F.C (Mariano Procópio);
  6. São Bento FC (Retiro);
  7. São Cristóvão Futebol Clube (Santa Cândida);
  8. SEL Solidária (Santa Terezinha);
  9. Sempre Amigas Futebol Feminino (Sagrado Coração);
  10. Zé Irmão Futebol Clube – (Monte Castelo).

Quatro são de futebol feminino: Ajax, Alpha Futebol Feminino, Bortezzine e Sempre Amigas. E a Associação Atlética Uberabinha já contabiliza uma doação de sangue, realizada no dia 30 de novembro.

Doações bem-vindas

  A cada 15 minutos um paciente em Juiz de Fora e região precisa de transfusão de sangue para sobreviver, uma demanda que vem crescendo ano a ano. O problema é que o novo coronavírus também afastou as pessoas da Fundação Hemominas. 

A Regional da Hemocentro em Juiz de Fora atende a mais de 50 hospitais

  De acordo com a chefia da captação e cadastro de doadores de sangue e medula óssea do Hemocentro Regional, Lidiane Moura, a competição será uma grande aliada.

  “A campanha ‘Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Solidário’ é essencial, porque houve uma queda de até 50% no número de doações nos hemocentros do Brasil”.

  Os participantes devem entrar agendar as doações pelo site www.hemominas.mg.gov.br ou pelo MGapp. Confira os critérios para doação de sangue. A expectativa é de que a Copa Solidária seja o ponto de partida para que muitos retornem no futuro.

  “É mais uma ferramenta de conscientização sobre a doação de sangue, possibilitando a captação de novos doadores e a fidelização dos regulares, além de permitir a oportunidade de incentivar não somente os jogadores participantes da Copa, mas também seus familiares, amigos e vizinhos”, avaliou.

  O Hemocentro Regional de Juiz de Fora recebe demanda por doações de sangue e hemocomponentes de mais de 50 hospitais conveniados. Para a região, são disponibilizadas em média mais de 5 mil hemocomponentes por mês. 

Semear o bem

Registro de uma das edições anteriores da Copa de Futebol Amador 

  O gerente de marketing do Bahamas, João Paulo Rodrigues, explicou que a ideia do foco solidário sugeriu em uma reunião com representantes da SEL e da coordenação da competição.

  Ele disse que a expectativa é mobilizar o maior número de participantes para ajudar famílias que perderam uma fonte de sustento.

  “Vimos que a Copa gera muitos empregos diretos e indiretos e que muitas dessas pessoas estão passando um momento de dificuldades nessa pandemia. E ficaram esse período sem gerar renda para suas casas. A Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Solidário pretende fazer com que tenham um fim de ano melhor. Além de promover uma categoria voltada à doação de sangue, que vai beneficiar muita gente. Em 2020, o cunho é exclusivamente social e visamos ‘semear o bem sem olhar a quem’!”, resumiu.

  A secretária interina de Esportes e Lazer, Leila Machado, também está otimista sobre o formato deste ano.

  “Sempre tivemos muitas equipes participantes e sempre com este espírito de solidariedade. Continuar com um evento que envolva toda a comunidade neste período de pandemia, agregando valores sociais e de solidariedade, que sempre foram presentes nas edições anteriores, mantendo o foco de trabalho e participação em equipe e ajuda ao próximo!”, afirmou. 

Como participar

  Qualquer equipe que queira competir deve realizar primeiro a inscrição pelo site do evento.

Entrega das doações na SEL precisa ser agendada.

  Depois terá até 16 de dezembro para realizar a entrega das doações no Departamento de Organização, Promoção e Execução de Eventos de Esporte e Lazer (Dopeel) da SEL.

  O atendimento será de segunda a sexta, das 8h às 12h e de 14h às 17h. No entanto, é necessário agendamento pelo telefone 3690-7856 para evitar aglomeração.

  Os alimentos que podem ser doados e geram pontos são: arroz, feijão, macarrão, óleo e leite. Outros serão aceitos, mas não serão computados para a equipe.

  Cada quilo de alimento vale um ponto. Cada comprovante de doação de sangue à Fundação Hemominas vai representar 20 pontos a mais para as equipes.

  Em caso de dúvidas, as equipes podem entrar em contato pelo e-mail gesportelazer@pjf.mg.gov.br; do telefone 3690-7856 ou do whatsapp (32) 98839-8245.

Prêmios

  Podem ser feitas até duas premiações: uma para a equipe que atingir o maior número de pontos absolutos e outra para que realizar o maior número de doações de sangue, superando o mínimo de 20 em nome da equipe.

  Os ganhadores vão receber os troféus e também duas bolas de futebol adulto e um jogo de uniforme completo, com 20 camisas, 20 calções, 20 pares de meiões e dois uniformes completos para goleiros, nas cores da agremiação e com a logomarca dos patrocinadores.

 

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira com informações da Prefeitura de Juiz de Fora.

Fotos: Clarissa Ramos/Prefeitura; Carlos Mendonça/Prefeitura

Artes: Toque de Bola e Prefeitura de Juiz de Fora/Divulgação

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário