Juliana Scher: Nova Zelândia é o destino!

Juliana Scher cruza a linha de chegada no Rio de Janeiro

  Todos os anos de dedicação e treinos deram frutos para triatleta juiz-forana Juliana Scher. Após um ano cheio de vitórias em provas locais e fora da cidade, a competidora vai partir para uma dos maiores desafios do planeta em 2020.

  Juliana está entre os brasileiros classificados para disputar o Mundial de Ironman 70.3 (o número representa a metade da distância tradicional da prova em milhas correspondendo 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km) na Nova Zelândia, em novembro do próximo ano. Assim, após um tempo para comemorar os resultados desta temporada e premiações como o Mérito Esportivo Panathlon 2019, a juiz-forana vai ter um ano de trabalhos pesados para chegar bem ao maior desafio da carreira até aqui.

Vem treino aí 

  Falando com exclusividade ao Toque, Juliana disse esperar que a próxima temporada seja como 2019. “Para 2020, vou para o Mundial na Nova Zelândia. Então, vou ter mais preparação pela frente. Espero ano que vem estar comemorando de novo uma ótima temporada”, deseja a triatleta.

A triatleta é destaque também em provas locais

  Este ano, Scher disputou o Ironman 70.3 do Rio de Janeiro, no qual foi campeã na categoria 25 a 29 anos, segunda colocada amadora e oitava geral, batendo diversas profissionais. Nesta prova, conquistou o direito de representar o Brasil na Nova Zelândia. Ainda na Cidade Maravilhosa, a triatleta de Juiz de Fora foi vice geral e de sua divisão do Triday Series e terminou em quarto lugar no Rio Triathlon.

Em casa

  Nas provas juiz-foranas, Juliana conquistou o primeiro lugar geral do Summer Triathlon Indoor. Foi a primeira colocada da faixa 25 a 29 anos e sétima geral na tradicional Corrida da Fogueira, além de vencer o Sprint & Standard Triathlon Series Juiz de Fora.

  “Estou muito feliz com a temporada 2019, foi um ano muito importante para mim. Consegui bastante resultados positivos, tanto nas provas em Juiz de Fora como fora da cidade. Tudo fruto de muita dedicação aos trabalhos e treinos. Agora, com as perspectivas de competições ainda maiores na próxima temporada, isso vai se intensificar ainda mais. Quero chegar mais forte em 2020”, acredita Juliana.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Facebook Juliana Scher

Deixe um comentário