Série A: tabela de 10 rodadas e polêmica da telinha

CBF, comandada por Rogério Caboclo, divulgou a tabela na manhã desta quarta. Foto: Divulgação/CBF

  Após quatro meses, o Campeonato Brasileiro já tem data, local e horário dos jogos das dez primeiras rodadas.

  A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quarta, dia 22, a tabela detalhada da Série A 2020 com início nos dias 8 e 9 de agosto, conforme decisão conjunta da entidade e dos clubes participantes.

  Assim como foi definido no Conselho Técnico, realizado no dia 27 de fevereiro, a ordem dos confrontos para cada time foi mantida.

Pontos debatidos

  Segundo a nota emitida pela Diretoria de Competições da CBF, os confrontos das dez primeiras jornadas de cada equipe foram desmembrados e, após revisão para ajustar a competição às medidas de segurança impostas pela pandemia, o Brasileiro tem previsão de encerramento em fevereiro de 2021.

  As cidades e estádios definidos são usualmente os utilizados pelos clubes mandantes das partidas. Em reunião conjunta com a CBF, as vinte agremiações concordaram em jogar fora de suas cidades ou estados, caso isso seja necessário, em razão de restrições sanitárias ainda vigentes por conta da pandemia.

Os destaques

Atual campeão, Flamengo recebe o Atlético-MG no Maracanã. Foto: André Durão/Flamengo

  A primeira partida do campeonato será disputada no sábado, dia 8, entre Fortaleza e Athletico, às 19h, na Arena Castelão. Ainda no sábado, às 19h30, o Coritiba recebe o Internacional no Couto Pereira e o Sport encara o Ceará na Ilha do Retiro às 21h30.

  Atual campeão, o Flamengo terá o novo Atlético-MG, de Jorge Sampaoli. A bola rola no domingo, dia 9, às 16h, no Maracanã. No mesmo dia e horário, na Vila Belmiro, uma das novidades da temporada: o campeão da Série B, Red Bull Bragantino, visita o Santos.
   Palmeiras e Vasco fecham a primeira rodada ainda no domingo, às 19h45, no Allianz Parque, em jogo que promete ser quente nos bastidores.

Confira a tabela detalhada

Transmissão

  A definição da transmissão dos jogos segue, segundo a CBF, “o ordenamento legal vigente no país, em decorrência da Medida Provisória 984/2020, que concede ao clube mandante os direitos de transmissão das partidas.  A CBF não é signatária dos contratos individuais entre clubes e emissoras, cabendo à entidade o estrito cumprimento das determinações legais em vigor”.

  A Rede Globo, dona dos direitos de transmissão da competição, emitiu uma nota oficial sobre o posicionamento da entidade máxima do futebol brasileiro.

   Segundo a emissora, a tabela prevê transmissões na TV fechada pelo canal TNT, da empresa americana Turner, que não poderiam ser exibidos até a publicação da MP 984.

  Nesse caso, logo na primeira rodada, está prevista a transmissão de Palmeiras e Vasco. O jogo não seria transmitido na TV fechada, pois o alviverde assinou contrato com a Turner, enquanto o cruzmaltino está vinculado à Globo.

  No total, 13 jogos nas dez rodadas iniciais, que não teriam transmissão na fechada, foram afetados pela MP 984.

RB Bragantino visita o Santos na Vila na primeira rodada. Foto: Divulgação/Bragantino

  Com isso, a Globo promete tomar medidas legais para impedir as transmissões de partidas que não poderiam ser exibidas pela Turner. A emissora também espera que a Turner não transmita os jogos, apesar da legislação provisória.

Leia abaixo o posicionamento da Globo na íntegra:

“A Globo reitera seu entendimento de que a medida provisória 984, ainda que seja aprovada pelo Congresso Nacional, não modifica contratos já assinados, que são negócios jurídicos perfeitos, protegidos pela Constituição Federal.

No caso do Campeonato Brasileiro, a Globo é detentora dos direitos exclusivos de transmissão de todos os jogos dos clubes participantes da Série A do Campeonato Brasileiro 2020, em todas as mídias, e vem pagando por isso, com exceção dos jogos do Bragantino e, apenas na TV por assinatura, dos clubes que firmaram contrato com a Turner: Santos, Bahia, Ceará, Fortaleza, Coritiba, Internacional, Palmeiras e Athletico Paranaense (em relação a este último, a Globo também não detém os direitos de PPV).

Por isso, a Globo enviou notificação ao Bragantino e à Turner, com cópia para os clubes que têm contrato com aquela empresa e para a CBF, deixando claro que está pronta para tomar medidas legais cabíveis para proteção de seus direitos exclusivos, caso haja tentativa de violá-los com a transmissão de jogos de clubes que negociaram seus direitos com a empresa, ainda que na condição de visitantes. Da mesma maneira, a Globo respeitará os contratos firmados e não exibirá jogos na TV por assinatura em que os clubes que assinaram a Turner sejam visitantes, ainda que os mandantes sejam clubes que têm contrato com a Globo para a mesma plataforma. E também não exibirá jogos do Bragantino.

A Globo confia em que a Turner, integrante de um grupo econômico com larga experiência na produção e exibição de conteúdos audiovisuais, protegidos pelo direito autoral, não desejará associar seu nome e reputação à violação desses mesmos direitos. Como parceira e incentivadora do futebol brasileiro há muitas décadas, acreditamos que o futebol só será capaz de vencer seus desafios com planejamento e segurança jurídica para aqueles que investem altas quantias nesse negócio tão importante para o Brasil e para os brasileiros”.

Texto: Toque de Bola – Pedro Sarmento, com informações da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e supervisão Ivan Elias 

Deixe um comentário