Renan falha, Ibson marca e Baeta estreia com derrota!

Ibson (capitão do Tombense) fez o gol do jogo

  Com castigo a uma das referências do elenco alvirrubro, o goleiro Renan Rinaldi, o Tupynambás começou o Campeonato Mineiro 2020 derrotado, diante de um público presente de 1387 pessoas.

  Jogando no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, o Leão do Poço Rico perdeu por 1 a 0 na noite desta quarta, dia 22, para o Tombense. O gol foi marcado pelo meia Ibson, ex-Flamengo, aproveitando desatenção do goleiro do Baeta, no segundo tempo. O time juiz-forano volta a campo no domingo, dia 26, às 16h, quando joga em Belo Horizonte, contra o Atlético.

Displicência

  Na saída do gramado após a partida, o goleiro Renan Rinaldo chamou para si o resultado. “Foi um lance ali de displicência, assumo total a responsabilidade. Mas não posso desanimar agora, pois a equipe vai precisar de mim. E eu vou estar lá para ajudar”, previu o camisa 1 do alvirrubro falando para a Rádio Globo Juiz de Fora.

Em alguns momentos, visitantes encurralaram o Baeta

  Na coletiva pós-jogo, o técnico Paulo Campos também lamentou o lance, mas pediu que seu time pense no futuro. “Infelizmente, recebemos o gol por uma infelicidade que pode acontecer com qualquer um. Tivemos muitas infelicidades que resultaram em tomarmos o gol e perdermos por 1 a 0. Mas é isso aí. É levantar a cabeça. Agora, temos que pensar no Atlético, porque vamos jogar em Belo Horizonte. Quem sabe não pode mudar tudo?”    

Domínio inicial

  No começo da partida, o Tupynambás comandou as ações, utilizando principalmente as escapadas de Yago Caju pela ponta direita. Mas mesmo com maior volume de jogo, o Baeta não forçou o goleiro Felipe a nenhuma intervenção crucial nos primeiros 15 minutos. Já o Tombense se fechava e tentava contra-atacar, sem sucesso.

  Aos 18 minutos, os visitantes assustaram, quando Rubens recebeu na esquerda da área e bateu forte, mas acertou a rede pelo lado de fora. O Tombense se animou e adiantou as linhas, encurralando por vezes o Leão do Poço Rico. Aos 25, Gersinho pegou sobra de fora da área e assustou em chute rasteiro que saiu à direita do gol de Renan Rinaldi. Mas, nenhum dos dois times conseguiu chances claras na primeira etapa.

Torcedores de Tombense e Tupi tietaram Ibson

Falha decisiva

  Na volta do intervalo, o Tombense conseguia ficar mais com a bola, e o Baeta tinha muita dificuldade em sair jogando. Responsável pela criação, o meia Lúcio errava muitos passes e o time não segurava a bola.

  A pressão dos visitantes funcionou aos 21 minutos. Depois de cruzamento da esquerda, o goleiro Renan Rinaldi falhou, e deixou a bola no pé do experiente Ibson que bateu cruzado, mesmo sem ângulo, para abrir o placar. Depois do gol, desarticulado, o Baeta não conseguia reagir. O Tupynambás ainda foi ameaçado em algumas escapadas, mas o placar ficou mesmo na vitória simples do Tombense.   

Tupynambás 0 x 1 Tombense

Estádio Muncipal radialista Mário Helênio – Campeonato Mineiro

Público: 1387 (859 pagantes)

Renda: R$ 13.070

Gol: Ibson aos 21’ do 2T

Árbitro: Michel Patrick Costa Guimarães

Assistentes: Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo e Breno Rodrigues

Cartões amarelos: Graffite e Léo Salino (Tupynambás); Rodrigo (Tombense)

Tupynambás

1 – Renan Rinaldi

2 – Henrique

4 – Adriano

3 – Diego Augusto

6 – Graffite

8 – Albert (Sávio aos 31’ do 2T)

5 – Léo Salino

10 – Lúcio

7 – Vanger (Fabinho aos 9’ do 2T)

11 – Yago Caju

9 – Ademilson

Técnico: Paulo Campos

Tombense

1 – Felipe

2 – David

3 – Adailton

4 – Matheus

6 – João Paulo

5 – Rodrigo

8 – Marquinhos (Matheus Claudino aos 42’ do 2T)

7 – Ibson

10 – Gersinho (Maycon aos 18’ do 2T)

11 – Cássio Ortega

9 – Rubens

Técnico: Eugênio Souza

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Toque de Bola; Rise Up Sports

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário