Modificado, Baeta precisa vencer Uberlândia

Colombini comandou a primeira semana cheia de treinamentos

  Após conquistar o primeiro ponto do Campeonato Mineiro de 2020 em empate diante do Villa Nova, o Tupynambás recebe o Uberlândia neste sábado, dia 15, no Estádio Mário Helênio, às 16h. Em caso de vitória no confronto, válido pela sexta rodada da fase de classificação do estadual, o Baeta pode deixar não só a lanterna da competição, mas também a zona de rebaixamento.

  Em entrevista coletiva, o técnico Karmino Colombini, que estreia oficialmente no comando do Leão do Poço Rico diante do Verdão do Triângulo Mineiro, analisou a primeira semana de trabalho e falou sobre a formação da equipe que encara o Uberlândia.

  “A primeira coisa é a análise do grupo, a capacidade de êxito dos atletas e também conter seus defeitos. Dentro disso, nós vamos criar uma situação que nem sempre você vai estar formatado em um esquema tático, mas em funções que os atletas sejam capazes de realizar. O conhecimento do grupo foi feito no jogo diante do Villa Nova, em Nova Lima. Um treinamento nos bastou para saber o estado que a equipe se encontrava. O tempo é curto, mas nós pudemos ver atletas interessantes aqui dentro”, disse Colombini.

Reforços, desfalques e retornos

  O Baeta acertou com o lateral-esquerdo Magal, o goleiro André Zuba e com Michel Ângelo, zagueiro que já havia feito alguns treinamentos com o grupo do Leão e acertou contrato com a equipe.

Zuba será titular diante do Uberlândia

  Durante a atividade desta terça, dia 11, o atacante Ygor sofreu uma pancada no tornozelo direito, deixou o treino, mas está confirmado para a partida do fim de semana. Por outro lado, Ademilson segue fora com lesão na coxa esquerda e não enfrenta o Uberlândia.

  Quem está de volta é o volante Léo Salino, que cumpriu suspensão pelo terceira cartão amarelo diante do Villa Nova, e vai enfrentar o irmão gêmeo, Leandro, que é capitão da equipe alviverde. Recuperado de lesão, o meia-atacante Jair está à disposição do treinador para estrear pelo Baeta.

Perdas e ganhos

  Sobre as perdas e ganhos, Kolombini falou sobre a presença de Ygor no sábado e comemorou a possibilidade de reforçar a equipe.

  “A partir do momento que existe inchaço, mas não tem dor, o atleta (Ygor) está habilitado a jogar. Em contrapartida, tivemos a volta do Jair, que é um atleta que demonstrou ter bastante velocidade. Léo é um atleta que preenche bem os espaços. Nos ajuda sem dúvida alguma, não só na parte das coberturas, mas também como liderança”, disse o treinador.

O adversário

Luizinho Lopes ainda não definiu a equipe titular

  O técnico Luizinho Lopes não poderá repetir a escalação que venceu o Coimbra na última rodada. O zagueiro Rogério, com terceiro cartão amarelo, está fora. Por outro lado, o lateral-esquerdo Fábio Alves retorna de suspensão e fica à disposição.

  Na zaga, Rafael Almeida e Zé Victor brigam pela vaga, enquanto na lateral, Fábio Alves tem a concorrência de Cesinha, que foi improvisado na função na quinta rodada e agradou o treinador.

De volta a Juiz de Fora

  Em 2013, Karmino Colombini era o treinador da Aparecidense, no jogo em que o massagista Esquerdinha impediu um gol de Ademilson e a consequente classificação do Tupi para a fase seguinte da Série D. Sete anos depois, ele não espera nenhuma reação negativa do torcedor Carijó que for ao Estádio torcer contra o Baeta.

Colombini volta a Juiz de Fora após 7 anos

  “Se tiverem uma memória a ponto de colocarem esse monte de lixo de lá de trás até hoje… eu não carrego mais nada. Foi um momento difícil, porque com o resultado de campo nós estaríamos classificados. Feliz o Tupi, que pôde ir em frente. Se alguém tem esse tipo de resquício, eu não tenho nada pra falar. Não fui causador de nada. Trabalhei para fazer o resultado dentro de campo e, dentro do que sou chamado para fazer, eu fiz. Cada torcedor entende da maneira que quiser. Se quiser continuar sofrendo, eu aconselho o seguinte: faz um resignificado do passado e perdoa, que vai ser mais feliz”, desabafou o treinador.

Quem joga?

  O goleiro André Zuba treinou como titular e deve assumir a vaga de Gabriel Bottan. O fato novo do treino de quarta foi a trinca de zagueiros, formada por Adriano, Sílvio e Diego Augusto. Nas alas, a tendência é que Graffite e Lúcio sigam na equipe titular, mas Magal já foi testado logo no primeiro dia e pode pintar como novidade.

  Do meio para frente, Léo Salino volta após cumprir suspensão e terá a companhia de Vinícius e Allan, que foram bem diante do Villa. No ataque, Vanger e Fabinho Alves foram escalados e devem começar diante do Uberlândia.

Tupynambás x Uberlândia

Estádio Municipal Radialista Mário Helênio – 16h

Árbitro: André Luis Skettino Policarpo Bento

Assistentes: Filipe Ramos De Santana e Samuel Henrique Soares Silva

Tupynambás: André Zuba; Adriano, Sílvio e Diego Augusto; Graffite, Allan, Vinícius, Léo Salino, Lúcio; Vanger (Ygor), Fabinho Alves. Técnico: Karmino Colombini

Uberlândia: Rafael; Joazi, Rafael Almeida (Zé Victor), Tayron, Fábio Alves (Cesinha); Leandro Salino, Jô, Diogo Peixoto; Dija Baiano, Luizinho, Jhulliam. Técnico: Luizinho Lopes

Texto: Toque de Bola – Pedro Sarmento

Fotos: Rise Up Mídia, Toque de Bola; Reprodução/TV Integração

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário