Baeta tenta começar um novo momento em Brasília!

 

Brasiliense x Tupynambás Série D 2020 primeira fase. Arte: Toque de Bola

Começa neste domingo, dia 25, às 15h, uma sequência de dois jogos do Tupynambás no Distrito Federal, e o que desejam os alvirrubros é que a ida à região da capital do Brasil marque também um novo momento para o Baeta na Série D do Campeonato Brasileiro.

  Buscando deixar para trás uma sequência de seis jogos sem vencer, o Leão do Poço Rico joga neste domingo contra o vice-líder Brasiliense, na Boca do Jacaré.

  Já no dia 31 de outubro, o adversário é o Gama, no Bezerrão. Já vendo o G4 se distanciar, o Baeta quer duas vitórias para voltar a figurar nas primeiras colocações.

  Você acompanha Brasiliense x Tupynambás com o Toque, através das nossas redes sociais: @toquedebolajf no Twitter e no Instagram, além do perfil Portal de Notícias – Toque de Bola no Facebook.   
 
  Na abertura da rodada, neste sábado, os resultados foram: Gama 6×1 Palmas e Caldense 1×0 Bahia de Feira de Santana. Nesta segunda-feira o outro jogo da chave será entre Atlético- BA e Villa Nova, às 16h. O time juiz-forano está na sexta colocação. Os quatro primeiros de cada grupo avançam na competição.

Mudança de atitude

Guiba conversa com trio de arbitragem no jogo entre Baeta e Atlético Alagoinhas- BA

Para que a vitória volte a sorrir para seu time, o técnico do Baeta, Guiba, prega uma nova atitude. “Conversei bastante com os atletas. Disse a eles que, se pretendemos alguma coisa, temos que mudar. Já são oito rodadas, e seis jogos sem vitória. Então, temos que alterar, principalmente de atitude”, identifica.

  Para o comandante do Leão do Poço Rico, é possível vencer o Brasiliense, mesmo na casa do adversário. “Jogamos contra eles aqui, sabemos que é uma boa equipe, mas que temos condições de vencê-los. Como demonstramos no primeiro tempo do jogo em Juiz de Fora, não jogando tão bem e fazendo 1 a 0 contra eles. Por isso, com todo o respeito que nós temos aos adversários, com equilíbrio, somos capazes de vencer lá”, acredita Guiba, citando a derrota de virada do Baeta para o Jacaré no primeiro turno do Grupo A6 da Série D

Ausências e retorno

  Para a partida contra o Brasiliense, Guiba ainda não poderá contar com os três titulares que estavam com testes positivos de covid-19: o zagueiro Adriano Seixas, o lateral-direito Paulo Vitor e o volante Guilherme. Eles estão liberados pelo protocolo da CBF mas, devido ao tempo ausentes dos treinos, não devem ficar à disposição.

  Já o atacante Nunes, que desfalcou o time nas partidas contra o Atlético de Alagoinhas por uma contusão muscular, retorna e deve ser titular em Brasília. A disputa para ver quem deixa o time fica entre Wellington Batista e Felipe Linhares. 

O Jacaré

  Embalado pela vitória sobre o Villa Nova, por 2 a 1, na última quinta, dia 22, o Brasiliense encara no retorno para casa uma viagem semelhante à do Baeta, já que parte de Minas e vai para Brasília. O Jacaré, que emendou quatro triunfos seguidos, é o atual vice-líder e quer a vitória para continuar na cola do arquirrival Gama.

    Para a partida contra o Baeta, o técnico do Brasiliense, Edson de Souza, terá um retorno no meio. O volante Bruno Lima, suspenso diante do Villa Nova, está novamente à disposição do treinador. Ele deve voltar na vaga ocupada por Radamés na última quinta.

Brasiliense x Tupynambás

Boca do Jacaré – 15h 

Árbitro: Dagoberto Silva Modesto. Assistentes: Lehi Sousa Silva e Marconi de Souza Gonçalo

Brasiliense: Fernando Henrique; Diogo, Badhuga, Keynan, Peu, Radamés, Balotelli, Luquinhas, Maicon Assis, Romarinho, Zé Love. Técnico: Edson de Souza

Tupynambás: Arthur, Lucas, Guilherme França, Marcos Alemão e Adriano Silva; Albert, Vinicius Leonel e Wellington Batista; Marcos Nunes, Ygor e Fabinho Alves. Técnico: Guiba

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Artes: Toque de Bola

 

Deixe seu comentário