JF Vôlei: pressão nas rodadas finais!

  Após a derrota para o Uberlândia/Start Química/Gabarito, no último sábado, dia 15, o JF Vôlei colocou pressão na reta final de fase de classificação da equipe de Juiz de Fora na Superliga B Masculina 2020.

Marcos Henrique avaliou derrotas e sequência do JF Vôlei

  Essa é a avaliação do técnico do time local, Marcos Henrique. Falando com a reportagem do Toque de Bola após o revés, o comandante do JF Vôlei avaliou as derrotas de sua equipe em casa e a sequência final do time na primeira etapa da competição.

‘Criar casca’

  “O problema de ter perdido essa partida para Uberlândia, e também o jogo para Guarulhos, na primeira rodada, é que coloca um pouco mais de pressão nessas últimas três rodadas. Sabemos bem disso. Mas, para quem quer ser campeão, chegar na final, é um belo teste. Semifinal e final é pressão. Para nós, vamos criar uma casca interessante para usar mais à frente, estando mais forte e melhor para conseguir nosso objetivo”, avalia Marcos.

Classificação da Superliga B (clique para ampliar)

  No próximo compromisso, o JF Vôlei encara o Anápolis, nesta quinta, dia 20, em seu último jogo em casa na fase de classificação. Depois de encarar uma das equipes de maior orçamento da Superliga B e que, ao lado de Guarulhos, ainda não perdeu na competição, o time local pega o Brasília Vôlei/Upis, no dia 29, na capital do Brasil. Encerrando a etapa inicial da competição, os locais vão aos Sul de Minas, pegar o Lavras, no dia 5 de março.

Vencer Anápolis     

Resultados da 4ª rodada (clique para ampliar)

  Mesmo jogando contra um dos favoritos ao título e invicto, Marcos acredita que sua equipe pode surpreender e vai em busca de uma vitória na quinta. “Anápolis é um time forte, mas podemos fazer um jogo melhor. Estou tranquilo, sabendo que ainda há muita coisa para rolar no campeonato. É questão de entender o que tem que ser feito e aplicar dentro de casa. Não conseguimos isso diante do Uberlândi. Agora é treinar bem, nesse pouco tempo que temos e tentar ir para cima dos caras e pontuar. Fazer, quem sabe, uma vitória. Por que não? Nosso grupo é muito bom. Temos chance”, acredita.

  Segundo o treinador, o time local não pode se desesperar, mesmo com os resultados não vindo em quadra. “O trabalho está sendo feito. Não encaixou diante do Uberlândia, encaixou contra o São José. Não podemos fazer terra arrasada porque os jogadores precisam do nosso apoio nesse momento de decisão. Faltam três jogos e temos que decidir. Eu não desisti de seguir como foi traçado. Qual é o plano? Chegar entre os quatro melhores? Sim, essa é a ideia. Seguimos nesse pensamento”, afirma Marcos.

Classificatória

Jogos da 5ª rodada (clique para ampliar)

  Na primeira fase da Superliga B, os oito times que disputam a competição se enfrentam em turno único. Esta etapa é apenas classificatória, definindo o cruzamento olímpico das quartas de final (1º x 8º; 2º x 7º; 3º x 6º; e 4º x 5º).

  Os times de melhor campanha têm o direito de definir o mando de quadra do playoff melhor de três jogos, e a vantagem de fazer a partida de desempate em sua casa. Os times jogam em série eliminatórias ate definirem os dois finalistas. As equipes que fizerem a final da Superliga B terão o direito de disputar a Superliga Nacional 2020/2021.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Foto: Facebook JF Vôlei

Artes: Toque de Bola com informações da CBV  

Deixe seu comentário