Fazendo testes, Tupi empata com o Nacional em Muriaé!

Tupi empatou em Muriaé. Foto: Linecker Mauler/Tupi FC

  Em dia de muitos testes, o Tupi foi a Muriaé para encarar o Nacional no primeiro jogo-treino sob o comando de Roberval Davino e saiu com o empate em 1 a 1.

  O gol do Carijó neste sábado, dia 26, foi marcado pelo atacante Léo Coca, de pênalti, aos 12 minutos da primeira etapa. O atacante Vitinho empatou para o Nacional de Muriaé já no fim do segundo tempo.

Escalações iniciais

  O Carijó começou a partida no esquema 4-4-2 com João Lucas; Thainler, Thiago Moura, Matheus Mega e Anderson; Rafinha, Mandi, Regino e Daniel; Davy e Léo Coca.

  Já o Nacional iniciou com Leandrão; João Bruno, Elder, Douglas Alemão, Jhonathan Moc; Rodrigo Paulista, Léo Índio, João Willian; João Pedro, Matheus Santos e Pedrinho.

Primeiro tempo

  Logo aos 12 minutos, a arbitragem assinalou pênalti para o Tupi. Léo Coca cobrou e abriu o marcador. Após o gol, o jogo ficou equilibrado em Muriaé, mas sem grandes chances para o Tupi ampliar ou o Nacional empatar a partida.

Foram 2 paradas para hidratação. Foto: Linecker Mauler/Tupi FC

  Ainda no fim da primeira etapa, Regino deu uma entrada dura em João Willian no meio-campo e recebeu o cartão amarelo. Foi o ato final da metade inicial da atividade.

Segundo tempo

  A etapa final começou com muitas mudanças nas duas equipes. No Carijó, deixaram o campo Regino, Luciano Mandi e Davy para a entrada de Júlio, João Marcos e Renan Amorim – recém-chegado em Santa Terezinha – nas respectivas vagas.

  Os donos da casa entraram com uma equipe quase toda alternativa: Lucas Fritz, Ian Barreto, Thiago Duchatsch, João Bruno e Jhonathan Moc; Guilherme Borges, Felipinho e Yan; Vitinho, Bruninho e Douglas.

  Descansados, os atletas de ambas as equipes mantiveram o ritmo do primeiro tempo, apesar do forte sol no Estádio Soares Azevedo. Aos 6 minutos, Roberval Davino fez mais testes. Thainler deu lugar a Léo Dantas, que assumiu a lateral-esquerda no lugar de Anderson, movido para a lateral direita.

Testando

  Após a parada para hidratação, Matheus Mega e Thiago deram lugar a Emerson e Douglas na dupla de zaga e Pedro Alvim assumiu a meta Carijó na vaga de João Lucas. Procurando rodar todos os atletas do grupo, o treinador ainda colocou Kassinho em campo na vaga de Júlio.

Davino testou variações. Foto: Linecker Mauler/Tupi FC

  Já no fim da atividade, o Nacional empatou a partida com o meia-atacante Vitinho e deu números finais ao jogo-treino.

Variações

  Com um alto número de substituições e alterações táticas no segundo tempo, Roberval pode analisar quase todo o elenco em campo e em diversas posições diferentes. Anderson Pará, que começou na lateral-esquerda, atuou também na lateral direita e no ataque, por exemplo.

  Mesmo após terem sido substituídos, Júlio e Regino voltaram no fim da partida, o que fez o Tupi adotar um esquema com cinco meias e apenas um atacante: Renan Amorim.

Sequência

  O Tupi volta para Juiz de Fora e segue a preparação para o Módulo 2. As rodadas finais da primeira fase estão marcadas para os dias 10, 17, 21, 24, e 31 de outubro.

  O primeiro compromisso do Tupi será pela sétima rodada  contra o Democrata de Governador Valadares, em partida programada para domingo, dia 11 de outubro, às 10h30, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. O Carijó é o atual nono colocado, a dois pontos da zona de rebaixamento e a quatro da faixa de classificação para o quadrangular final do Módulo 2.

Texto: Toque de Bola – Pedro Sarmento com supervisão de Wallace Mattos

Foto de capa: divulgação/NAC

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário