CBV encerra Superliga B. JF Vôlei é voto vencido

Guarulhos, de preto, subiu junto com Uberlândia

  Sem a concordância do JF Vôlei, mas com a maioria das equipes aprovando a medida, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) resolveu, no fim da tarde desta quarta, dia 18, encerrar a Superliga B Masculina 2020.

  Paralisada logo após a primeira partida das quartas de final, no dia 16 de março, a competição de acesso à elite do vôlei nacional vai considerar a classificação da primeira etapa do torneio para definir o acesso. Assim, sobem para a a Superliga Nacional 2020/2021 o Guarulhos/Vedacit e o Uberlândia/Start Química/Gabarito. O JF Vôlei permanece por mais um ano na Segunda Divisão.

Lamento

  A decisão foi tomada em reunião virtual com os times participantes da Superliga B, assim como ocorreu na versão feminina mais cedo, também encerrada. Segundo o comunicado oficial da entidade, “em virtude do risco gerado pelo coronavírus (COVID-19)”, a opção foi pelo fim do campeonato. Os oito times votaram, com cinco votos a favor do encerramento e três contra, entre esses últimos, o JF Vôlei, como explica o diretor técnico da equipe juiz-forana, Maurício Bara.

Classificação final da Superliga B 2020 (clique para ampliar)

  “Fomos voto vencido. Claro que não queríamos a continuidade imediata, mas assim que se pudesse ter segurança. Propusemos um congelamento das equipes como estavam, sem transferências, e a retomada posteriormente. Mas a decisão foi pelo encerramento. Acreditamos que, pelo equilíbrio da competição, deveríamos jogar. Mas, acatamos a decisão da CBV em prol do coletivo”, disse Bara, citando o resultado de 3 sets a 2 para o Guarulhos, primeiro colocado, no primeiro jogo do confronto com o oitavo da fase de classificação, Lavras.

Liberações  

Primeiro jogo das quartas chegou a ser jogado

  O superintendente de competições de quadra da CBV, Renato D’Ávila, destacou que a medida não é a ideal, mas visa o bem comum. “Estamos tristes pela situação, por ter que finalizar a competição desta forma, sem a oportunidade de ver a final depois de uma temporada tão equilibrada. Estamos privados de ver o que aconteceria no playoff, com uma disputa bonita e decidida na quadra. Mas foi preciso ser decidido na mesa. É para o bem de todos.”

    Após a decisão, então, a entidade recomendou que todos os clubes liberem seus atletas de treinamento e que os mesmos permaneçam em casa, seguindo as recomendações das autoridades da saúde. “Vamos fazer os acertos, encerrar os contratos, mas tudo com calma. Agora a preocupação é outra, com a saúde coletiva. Quando a situação se normalizar, tomaremos essas providências. Não queremos ninguém atravessando o país no meio dessa crise para cumprir burocracias”, destaca Bara.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos com informações da CBV

Fotos: Facebook JF Vôlei

Artes: Toque de Bola com informações da CBV

Deixe seu comentário