Vice-campeão, Galinho anuncia vagas “nacionais”

Galinho ficou com o vice-campeonato do estadual

  Após vencer o Atlético por 1 a 0 no estádio do SESC Venda Nova, em Belo Horizonte, o Tupi se consagrou vice-campeão mineiro sub-20 em 2019. Apesar do  triunfo, o título ficou com a equipe da capital, que havia vencido a primeira partida, em Juiz de Fora, por 5 a 2, na segunda-feira, dia 30.

  Além do posto de segundo melhor time do estado, o Carijó garantiu o título de campeão mineiro do interior e, segundo o consultor de futebol do clube, vagas em duas grandes competições de base do Brasil em 2020: a Copa São Paulo de Futebol Júnior e a Copa do Brasil sub-20.

Projeção

  A informação foi divulgada pelo consultor de futebol do Tupi, André Luiz. O dirigente disse estar muito feliz com o resultado obtido e espera conseguir dar sequência no trabalho dentro do alvinegro.

  “Nós estamos muito felizes com a campanha. É um campeonato muito difícil e conseguimos terminar na frente de dois dos três grandes clubes do estado. Além disso, conseguimos conquistar a vaga para a Taça São Paulo e também para a Copa do Brasil sub-20. Vamos priorizar agora o descanso e já iniciar os preparativos para a Copa São Paulo em janeiro do ano que vem. Espero que consigamos fazer um grande trabalho mais uma vez”, finalizou.

Fala, “capita”

Mesmo com a derrota, Atlético foi campeão estadual

  Logo após a partida, o zagueiro e capitão da equipe, Matheus Mega, analisou a final do estadual, lamentando o resultado do jogo de ida.

  “Foi uma partida muito importante. Nós encaramos com a máxima seriedade que uma final pede. Tivemos um tropeço em casa, um jogo muito difícil contra o Atlético. Foi um momento delicado nessa última semana, porque sabíamos que seria um jogo difícil aqui em Belo Horizonte. Graças a Deus conseguimos ganhar a partida, mas infelizmente não fomos campeões. Coroamos esse trabalho e só tenho que agradecer a todos”, analisou.

Chamou a “responsa”!

  Após um primeiro tempo movimentado mas sem gols, o Tupi teve a primeira grande chance no segundo tempo. Gabriel Tchó Tchó finalizou da entrada da área, a bola tocou na mão do defensor do Atlético e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Neném pediu a bola e anotou o gol do Carijó. Em entrevista após o jogo, o atleta destacou o lance.

  “Foi uma premiação, porque estávamos toda hora chegando no ataque. O Tchó Thó teve uma boa finalização e realmente a bola bateu na mão do zagueiro deles. Eu chamei a responsabilidade porque era o jogo da minha vida e eu tinha que fazer um gol para minha mãe e para os meus amigos que estão me assistindo. Resolvi bater o pênalti e, graças a Deus, fui feliz”, disse o garoto.

“Conseguimos!”

Grupo conquistou vaga para a base Carijó em duas grandes competições em 2019

  Com muita consistência e regularidade durante toda a campanha, o Galinho teve diversos personagens marcantes em uma trajetória que entra para a história do clube. Responsável pelo comando da garotada, o técnico Wesley Assis analisou a temporada diante da equipe sub-20 do Tupi e fez um balanço do vice-campeonato estadual.

  “No início do campeonato, nosso principal objetivo era ser competitivo. Depois passou a ser classificar entre os oito melhores. Conseguimos uma boa sequência de vitórias e tivemos atuações sólidas durante a fase de classificação. A continuidade do trabalho aumentou nossa responsabilidade, porque as coisas começaram a acontecer e tínhamos o dever de manter um bom nível. Conseguimos, com muito trabalho de todos, conseguimos”, disse Assis.

 

Texto: Toque de Bola

Fotos: MyCujoo/Reprodução

Deixe seu comentário