De volta para casa!

Benhami está de volta a Juiz de Fora

  Michel Benhami está de volta a Juiz de Fora. O lateral de 31 anos acertou contrato com o Tupynambás e defenderá o Leão do Poço Rico na temporada 2020.

  Campeão brasileiro da Série D pelo Tupi em 2011, o juiz-forano estava defendendo o Confiança, de Sergipe, na campanha do acesso à Série B do Brasileirão.

  O atleta é o terceiro nome confirmado pela diretoria, após acertos com Renan Rinaldi e Vanger, divulgados em primeira mão pelo Toque de Bola.

  “Não tem preço”

  Em entrevista exclusiva, o atleta falou da emoção de estar de volta a sua cidade natal e poder defender o clube em que começou a carreira.

  “Estou muito feliz com o retorno para a minha casa, literalmente. Eu que me profissionalizei aqui na cidade, joguei nos dois grandes clubes de Juiz de Fora, tanto na base quanto no profissional, e estou retornando depois de um longo tempo. Muito feliz. Isso não tem preço”, revelou Benhami.

  Trajetória inclui SP e Natal

  Mineiro de Juiz de Fora, Michel começou a carreira nas categorias de base do Tupynambás e também carrega passagens por Volta Redonda (RJ), Caldense (MG), América de Natal (RN), ABC (RN), Tupi e Mogi Mirim (SP). Segundo o atleta, o fato de voltar a ficar próximo da família foi fundamental para que ele aceitasse o convite do Leão.

  “Poder jogar no Mário Helênio, poder jogar com meus amigos e familiares me assistindo da arquibancada, ter a minha rotina de vida na minha cidade vai continuar a mesma e isso é muito bom. Já estava sentindo falta e já estava planejando isso há algum tempo. Deus abençoou que tudo acontecesse agora e estou muito motivado para essa temporada”, confessou o jogador.

Michel defendeu o Tupi em 2011 e em 2013

   As propostas

  Após o acesso à série B com o Confiança nesta temporada, Michel recebeu outras duas propostas. Ao Toque, ele falou sobre as sondagens e revelou os clubes interessados: Sertãozinho (SP) e ABC (RN) procuraram o atleta.

  “Quero desfrutar desse momento de voltar para casa. Tive algumas oportunidades depois que eu saí do Confiança. Dois clubes me ligaram, só que eu já tinha como plano de carreira esse retorno para casa nessa altura da minha vida. Acabei descartando esses dois clubes, que ofereceram contratos bons, mas falou mais alto o fato de voltar para Juiz de Fora e para um clube que eu me identifico muito”, finalizou.

  Segundo a assessoria do Tupynambás, o contrato foi assinado até o final do Campeonato Mineiro de 2020, com possibilidade de renovação para a Série D do Brasileiro.

Texto: Toque de Bola – Pedro Sarmento

Fotos: Emanuel Rocha; Leonardo Costa

Deixe seu comentário