Bom Pastor nada Brasileiro e Mineiro

  Nadadores paralímpicos e das categorias de base do Clube Bom Pastor terão desafios simultâneos neste fim de semana.

Natação do Bom Pastor disputa Mineiro e Brasileiro

  Os paratletas do aurianil juiz-forano disputam em São Paulo capital, no Centro de Treinamento Paralímpico, seu Campeonato Brasileiro. Já a garotada estará nas águas do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, no Troféu Luís Antônio de Castro Menezes, válido como Campeonato Mineiro Juvenil.  As provas de ambas as competições ocorrem entre sexta, dia 25, e domingo, dia 27.

Medalhista na água

  A delegação do Bom Pastor no Brasileiro Paralímpico de Natação tem sete atletas. Estarão na água a caçula da turma, Vithoria Nascimento, de apenas 14 anos; os experientes Marcus Willian, Gabriel Schumann, Luciano de Oliveira, Manuela Alves e Gabriel Geraldo dos Santos; além de Sérgio Rodrigues Costa, o mais velho do grupo, com 54 anos. No corpo técnico, comandado pelo treinador Fábinho Antunes, estão também os auxiliares Luila Amaral e Rodrigo Campos. “Os objetivos são buscar as melhores marcas pessoais, e uma boa colocação por equipes”, diz Antunes.

Confira em quais provas os juiz-foranos vão competir: Equipe Bom Postor no Brasileiro Paralímpico de Natação 2019

  Destaque da natação paralímpica do Bom Pastor, Gabriel dos Santos, cinco vezes medalhista nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, em agosto, no Peru, retorna às competições após as conquistas. Segundo Fabinho, por conta do período de inatividade, a expectativa não é grande, mas a disputa é o início de um projeto para o futuro. “Essa é a primeira competição do ciclo do Gabriel em busca de disputar a Paralimpíada de Tóquio, em 2020. Demos um período de descanso, e iniciamos um novo programa. Os tempos, para o que ele já realizou, não serão bons. Mas isso não é tão importante nesse momento”, explica.

Rumo à Tóquio 

Gabriel morde um de seus ouros nos Jogos de Lima

  Logo após voltar do Parapan de Lima com o pescoço cheio de medalhas – dois ouros, nos 50m e nos 100m livre; uma prata nos 200m livre; e dois bronzes, nos 50m costas e 50m borboleta, Gabriel lançou, ao lado do treinador e do clube, um projeto para tentar disputar os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. Por enquanto, nenhum patrocinador abraçou oficialmente a iniciativa, mas o nadador de 17 anos, natural de Corinto, na região central de Minas Gerais, já viabilizou sua mudança para Juiz de Fora.

  “Seguimos na luta no Projeto Tóquio. Estamos abertos a todos que quiserem, de alguma maneira, apoiar. Por enquanto, não temos nenhum apoio concreto. Mas, em meados de dezembro, o Gabriel vem para Juiz de Fora”, conta Fabinho.

Mineiro juvenil

  No Campeonato Mineiro Juvenil, o Clube Bom Pastor estará na piscina com outros dez atletas, no mesmo período do Brasileiro Paralímpico, no Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte. Sob comando do Técnico Álvaro Ferreira, a meta da equipe é “buscar índices para o Brasileiro, alcançando melhores marcas pessoais, e subir ao pódio.” Estarão na água Suzana Werneck, Raphaela Sacchetto, Myrian Curzio, Laura Costa, Paula Ferrari, Ivan Santos Júnior, Márcio Cardoso, Eduardo Vasconcelos, Rafael Nunes e Marcelo Costa.

  Para o Diretor do Departamento de Esportes Aquáticos do CBP e atleta paralímpico pioneiro da equipe, Paulo Costa, “2019 está sendo um ano especial para a natação do clube, com grandes conquistas representadas por quebras de recordes, alcances de índices brasileiros e grande volume de competições. Isso possibilita o crescimento gradativo e contínuo de atletas paralímpicos e convencionais. E 2020 promete um novo ciclo de muitas vitórias.”

Texto: Toque de Bola

Fotos: Divulgação Clube Bom Pastor; e divulgação Comitê Paralímpico Brasileiro

Deixe seu comentário