Mineiro: Baeta nas “cordas” e Cruzeiro fora do G-4

Em JF, Baeta foi goleado pelo Patrocinense

  Apatia. Desoganização. Goleada. O sábado, dia 7, do Tupynambás foi mais um dia para esquecer em 2020.

  A derrota por 4 a 0 para o Patrocinense no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio agravou ainda mais a situação do Baeta dentro do Módulo I do Campeonato Mineiro.

Segue vivo… e na torcida!

  Ainda assim, o Leão do Poço Rico segue vivo na briga contra o rebaixamento. Assim como o alvirrubro, Villa Nova e Coimbra, adversários diretos, também foram derrotados na rodada.

Clique para ampliar

  Esse contexto faz com que o Baeta, caso vença a URT fora de casa na próxima rodada, tenha que torcer contra Villa e Coimbra, que encararam Atlético e Cruzeiro, respectivamente. Nesse cenário, o Tupynambás pode deixar o Z-2 já neste fim de semana.

Matemática contra a queda

  Atualmente, as chances de rebaixamento do Tupynambás são de 88%, de acordo com o Departamento de Matemática (Depmat) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

  Logo após o Baeta vem o Coimbra, com 66,3%, e o Villa Nova, com 40,1%. Com exceção do Boa Esporte, que tem 5,4% de chance de queda, todas as outras equipes possuem menos de 0,1% de estar no Módulo II em 2021.

Clique para ampliar

  Ainda segundo o Departamento de Matemática da UFMG, com a derrota para o CAP, o Tupynambás não tem mais chances de se classificar para as semifinais do Estadual.

  Além da tabela menos complicada, o Baeta tem a vantagem de que Coimbra e Villa Nova se enfrentam na última rodada, no dia 1º de abril.

Clássico

  No sábado, dia 7, além do confronto entre Tupynambás e Patrocinense, Cruzeiro e Atlético se enfrentaram no primeiro clássico da temporada 2020. O confronto pode ser o único desta ano, caso os times não se enfrentem no mata-mata do Mineiro.

Otero extravasa a emoção ao marcar no fim

  Em campo, o Alvinegro venceu a Raposa por 2 a 1 no Mineirão. Depois de sair na frente com um gola de calcanhar em cobrança de escanteio do zagueiro Igor Rabello, os atleticanos levaram o empate no segundo tempo, gol de Thiago, de cabeça.

  Mas, no fim da partida, o meia Otero acertou um chute indefensável da intermediária e deu números finais ao clássico. Na comemoração, o jogador do Atlético tirou a camisa e foi expulso por levar o segundo amarelo.

Vitória dos alviverdes

  No domingo, às 10h, o Uberlândia venceu a URT por 2 a 0 no Parque do Sabiá com gols de Plínio e Wandinho. O Verdão venceu a equipe de Patos de Minas após oito anos e se recuperou dentro de tabela. No geral, o Papagaio foi melhor, principalmente na primeira etapa, quando controlou as ações e criou mais oportunidades. O Trovão melhorou na etapa final, mas não foi o bastante para reagir na partida.

  Já na segunda partida do dia, em Poços de Caldas, a Caldense derrotou o Coimbra por 2 a 0. Os gols do jogo foram de Nathan e André Mensalão. A Veterana chegou ao terceiro lugar e ficou mais perto de garantir a vaga na semifinal do Estadual.

Classificação do Campeonato Mineiro

Tropeço do líder

  Às 16h, no Estádio Independência, o líder América apenas empatou contra o Boa Esporte, de Varginha.

  O Coelho saiu na frente do Boa, mas não conseguiu segurar a vantagem, mesmo jogando em casa. Na primeira etapa, Felipe Augusto abriu o placar em belo chute da entrada da área, mas viu Jefferson deixar tudo igual.

Com o resultado, o Coelho chegou aos 18 pontos e viu a vantagem sobre o vice-líder Tombense diminuir de três para um ponto.

  Concorrente direto do Baeta na briga contra o rebaixamento, o Villa saiu na frente na tarde deste domingo, mas levou a virada do Tombense no Castor Cifuentes. Laércio deixou os donos da casa em vantagem no início, mas Rubens, aos 49 minutos do primeiro tempo, e Manoel, em chutaço aos 6 minutos do segundo, garantiram a vitória do Gavião por 2 a 1 em Nova Lima.

Regulamento

  A primeira fase do Mineiro 2020 é disputada em turno único, com todas as equipes se enfrentando. Os quatro primeiros colocados avançam para as semifinais do Estadual que passa a ser disputado em sistema de mata-mata, em cruzamento olímpico (1º x 4º e 2º x 3º) com jogos de ida e volta até a última partida da decisão, prevista para o dia 26 de abril.

  Novidade para nesta temporada, o Troféu Inconfidência reunirá os times de quinto a oitavo, também em cruzamento olímpico. O vencedor deste mata-mata conquista o novo torneio. As duas equipes de pior colocação na primeira fase do Mineiro 2020 serão rebaixadas para o Módulo 2 em 2021. 

Texto: Toque de Bola – Pedro Sarmento

Fotos: Bruno Cantini/Atlético; e Rise Up Mídia/Tupynambás

Artes: Toque de Bola com informações do Departamento de Matemática da UFMG e da Federação Mineira de Futebol

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário