Módulo 2: com Tupi e mais novidades em 2020!

  O conselho técnico do Módulo 2 do Campeonato Mineiro foi realizado na tarde desta terça, dia 5, em Belo Horizonte.

Sai América-TO, entra Mamoré no Módulo 2

  Sem divulgar oficialmente quem  representaria o clube na reunião, o Tupi esteve presente. O Toque de Bola apurou que o supervisor de futebol do Alvinegro de Santa Terezinha, Edsel “Pitti” Beuttemmuler , foi à sede da Federação Mineira de Futebol (FMF) para o encontro que definiu novo formato e substituiu um participante na Segundona do Mineiro.

Nova fórmula 

  A disputa do Módulo 2 em 2020 será um pouco diferente dos dois anos anteriores. A principal novidade é que a competição será decidida em um quadrangular final, e não mais em disputa de semifinais e final, como em 2018 e 2019. A primeira fase continua da mesma forma das duas últimas temporadas: com 11 rodadas e todos os times se enfrentando em turno único.

  Classificam-se para o quadrangular final, que definirá campeão e vice – equipes que sobem para o Módulo 1 em 2021 -, os quatro melhores da primeira fase. A etapa decisiva do Módulo 2 será jogada em turno e returno. Assim a Segundona do Mineiro utilizará 17 datas no ano que vem. A previsão de início é o dia 8 de fevereiro e a rodada decisiva deve ser jogada no dia 30 de maio de . 

Novo participante 

Reunião foi realizada nesta terça e definiu mudanças

  Antes mesmo de o conselho técnico começar, uma troca de participantes agitou os bastidores da competição. O América de Teófilo Otoni sequer enviou representante ao encontro, cedendo a vaga ao terceiro colocado da Segundo Divisão do Mineiro – popular Terceirinha – em 2019, Mamoré, de Patos de Minas. Além do recém-promovido Sapo e do Tupi, jogam a competição Guarani, Serranense, Nacional de Muriaé, CAP Uberlândia, Ipatinga, Athletic, Democrata-SL, Democrata-GV, Pouso Alegre e Betim.

  Outras decisão de destaque do conselho técnico foi a manutenção do limite de idade para os atletas que disputarão o Módulo 2. Cada equipe só pode inscrever na competição sete jogadores acima dos 24 anos. O restante do elenco tem que ser formado por jovens abaixo desta faixa etária. O profissional que atuar por um time não poderá jogar por outro dentro do torneio.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Artes: Toque de Bola 

Deixe seu comentário