Motociclismo: um duro adeus a Tunico Maciel

Tunico Maciel, campeão motos Master no IOR 2019

  O mineiro Tunico Maciel morreu nesta segunda-feira, 9, em um hospital particular em São Luis (MA).

  Ele estava internado desde sábado, 7, quando sofreu um acidente gravíssimo no quilômetro 62, entre Bacabal e Barreirinhas, última especial do Rally dos Sertões 2020.

  Conforme o UOL Esporte, ele teve traumatismo cranioencefálico e não resistiu aos ferimentos. 

  O sepultamento está programado para a manhã da quarta-feira, dia 11, em Lavras.

  A equipe que ele defendia, a Honda Racing Brasil, destacou que “além de exemplo de pessoa, em função do carisma e de seu caráter, Tunico era um piloto extremamente habilidoso e dedicado” na nota de pesar publicada nesta segunda.

  Todos os perfis oficiais do Rally dos Sertões confirmaram o luto pela morte de Tunico Maciel e publicaram nota de pesar e uma homenagem em vídeo ao piloto que tentava o tricampeonato neste ano.

   Campeão do Ibitipoca Off Road

Print da postagem do Ibitipoca Off Road: Tunico é o atual campeão master

   Tunico é o atual campeão master do disputadíssimo Ibitipoca Off Road, promovido desde 1990 e que nos últimos anos tem reunido mais de 500 pilotos de moto em diversas categorias.

    Os organizadores  do “rallye de regularidade mais charmoso do Brasil”, Manoel e Thiago Resende, ficaram muito abalados com a despedida prematura do piloto, que era muito querido também fora da trilha por seu temperamento e sua atenção, além de ser inegavelmente um potencial candidato ao título em todas as competições que participa.

   Na inédita conquista do IOR 2019, ele se emocionou no pódio em entrevista ao repórter cinematográfico Marcelo Dias: “Gosto muito do Manoel, do Thiago, de você. Muita gente vê só a vitória, mas não vê o que a gente passa. Estou muito feliz e se Deus quiser em 2020 estou de  volta”, afirma, no vídeo postado nas redes oficiais do evento numa homenagem póstuma inicial.

  Engenheiro por formação, piloto por amor

  Antônio Luís Maciel Filho, o Tunico Maciel, nasceu em 17 de fevereiro de 1994 em Lavras, onde também morava. Aos 26 anos, era formado em engenharia agrícola, mas gostava mesmo era de disputar rally.

“Motociclismo é a minha vida, é o que eu amo fazer”. Era assim que começava o perfil do piloto na página oficial da equipe Honda Racing, que ele defendia há cinco anos. O mineiro dizia que fazer parte dela era o sonho de qualquer piloto.

  Tunico Maciel era apontado como um dos pilotos da nova geração do Rally Cross Country e do Enduro de Regularidade. Começou a andar de moto em 2008, chegou aos enduros de regularidades como amador em 2011.

  Em nove anos de carreira, sendo profissional desde 2015, venceu 21 competições. Entre elas, o bicampeonato do Rally dos Sertões, o Enduro da Independência, o Ipês Off Road, o Ibitipoca Off Road, Rally Cerapió/Piocerá.

  Ele também levantou cinco títulos brasileiros, era o atual bicampeão brasileiro de Rally Cross Country na classificação geral das motos e na categoria Moto 1 (antiga Super Production) e tinha dois títulos nacionais pela Production Aberta. Confira abaixo as principais conquistas de Tunico Maciel.

  Em junho de 2020, contou ao site Show Radical que planejava seguir competindo no rally no Brasil e no exterior. E tinha como meta representar a equipe no Rally Dakar.

Rally dos Sertões 2020

“A cruz sagrada seja a minha luz, não seja o dragão o meu dia guia. Retira-te satanás! Nunca me aconselhes coisas vãs, é mal o que tu me ofereces, beba tu mesmo do teu veneno!
Tudo pronto para largada do @sertoes2020. Conto com a torcida de todos! Obrigado a Deus pela oportunidade de estar fazendo o que mais amo e a meus patrocinadores, porque sem eles, nada disso seria possível”.

Última foto publicada por Tunico Maciel no Instagram, antes do Rally dos Sertões 2020.

Este foi o texto da última publicação no instagram de Tunico Maciel, no dia 30 de outubro, véspera de começar o Rally dos Sertões 2020. Em publicações anteriores, ele destacou que estava animado e preparado para a disputa.

  O objetivo do mineiro era lutar pelo tricampeonato. Ele venceu nas categorias Geral e Production Aberta em 2018 e em 2019, pilotando a CRF 450RX.

  Nos comentários, além do carinho dos fãs e admiradores, as bênçãos dos pais. “Deus e Nossa Senhora estarão ao seu lado meu filho de protegendo e te abençoando!!! Boa corrida!!! Te amo muito!!! Fica com Deus!!! Tudo dará certo!!!”, escreveu a mãe, Neila Maciel.

  Pouco abaixo, as palavras do pai, Antônio Luís Maciel. “Com certeza Deus e Nossa Senhora reconhecem seu trabalho e seu esforço, e vão estar sempre com vc te iluminando e te guiando por esses caminhos, Deus te abençoe meu guerreiro papai te ama demais”. 

  A prova começou em Mogi Guaçu no 31 de outubro, passou por Goiás, Distrito Federal e Tocantins, com chegada em Barreirinhas, no Maranhão após 4.426 quilômetros no total, cerca de 1.342 quilômetros de especiais.

Na sexta-feira, 6, Tunico Maciel conquistou o bicampeonato geral das motos no Brasileiro de Rally Cross Country e a taça da Moto 1.

  Na sexta-feira, 6, Tunico e a Honda Racing celebraram a conquista do bicampeonato geral das motos no Brasileiro de Rally Cross Country e a taça da categoria Moto 1. Os títulos vieram após o cancelamento, por mau tempo, da sexta etapa, que valia como decisão da modalidade na temporada 2020.

  Com estas conquistas garantidas, Tunico Maciel buscava a recuperação nas motos. Ele estava em segundo lugar, a 4’30” do líder Ricardo Martins. Com o cancelamento da sexta etapa, ele tinha que arriscar no último dia dos Sertões, quando estavam previstos 515 quilômetros, sendo 223 cronometrados, até a chegada em Barreirinhas.

  E ele deixou bem claro esse objetivo ao site oficial da Honda Racing, no dia 6: “Diminuir o número de trechos contra o relógio dificulta para eu buscar a diferença, mas enquanto houver corrida eu não desisto. Tudo pode acontecer até a linha de chegada, estou concentrado e preparado para fazer a minha parte”.

  De acordo com o Roteiro dos Sertões, a sétima etapa no sábado trazia desafios e dificuldades aos pilotos.

A organização do Sertões promete deixar a melhor especial para o final. Com prova na areia, a navegação fará toda a diferença. Após um começo travado em piçarras, o trecho fica arenoso à medida que cruza pequenos riachos, os quais estarão secos na época da prova. Após o abastecimento, praticamente na metade da especial, as dificuldades serão extremas por conta da areia e da parte final com navegação por GPS em dunas. Com muitos way points a serem cobertos, qualquer erro pode ser fatal. O final em Barreirinhas promete ser apoteótico, a imagem a ser gravada nas memórias dos participantes. Chegar ao final do Sertões 2020 já será uma grande vitória ”.

  A queda ocorreu no quilômetro 62 dos 223 de especial. O piloto Ricardo Martins foi o primeiro a chegar no local e acionou o resgate. A organização explicou como foi o socorro e atendimento em nota oficial

Local de difícil acesso, devido a alta vegetação. Precisou de um deslocamento de caminhonete de aproximadamente 500m; contou com auxílio da equipe técnica. Submetido a exames clínicos no local, seguido de intubação para proteção da via aérea. Atendimento total de 10 min, com posterior deslocamento aéreo de 37 min até o aeroporto internacional de São Luís.

Ambulância já aguardava na pista, sendo encaminhado para o hospital UDI São Luis. Permaneceu hemodinamicamente estável durante todo o deslocamento, até ser admitido no Hospital. Mais informações, aguardando boletim hospitalar.

  A pedido de todos os participantes, a etapa foi encerrada.

Principais Conquistas de Tunico Maciel

Publicação do Rallye dos Sertões

2020

Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country – Geral

Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country – Moto 1 (Super Production)

 

2019

Sertões Series – Geral

Rally dos Sertões – Geral

Postagem da Honda Racing, a equipe de Tunico

Rally dos Sertões – Production Aberta

Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country – Geral

Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country – Production Aberta

Ibitipoca Off Road – Master

Rally Cerapió/Piocerá – Master

 

2018

Publicação conjunta da coordenação do Independência Off Road e Ipês Off Road

Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country – Production Aberta

Rally Cerapió/Piocerá – Master

Rally dos Sertões – Geral

Rally dos Sertões – Production Aberta

Enduro dos Ipês Off Road – Master

Rally RN 1500 – Production Aberta

 

2017

 

Rally Rota SC – Geral

Rally Rota SC – Production Aberta

Rally Cerapió/Piocerá – Master

Rally RN 1500 – Geral

Rally RN 1500 – Production Aberta

 

2012

Enduro da Independência – Sênior

 

Texto: Toque de Bola – Roberta Oliveira com informações da UOL, ge.globo, Honda Racing Rally, Show Radical, perfis oficiais de Tunico Maciel, Rally dos Sertões, páginas oficiais do Ibitipoca Off Road, Enduro da Independência e Ipês Off Road, colaborou Ivan Elias – Toque de Bola

Fotos: Doni Castillo/Mundo Press; Toque de Bola/Misto Quente Comunicação com edição de Pedro Sarmento

Artes: Toque de Bola e Misto Quente Comunicação

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário