Carioca: volta deve parar no tapetão!

Crivella deu sinal verde para a volta do Carioca

  Nesta terça, dia 16, os clubes cariocas receberam liberação da Prefeitura do Rio de Janeiro para o retorno do Campeonato Carioca, em coletiva realizada no início da tarde desta terça, dia 16, com o prefeito Marcelo Crivella.
  O Executivo carioca confirmou a segunda fase de flexibilização da cidade a partir desta quarta, dia 17, quando competições esportivas sem a presença de público serão autorizadas.

  Também nesta quarta, uma reunião entre as autoridades municipais, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e representantes dos clubes deve bater o martelo quanto às datas do retorno.
  Por enquanto, vale o que a entidade máxima do futebol carioca divulgou na manhã desta terça: “assim que (a autorização) acontecer a Taça Rio será retomada no dia seguinte”, diz a nota divulgada. Assim, no dia 18, haveria o primeiro jogo: Flamengo x Bangu, no Maracanã.

Representantes de clubes reunidos na Ferj em janeiro

Flu e Bota na Justiça  

  A nota da Ferj saiu do Conselho Arbitral, realizado de maneira virtual, iniciado na segunda, dia 15, que teve a duração de mais de oito horas (entrou na madrugada depois de um intervalo) sem chegar a uma unanimidade e será retomando na noite desta terça, às 20h.
  Fluminense e Botafogo, que estavam irredutíveis quanto ao retorno do Estadual, cederam por conta da vontade da maioria dos clubes e aceitaram a volta. Mas não concordam com as datas para as quais foram marcados seus próximos confrontos do Campeonato Carioca.

Os presidentes do Flu, Mário Bittencourt, e do Bota, Nelson Mufarrej, deram declarações de que não aceitarão que seus clubes sejam prejudicados, pedindo pelo menos 15 dias de treinos antes de entrar em campo.
  Ambos os times ainda não voltaram às atividades presenciais e realizam ainda exames para viabilizarem este retorno, entendendo não ser possível entrar em campo em prazo tão curto. Para garantir o direto das agremiações, as diretorias botafoguense e tricolor devem buscar a Justiça.

Bittencourt não concorda com data da volta do Flu

Sem time

  Caso optem por não entrarem em campo na volta do Carioca, Fluminense e Botafogo estarão sujeitos à punições financeiras e rebaixamento, de acordo com o parágrafo segundo do artigo nono do Regulamento Geral de Competições da Ferj: “A associação que pelo descumprimento do disposto no caput, desistir ou abandonar o campeonato estadual da categoria de profissionais será penalizada com multa e rebaixamento para a categoria, divisão ou série imediatamente inferior, no ano seguinte, em se tratando das Séries A e B, ou ficará impedida de participar no ano seguinte, em se tratando de associações da Série C.”

  Já o Macaé, que tem jogo previsto contra o Vasco para o dia 21 de junho, terá que correr contra o tempo para colocar um time em campo. Sem nenhum atleta com contrato regular na Ferj, os macaenses terão que se valer das clausulas de flexibilização do uso de atletas amadores e de novas inscrições na Taça Rio para poder formar uma nova equipe visando as duas rodadas finais do turno. O esperanças dos dirigentes da Federação é chegar a consensos na noite desta terça ou, no mais tardar, na reunião de quarte com as autoridades municipais do Rio. 

Mufarrej, do Bota, vai pelo mesmo caminho do Flu

Confira a íntegra da nota divulgada pela Ferj:

No Conselho Arbitral realizado virtualmente nesta segunda-feira (15/06), a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e os clubes que disputam a Série A do Campeonato Carioca de 2020 debateram assuntos pertinentes ao retorno da competição.

O presidente da FERJ, Dr.Rubens Lopes, reafirmou que não abre mão dos pilares preservação da saúde individual e coletiva e contribuir ao combate à disseminação da COVID-19; obediência às determinações das autoridades; e observância do Protocolo rigoroso e técnico com bases científicas.

Todos os presentes debateram, democraticamente, as sugestões das datas de reinício da Taça Rio, a ser iniciada após aval oficial do governo. Caso este não venha até o dia 17, assim que acontecer a Taça Rio será retomada no dia seguinte. A sugestão de datas foi aprovada pela maioria.

Dia 18 – Bangu x Flamengo

Dia 19 – Portuguesa x Boavista

Dia 21 – Vasco x Macaé; Madureira x Resende

Dia 22 – Fluminense x Volta Redonda; Botafogo x Cabofriense

Protocolo da Ferj já vem sendo colocado em prática

Após a discussão, os clubes decidiram continuar nesta terça-feira, às 20h, o Conselho Arbitral.

No decorrer da reunião, os clubes aprovaram também o atestado de saúde, alteração para 5 substituições com três paralisações na partida, a flexibilização para utilização de jogadores não profissionais, revisão da inscrição de atletas para a Taça Rio e voltarão a debater ainda o destino de uma vaga na Copa do Brasil.

Abaixo os temas do edital

1 – Atestado de saúde da delegação dos clubes (passaporte) estabelecido no protocolo Jogo
Seguro (fase 2): modelo, conteúdo e responsabilidade;

2 – Torneio Extra (§ 2º do art. 50 do REC);

3 – Substituições;

4 – Quantidade de atletas não profissionais;

5 – Inscrição e Registro (art. 21 e 36 do REC);

6 – Inscrição e Registro de atletas por associação diferente da que tenha jogado no mesmo campeonato;

7 – Assuntos pertinentes à conclusão do grupo Z;

8 – Outros assuntos pertinentes às partidas complementares do Campeonato Carioca passíveis de discussão por decisão preliminar favorável da maioria.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos com informações da Agência Ferj, dos sites oficiais dos clubes, do Lance! e do Globoesporte.com

Fotos: Facebook Prefeitura do Rio; divulgação Ferj; Mailson Santana/Fluminense FC; e Vitor Silva/Botafogo 

Arte da imagem destacada: Toque de Bola

Deixe um comentário