Com emoção! Baeta vira e estreia com vitória na Série D!

Ambos os times sofreram com o calor e a seca

  Com uma virada emocionante nos últimos minutos, o Tupynambás bateu o Bahia de Feira, por 2 a 1, neste sábado, na abertura da Série D do Campeonato Brasileiro 2020.

  Todos os gols da partida saíram no segundo tempo. O meia Jaildo abriu o placar para o Bahia de Feira, três minutos após o intervalo. Já a virada do Leão do Poço Rico veio com o atacante Fabinho, aos 44, e o centroavante Marcus Vinícius, nos acréscimos, aos 47. Na segunda rodada da Série D, o Baeta enfrenta o Palmas, sábado, dia 26, às 18h, na capital do Tocantins.

  Confira a cobertura do jogo, gols e comentários nas nossas redes sociais: @toquedebolajf no Twitter e Instagram, e Facebook Portal de Notícias – Toque de Bola.

Início lento  

  Ambos os times sofreram com o calor e a baixa umidade do fim da tarde de sábado em Juiz de Fora. Estreando em uma competição nacional pela primeira vez em seus mais de 109 anos, o Baeta começou o jogo partindo para cima. Os visitantes tentavam na velocidade com o atacante Léo Porto. Embora com muito ímpeto, nenhum dos times criou chances claras de gol.

Alemão se contundiu no fim do primeiro tempo

  Aos 42 minutos, Fabinho teve a melhor oportunidade do primeiro tempo. O atacante recebeu bola por elevação de Ygor, mas chutou na rede pelo lado de fora. Faltando um minuto para terminar a etapa, o Leão perdeu o zagueiro Marcos Alemão, contundido, dando lugar a Gustavo. E o placar ficou mesmo no 0 a 0 até o intervalo.

Gol e pressão

  Na volta dos vestiários, os visitantes pressionaram e conseguiram sair na frente. Jaildo recebeu na esquerda e mandou chute seco da intermediária. A bola quicou logo à frente da pequena área, acertou um montinho artilheiro, enganou Arthur Conceição, bateu no travessão e morreu no fundo do gol do Baeta, inaugurando o marcador para o Bahia de Feira.

  Atrás, o Tupynambás partiu pra tentar o empate. Aos 20 minutos, Fabinho achou Marcus Vinícius, que entrara no segundo tempo, na pequena área. Ele tocou, e Marcão fez grande defesa. Na sobra, Ygor foi travado pela zaga ainda na área do Bahia de Feira.

Virada no fim

Marcus Vinicius toca para dar a vitória ao Baeta

  A pressão aumentou aos 26 minutos, quando Vinícius Leonel, em seu primeiro toque na bola após entrar em campo, chutou de fora da área e a zaga salvou com o goleiro do Bahia de Feira, Marcão, já batido. Já os baianos eram perigosos nas saídas em velocidade. Assim, aos 42, Léo Porto saiu na cara de Arthur Conceição, mas bateu em cima do arqueiro do Baeta.

  A virada juiz-forana começou a ser construída aos 44 minutos do segundo tempo, quando Fabinho meteu a cabeça em cruzamento da esquerda de Vinícius Leonel, encobrindo Marcão. Marcus Vinícius completou a vitória aos 47, escorando na pequena área bola rasteira vinda do toque de Ygor, colocando o placar em 2 a 1 para o Baeta.    

Tupynambás 2 x 1 Bahia de Feira

Gols: Jaildo, Bahia de Feira (aos 3 minutos do 2T); Fabinho (aos 44 minutos do 2T) e Marcus Vinícius (aos 47 minutos do 2T), Tupynambás

Tupynambás

1 – Arthur Conceição

2 – Paulo Victor

3 – Adriano Seixas

14 – Marcos Alemão (4 – Gustavo)

Jogadores comemoram após a vitória na estreia

6 – Adriano Rafael (20 – Diego)

5 – Guilherme

7 – Albert (16 – Vinícius Leonel)

9 – Ygor

10 – Linhares (13 – Wellington Batista)

8 – Nunes (18 – Marcus Vinícius)

15 – Fabinho

Técnico: Guiba

Bahia de Feira

1 – Marcão

21 – Ceará

13 – Emilio (15 – Murilo)

3 – Menezes

17 – Cazumba

6 – Jaildo

19 – Capone

8 – Jarbas

18 – Neguinho (10 – Jeferson)

14 – Léo Porto (20 – Ebinho)

16 – Kel Baiano (9 – Danilo)

Técnico: Quintino Barbosa

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Facebook Tupynambás FC; e Toque de Bola

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário