O Tupynambás foi parar no campo do adversário!

Prefeitura de Pouso Alegre vetou o Manduzão

 

 Parece um filme de suspense que tem um final, mas o final nunca é o que parece.

  Trata-se da definição do local do jogo entre Tupynambás e Caldense, domingo, dia 26, com mando de campo da equipe juiz-forana que, no entanto, não pode treinar ou jogar na cidade sede por conta das restrições impostas pelas autoridades, relativas à pandemia.

Além de não ter concordado em momento algum com o retorno do Campeonato Mineiro da forma como tudo ocorreu, virou  mais um problema para sua já cheia lista de preocupações o local do confronto previsto para o domingo, às 16h.

  Depois de sair de Juiz de Fora para treinar, ter a confirmação de que o Estádio Municipal Radialista Mário Helênio não poderia sediar o jogo contra a Veterana e o Leão do Poço Rico tentar alternativas como jogar em Muriaé e Tombos, além de Varginha, o Manduzão, em Pouso Alegre, foi apontado como sede da partida.

  Mas, como o Toque antecipou nas redes sociais na segunda, dia 20, nesta terça, dia 21, de forma oficial, a Prefeitura da cidade do Sul de Minas, através de decreto, impediu a realização do confronto no município.

  Na tarde desta terça, a entidade alterou em seu site oficial o local para Poços de Caldas, justamente a cidade do adversário do Baeta.

  Veja a nova alteração no mando de campo e os argumentos utilizados em nota oficial.

Arena do Jacaré é alternativa para FMF

Restam dois  

  De acordo com o vice-presidente do Tupynambás, Claudio Dias, antes da nova sede ter sido divulgada, como não há torcida, até mesmo a possibilidade de realizar o jogo na casa do adversário foi ventilada. Sem Pouso Alegre, outros dois estádio surgiam como principais possibilidades: a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas; e a Arena do Calçado, em Nova Serrana.

  “Tentamos Muriaé, Varginha e Tombos. Verificamos Poços de Caldas também. Sem as respostas positivas, Pouso Alegre era nossa última opção. Agora, deve ficar para a Federação Mineira definir. No que depender deles, deve ser em Sete Lagoas ou Nova Serrana”, explicava Dias, antes da informação que o mando de campo se transformou em partida no campo do adversário.

Arena do Calçado também pode sediar o jogo

Em Xerém   

  O elenco do Leão do Poço Rico segue em treinamento em Xerém, na Baixada Fluminense. Após a detecção de quatro casos de covid-19 na delegação alvirrubra na última semana, cinco atletas foram afastados.

  Quem permanece na concentração do Baeta vai ser reavaliado pela parceria da área médica do DSG Sports Group. Ao lado dos parceiros, a diretoria do Tupynambás busca substitutos principalmente para o atacante Ademilson, o volante Léo Franco e o lateral-esquerdo Gustavo, potenciais titulares do Leão do Poço Rico e que tiveram que deixar a delegação.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos e Ivan Elias

Fotos: divulgação/Prefeitura de Pouso Alegre; e ogol.com.br

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário