As novas do Pouso Alegre, primeiro desafio do Tupi

  O Pouso Alegre quer brigar pelo acesso à elite do Estadual e, para isso, aposta na manutenção do técnico e da base da equipe campeã da Segunda Divisão do Mineiro em 2019.

  O Dragão é o adversário de estreia do Tupi no Módulo 2. A partida está marcada para o dia 8 de fevereiro, às 15h, no Estádio Manduzão, em Pouso Alegre. 

Testes fortes

Equipe se reapresentou no início de dezembro

  Os treinos do Dragão se iniciaram no dia 2 de dezembro. Durante a preparação, a equipe de Pouso Alegre realizou quatro testes contra times de divisões de elite de Minas Gerais e de São Paulo.

  Ainda em 2019, foi derrotada pelo Boa Esporte, por 2 a 0, em Varginha; e venceu a Caldense, por 2 a 1, em Poços de Caldas.

  Já em 2020, o Pouso Alegre fez mais dois amistosos. No dia 8 de janeiro, foi derrotado pelo São Caetano, no interior paulista, por 2 a 0. No último teste, domingo, dia 12, venceu o Santo André, também por 2 a 0.

  No último jogos-treino, o técnico do Dragão, Rogério Henrique, utilizou  Jeferson Hermes, Nando, Léo Turbo, Danilo e Caio (Foguinho); Mineiro, Altair (Roldan) e Matheus Souza (Willian), Erick (Batalha), André Tavares (Patrick) e Romarinho (Carlinhos).   

Subindo o nível

  Em entrevista exclusiva ao Toque de Bola, o presidente do Pouso Alegre, Paulo da Pinta, falou sobre a preparação da equipe para a disputa do Módulo II. O mandatário destaca importância de atividades preparatórias desse nível traz uma melhoria automática ao elenco.

  Além disso, o Pouso Alegre trabalha em 2020 com metas a serem cumpridas no estadual. “É muito importante fazer com que a equipe participe desse tipo de situação porque são adversários que estão acima da gente. Isso nos força a tentar qualificar ainda mais o elenco. Temos nos preparado bem e esperamos fazer um bom campeonato. O primeiro intuito é não cair para a Segunda Divisão, aí passamos a pensar em classificação entre os quatro primeiros, que nos credencia a brigar pelo acesso”, confirmou.

Campeão, Rogério Henrique ficou para o Módulo 2

Quem chegou e quem saiu?

  O principal destaque do Dragão é a manutenção de Rogério Henrique no cargo de treinador. Com ele, permanecem os goleiros Cairo e Jeferson Hermes; os zagueiros Danilo, Lucas Rocha e Léo Turbo; o lateral- Elivélton Foguinho; os meias Mineiro, Roldan e Pedrinho; e os atacantes Matheus Souza, Gênesis e Romarinho.

    No setor defensivo, chegaram o goleiro Ramon; os laterais Léo Peixe, Nando e Caio; e o zagueiro Tom. Do meio para frente, a diretoria contratou os meias Jé, Edson Pio e Willian e os atacantes Erick, João Vitor e Andre Tavares.

  Por outro lado, a barca de atletas que deixaram o clube é extensa. O goleiro Jefferson; os laterais Alan, Pedro Henrique e Léo Pereira; o zagueiro Matheus Abreu; os meias Adriel, Bruno Menezes, Airan, Alaor, Felipinho e Jean Natal; e os atacantes Caio Vieira, Daniel, Felipe Alves, Vitinho e Mascote.

  Além das trocas, alguns atletas renovaram contrato e seguirão no Dragão em 2020. 

Para manter a escrita!

  Após ser campeão da Segundona do Mineiro, a base titular foi mantida, enquanto contratações pontuais reforçaram o clube do Sul de Minas para 2020. Para Paulo, o clube trabalha tendo conhecimento do caminho que irá enfrentar.

Primeiro amistoso preparatório foi diante da Caldense

  “O Pouso Alegre vem de uma conquista de um título, que foi a Segunda Divisão. Logo quando o campeonato se encerrou, em outubro de 2019, nós demos férias aos atletas e renovamos com quase todos os jogadores do elenco. Para completar, contratamos 12 jogadores, por conta da dificuldade da competição. Sabemos da responsabilidade que temos e da dificuldade que iremos encontrar, pois são 12 equipes que têm o objetivo de conquistar o acesso”, finalizou.

Texto: Toque de Bola – Pedro Sarmento
Fotos: divulgação/Pouso Alegre FC; e Cubo Filmes/PAFC

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário