“Veio para ficar!”

  Após sua primeira temporada com um projeto no futebol profissional, o Betim Futebol já carrega o vice-campeonato da Segunda Divisão estadual e o acesso ao Módulo II do Campeonato Mineiro em 2020.

    Assim como o Pouso Alegre, a equipe betinense está em ascensão e será adversária do Tupi na próxima temporada, e o Toque de Bola mostra o que o Carijó terá pela frente.

Denilson defendeu o Tupi no início da década

  Para conhecer o trabalho realizado no Betim, a reportagem procurou atletas que conhecem muito bem o Tupi. Em entrevista exclusiva ao Toque, o volante e capitão do Betim em 2019, Denilson, acumula passagens pelo Carijó em 2010 e 2011.

  Além dele, Daniel Morais, que defendeu o Betim na Segunda Divisão, esteve no alvinegro em 2015 e 2018.
   Ao Toque, eles falaram com exclusividade sobre o trabalho desenvolvido no clube.

Vai brigar lá em cima!

  Revelado pelo Atlético-MG em 2008, Denilson chegou este ano ao Betim e não poupou elogios à instituição, inaugurada sete anos atrás, mas que teve seu primeiro ano do futebol profissional nesta temporada.

  “O Betim Futebol é uma instituição que vem crescendo a cada ano e almejando coisas grandes dentro do cenário estadual e, em breve, nacional. É um projeto muito bacana, que começou pelas categorias de base e vem colhendo frutos, revelando jogadores para outros clubes. Esse ano foi criado o profissional e o desempenho foi muito bom, como esperado. O clube tem uma diretoria muito competente e conseguimos conquistar esse acesso para o Módulo II”, revelou o volante.

Moleza?

  Diante da grande campanha da temporada de 2019, sofrendo apenas um gol durante toda a Segunda Divisão, a expectativa para o Módulo II é de igualar o desempenho e buscar uma vaga no Módulo I em 2021, mas Denilson sabe que não será fácil.

  “Pode parecer um campeonato fácil, mas é muito complicado. São diversos fatores de dificuldade: limite de idade, viagens, questões financeiras dos clubes, os estádios, enfim, é diferente da realidade que nós vivemos dentro do nosso clube, no qual a diretoria deu uma estrutura muito boa para que pudéssemos fazer essa campanha maravilhosa que nós fizemos. Tenho convicção de que o Betim estará figurando na primeira divisão do Mineiro em breve e beliscando uma vaga em alguma série do Brasileiro”, afirmou o atleta.

Profissionalismo é a palavra

Daniel Morais gostou do que viu em Betim

  Autor do primeiro gol da história do time profissional do Betim Futebol, o atacante Daniel Morais ficou satisfeito com o que viu na cidade da região metropolitana de Belo Horizonte e projeta um futuro promissor para o clube.

  “O Betim veio para ficar. Profissionalismo muito bacana da parte de todos os envolvidos. É um projeto enraizado, já com sete anos nas categorias de base e agora com o primeiro ano de profissional e a criação do sub-20 em 2020. É um grupo muito sério a frente do projeto, modelo de time empresa organizado. Repito: vem para ficar”, revelou Daniel.

  Denilson também fez elogios e agradeceu a confiança das pessoas fortes do futebol betinense. Segundo ele, “ a gestão é de um clube muito competente. É uma diretoria nova, porém ambiciosa dentro do futebol. Eles fazem as coisas com muita clareza. Tenho certeza que crescerá muito. Espero que, no Módulo 2, possamos repetir o feito dessa Segunda Divisão e, mais rápido possível, colocar o Betim na Primeira Divisão, que é o objetivo principal do clube”, finalizou.

  O Toque de Bola tentou contato com Fred Pacheco, diretor do clube, mas o dirigente não respondeu as mensagens da reportagem.

Leia também:

Conheça o quebra-cabeças do elenco do Tupynambás

Coimbra: saiba quem é o adversário-novidade do Baeta em 2020

Como o Pouso Alegre chegou ao Módulo 2

Texto: Toque de Bola – Pedro Sarmento
Fotos: Divulgação/Betim; Time Francis Melo

Deixe seu comentário