A alegria bronzeada de Felipe

Felipe Roque com a medalha conquistada em Lima

  Um dos dois atletas juiz-foranos que estiveram nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 representando o Brasil nos esportes coletivos, o oposto da Seleção Brasileira de Vôlei, Felipe Roque, de 22 anos, voltou da competição continental com uma medalha de bronze – a exemplo de Thiagus Petrus, do handebol – e muita satisfação na bagagem.

  O jogador de 2,12m de altura, revelado pela extinta parceria entre Clube Bom Pastor e JF Vôlei, aprovou o desempenho de uma Seleção Brasileira renovada que conseguiu o pódio no Peru, vencendo o Chile por 3 sets a 0 na disputa de medalha.

  “Gostei muito do nosso desempenho no Pan. Fizemos ótimos jogos lá. O único jogo que não fizemos bem foi a semifinal contra Cuba (derrota por 3 sets a 0), que nos tirou da disputa do ouro. Mas, tirando esse, atuamos em nível altíssimo e foi muito bacana poder enfrentar times de qualidade jogando da maneira que jogamos em Lima”, avalia.

Marcante

Seleção Brasileira após vitória sobre os EUA no Pan de Lima

  Pessoalmente, Felipe aproveitou o Pan dentro e fora de quadra. Para o juiz-forano, viver o ambiente da competição foi especial. Nos jogos, segundo o próprio o jogador do Minas Tênis Clube, o local pôde dar sua contribuição, saindo do banco para ajudar seus companheiros.  

  “Para mim foi uma experiência muito enriquecedora fazer parte desse grupo, estar no Pan. Um ambiente que, por si só, já é mágico. A estrutura do lugar, como foi, como é. Tem uma organização muito bacana. Então, foi muito bom. Em quadra, também. Pude entrar em momentos decisivos e contribuir com a equipe. Fiquei muito feliz com meu desempenho lá também”, comemora o oposto juiz-forano.

Futuro

Felipe (18) cumprimenta o central Éder antes de jogo do Pan

  Felipe estará mais uma vez vestindo a camisa do Minas na temporada 2019/2020. “Renovei contrato para essa temporada. Minhas próximas competições vão ser o Campeonato Mineiro, e a Superliga”, diz o oposto que já tem data para voltar à Seleção.

“Cheguei em Belo Horizonte domingo (dia 11) e estou em treinos. Academia e quadra. Na próxima segunda, dia 19, vou me reapresentar em Saquarema, para voltar a treinar com o grupo do Brasil.”

  O objetivo em um futuro próximo é seguir trilhando o caminho de referências reveladas em Juiz de Fora como Márcia Fu, Giovane Gávio e André Nascimento. “Pretendo continuar evoluindo. Trabalhar para ser cada vez mais completo, me firmar na Superliga e ter cada vez mais espaço na Seleção Brasileira principal. É isso que almejo”, deseja Felipe.

Texto: Toque de Bola – Wallace Mattos

Fotos: Reprodução Instagram Felipe Roque; Victor Calvo/Divulgação CBV; e Reprodução TV Record

Deixe seu comentário