“Sai zica”! Galinho precisa usar os três goleiros em dois jogos. Com vídeo!

  A vitória da equipe sub-20 do Tupi por 2 a 1 sobre o Boston City no último sábado, dia 11, teve com principal destaque a situação dos goleiros do Carijó. Titular da posição, Davyd estava suspenso após ser expulso na partida diante do Pouso Alegre e deu lugar a Matheus. No último lance do primeiro tempo, em uma grande defesa com o rosto, o arqueiro sofreu uma lesão no olho esquerdo e precisou ser substituído por Raúl, terceiro goleiro do elenco.

Veja abaixo vídeo com registros da cobertura do Toque de Bola (apoio: Plasc, Farmácia de Manipulação Las Casas e Hiperroll Embalagens)

  Ao Toque, o comandante Wesley Assis falou da importância de ter os goleiros sempre preparados para os momentos de necessidade.

Negrette disse ser fundamental todos estarem sempre preparados

  “Não é uma situação ideal a gente ter que utilizar três goleiros em dois jogos, mas acho que o fato positivo foi  termos usado o Matheus, que, apesar do nervosismo, deu conta. Poderia ter ido melhor, mas deu conta, e machucou numa infelicidade. Tivemos o Raúl, que entrou e contribuiu. O mais positivo disso tudo é que os goleiros estão no mesmo nível e preparados para, quando a oportunidade pintar, ele poderem contribuir, que foi o que aconteceu no último final de semana”, disse o treinador.

Olhar clínico

  Para o preparador de goleiros do Tupi, Rogério Negrette, situações como essa servem como oportunidade para os atletas mostrarem que estão sempre preparados, sejam eles titulares ou reservas.

  “É uma coisa que eu sempre falo para todos os goleiros que eu trabalho: estejam sempre preparados. Durante um jogo tudo pode acontecer. Então é importante que todos estejam em condições de atuar, do primeiro ao terceiro, quarto, quinto goleiro. Eles estavam preparados, fizeram um bom jogo e pudemos sair vitoriosos. É assim que vamos alcançar objetivos maiores”, disse Negrette.

De fora

Davyd ficou de fora contra o Boston City

  Expulso na vitória do Tupi diante de Pouso Alegre, o titular Davyd Françoso falou da ansiedade de estar fora de campo e assistir a tudo que aconteceu durante a partida. “É ruim demais. É tenso ter que observar um jogo de fora, sendo que você estaria no campo ajudando a equipe”, comentou.

  Mesmo com a tensão, o dono da meta alvinegra avalia como positivo o resultado do “teste” que seus companheiros tiveram. “Todo jogador quer estar em campo para ajudar, mas uma situação como a do jogo contra o Boston é bom para mostrar a força do elenco. Tenho total confiança em cada um dos atletas que participam do elenco sub-20 do Tupi, assim como todos confiam em mim. Acho bacana porque assim você vê a força que o grupo tem”, completou.

A lesão

  Aos 40 minutos do primeiro tempo, Matheus Marco, que havia começado com titular, sofreu uma bolada no rosto, que atingiu o olho esquerdo. Avaliado pela comissão médica no intervalo, o atleta se queixou de incômodo no local, disse não estar enxergando direito e foi substituído por precaução. Ao Toque, o atleta revelou frustração por ter que deixar o campo e tranquilizou a todos quanto à gravidade da pancada.

Matheus saiu de campo ainda no primeiro tempo

  “Fiquei bastante frustrado de ter saído por lesão, nós não trabalhamos esperando isso. Infelizmente isso é normal no futebol. Na hora da pancada eu não estava enxergando absolutamente nada com o olho esquerdo, minha visão ficou preta. Só consegui fazer o complemento da defesa porque enxergava com o outro olho, mas no intervalo achamos melhor a troca. Fui ao médico e ele disse que é normal, estou mais tranquilo”, comentou.

  Sobre a troca dos goleiros, Matheus também ressaltou a preparação de todos. “Trabalhamos muito forte todos os dias, com o intuito de ajudar nossa equipe da melhor maneira possível, seja apoiando do lado de fora ou entrando e fazendo nosso melhor quando temos uma oportunidade”, finalizou.

A troca

  Com Raúl em campo, o Tupi conseguiu virar o jogo após sair atrás no placar. Em entrevista exclusiva ao Toque de Bola, o goleiro comentou sobre tudo que envolveu a estreia dele no Estadual.

Raúl entrou no intervalo e deu conta do recado

  “A gente vem trabalhando muito forte com o Negrette durante a semana. Infelizmente no jogo passado o Davyd foi expulso, nesse jogo o Matheus teve a infelicidade de machucar ainda no primeiro tempo e eu fui feliz de entrar na segunda etapa e poder fazer um grande jogo. Fico muito feliz, pois você trabalha no dia a dia à espera de uma oportunidade e quando ela chega você tem que aproveitar da melhor maneira e eu fui muito feliz aproveitando a chance que tive”, disse o goleiro.

Sequência

  O próximo compromisso do Galinho é no sábado, dia 18, às 15h, diante do Patrocinense, no Estádio Municipal Júlio Aguiar, em Patrocínio. O Tupi é vice-líder do Campeonato Mineiro Sub-20 com 12 pontos, atrás apenas do Uberlândia.

Texto: Toque de Bola

Fotos: Toque de Bola; Divulgação/Tupi FC

Deixe seu comentário