Especial: Chicão Serdeira e os 40 anos de ciclismo

Copa América em Interlagos São Paulo

Este “Com a Palavra” é um pouco diferente do habitual. Resgata parte da memória do ciclismo de Juiz de Fora a partir de texto, em forma de depoimento, e de fotos enviadas do  arquivo de José Francisco Silva Serdeira.

  A convite do Portal Toque de Bola, aos 56 anos, Chicão, como é mais conhecido, faz um relato de competições que chegam a 40 anos da modalidade que continua praticando até hoje.

  E as cenas são variadas. Registram desde Jogos Regionais pelo Granbery e equipe de ciclismo do Tupi à pista de  Interlagos, ainda muito viva na memória deste “pedal”.

  Chicão faz questão também de deixar documentados, no texto e em algumas fotos, nomes de atletas, amigos e referências do esporte e da vida.

  É tesoureiro da Santa Casa de Misericórdia, que este mês (agosto) completa 166 anos e também se orgulha de alinhar hoje na estrutura da entidade-referência.

  Fala, Chicão! (algumas legendas das  fotos são descritas pelo próprio entrevistado)

“São 40 anos de ciclismo…

Muitas conquistas esportivas. Pódios, disputas emocionantes, campeonatos regionais, estaduais, brasileiros. Competindo com os melhores do Brasil, acreditando sempre em um pódio.

Em 2011 fui quinto lugar no Brasileiro Master. Muito bom!

Nas conquistas sociais posso dizer que trouxemos a evidencia do ciclismo entre 1984 a 1987 com nossos campeonatos regionais, Juiz de Fora foi palco de grandes provas como a Copa Juiz de Fora de ciclismo, apoio total da Prefeitura, premiação no Pró Musica a cada final de ano, provas narradas pelo nosso inesquecível Radialista Mário Heleno, entrevistas com o fera Rogério Correia e, naturalmente, você (Ivan Elias) que nos levou com o (Sérgio) Schmidt e Gilmar Quaresma, para o Panatlhon Club, onde fiquei um exercício.

Tivemos ainda um Campeonato Mineiro com meu saudoso Cleber Guedes ganhando a prova de circuito, Avenida Rio Branco, categoria Elite e eu em 12º lugar. Muito bom!

Tivemos ainda uma etapa de Contra-relógio individual com largada e chegada no Mirante  e uma etapa de estrada de 120 km até Santos Dumont com chegada também  no Mirante.

Estes fatos uniram muitas atletas de varias cidades com premiações muito boas para a época, inclusive em dinheiro. E nós tínhamos o Clube do Pedal em Juiz de Fora presidido pelo nosso amigo Fernando Cigani Lima, que trazia grande credibilidade e retorno para o esporte. Nos reuníamos quinzenalmente.

Alinhados a tudo isso, contávamos sempre com o patrocínio do Bellini Bicicletas, Fantástico Sérgio Bellini, que agradeço mais uma vez em nome de todos os atletas.

Fui também, nesta linha social, representante da Federação Mineira de Ciclismo, onde pudemos alinhar outras provas para Juiz de Fora.

Agradecer aos que em tempos mais recentes, ou anteriores aos descritos que fizeram ou agregaram destacando-se a nossa cidade e aos atletas que já levaram seus nomes aos muitos pódios.

Entre eles: Dilermando Menegatti, Carlo Alberto Damiance, João Schueri, João Zarantonelli, Paulo Candido, o Beiçola, Pedro Caruso e suas frutas e líquidos, patrocinando muitas provas, Paulo Correia.

Fazem parte da minha vida, representam momentos diferentes, é como estar crescendo e vendo um filme passar, chego a me emocionar.

Obrigado por este momento.

O ciclismo e minhas  histórias são como meus 23 anos dedicados à Santa Casa, esta Instituição incrível a qual faço parte dos seus 166 anos. Me fizeram muito bem.

Consegui fazer parte da história de minha cidade através do esporte.

Lembramos da Volta Internacional do Brasil, com etapa passando por Juiz de Fora em 1987, prova noturna, na Avenida Rio Branco. Sérgio Mota , atleta local, que junto com Paulo Roberto Correa, meus mentores no ciclismo, me ensinaram o caminho para tão brilhante esporte.

Seguiram ainda nomes como Wolney Moraes, Renato Campos, Renato Xavier

E muitos outros que aqui serão lembrados por todos.

Cidades que apoiaram sempre: Rio de Janeiro, Petrópolis, Valença, Volta Redonda, Belo Horizonte. Muriaé e alguns atletas do Vale do Paraíba. Muito show.”

(galeria de fotos – clique sobre a imagem que deseja ampliar)

Depoimento de Francisco Serdeira

Edição: Ivan Elias – Toque de Bola

Fotos: a partir de arquivo pessoal (tratamento Toque de Bola e Misto Quente Comunicação)

Deixe um comentário